Primeira máquina de café portuguesa renasceu em Braga e já foram vendidas 1.000

Foto: DR

A empresa Bramp colocou, este mês de dezembro, nas lojas portuguesas as primeiras mil máquinas de café expresso Briel, totalmente fabricadas em Braga. Em declarações a O MINHO, o administrador Constantino Silva lembrou que, em maio último, a Bramp decidiu assumir a recuperação da primeira marca de máquinas de café expresso fabricada, desde 1978, em Portugal.

“Nos últimos meses investimos na montagem da fábrica, aqui nas instalações da Bramp, no parque industrial da Sobreposta. É com satisfação que confesso que o trabalho só agora começou e sabemos bem que temos um longo e difícil caminho a percorrer até voltarmos a colocar 200 mil máquinas por ano, por esse mundo fora. Deus e os amigos nos ajudem”, disse.

E, a concluir, recorda: “A Bramp está a operacionalizar uma campanha de lançamento das máquinas Briel que entendemos apropriada à época em que estamos a entrar”.

Foi pioneira

A marca Briel foi fundada há 45 anos, no Porto, como uma empresa de brinquedos e eletrodomésticos. A sua linha de produtos inicial incluía batedeiras e aspiradores. Em 1982, produziu a primeira máquina de café expresso para uso doméstico com corpo totalmente em plástico, o que era inédito para a época.

Já no início da década de 90, graças ao sucesso das suas máquinas de café, focou-se nesse ramo, deixando de lado os restantes eletrodomésticos.

Recorde-se que a Briel é, desde julho, um dos patrocinadores do SC Braga figurando nos calções da equipa principal de futebol a partir da época 2023/24.

Foto: DR

É detida pela BRAMP – Metais & Polímeros de Braga, Lda, uma “empresa de referência nacional e internacional na área da produção de componentes e produtos em plástico injetado, que se dedica ao desenvolvimento de soluções para o setor automóvel, eletrónico e industrial”.

“Tem mais de 20 anos de experiência, assegurada por uma equipa multidisciplinar, altamente qualificada e capacitada para satisfazer todas as necessidades através dos clientes de um vasto e completo conjunto de competências: investigação e desenvolvimento de produto, conceção de protótipos e pequenas séries, desenvolvimento e fabrico de moldes, produção de peças em plástico, assemblagem ou montagem de conjuntos multi-peça e peças finais, capacidade logística de entrega além-fronteiras e serviço de pós-venda para o auxílio ao cliente nas necessidades futuras”, refere a marca.

E diz, ainda, o ‘site’ da firma: “A garantia de altos padrões de qualidade na produção, uma permanente atualização dos nossos equipamentos, a aposta contínua na formação dos nossos colaboradores e as parcerias de negócios fazem da BRAMP uma empresa eficaz e competitiva, capaz de dar resposta a qualquer desafio”.

 
Total
0
Partilhas
Artigo Anterior

Grupos culturais não esqueceram doentes e deram alegria ao Hospital de Braga no Natal

Próximo Artigo

Quase 1,6 milhões para requalificar esquadra da PSP em Famalicão: “Até que enfim!”

Artigos Relacionados
x