Professora suspeita de matar o noivo condenada a 17 anos

A professora Fernanda Baltazar, suspeita de assassinar o companheiro em dezembro de 2016 com recurso a medicamentos, gelo seco e fogo, foi condenada esta segunda-feira a 17 anos de prisão. O julgamento decorreu no Tribunal de Lisboa.

Segundo a mulher, a morte fazia parte de um pacto de suicídio que acabou por falhar, já que desistiu.

Fernanda Baltazar terá que ainda que indemnizar a família da vítima, Hugo Oliveira, em 60 mil euros.

A mulher alega ter ajudado o noivo, Hugo José Oliveira, a morrer com um incêndio que as autoridades acreditam que tenha sido da autoria da professora.

A suspeita fez a confissão ao juiz, mas disse que não teve coragem de prosseguir. Depois do crime, a professor fugiu de taxi para sua terra natal, Vila Nova de Gaia, onde foi encontrada e detida pela Polícia Judiciária.

A homicida terá sedado o noivo com comprimidos e despejado 35 quilos de gelo seco no quarto antes de atear fogo à cama.

Os advogados das duas partes vão recorrer da decisão.

 
Total
0
Partilhas
Artigo Anterior

Riba de Ave inaugura posto dos CTT na sede da Junta

Próximo Artigo

Tradição pascal faz-se com lenços na cabeça e ao som de violinos

Artigos Relacionados
x