Seguir o O MINHO

Ave

Primeira família de refugiados em Fafe vai ser alojada em apartamento na cidade

em

Uma família de refugiados constituída por dois adultos e duas crianças vai ser alojada num apartamento no centro da cidade de Fafe, disponibilizado pela câmara local, avançou hoje o presidente do município.

Segundo Raúl Cunha, está tudo a ser preparado para criar as melhores condições de acolhimento e integração, por um período de dois anos.

“São seres humanos como nós e por isso merecem todo o nosso apoio”, destacou.

Um protocolo nesse sentido foi hoje assinado no Porto entre três câmaras municipais e a Plataforma de Apoio aos Refugiados, no âmbito do projeto “PAR Famílias”. Além de Fafe, também Resende e Góis assinaram o documento.

No caso de Fafe, segundo o autarca, este é “o pontapé de saída” de um processo que deverá ser alargado a mais famílias.

“Queremos dar o exemplo e esperamos que outras instituições do concelho o possam seguir”, frisou, recordando haver juntas de freguesia que têm espaços de acolhimento disponíveis.

Do lado da Câmara, acrescentou Raúl Cunha, poderá ainda haver disponibilidade para alojar uma segunda família, embora mais pequena.

Quanto à primeira família, previu, tudo vai ser feito para que a integração decorra com normalidades, disponibilizando apoios na alimentação, vestuário, educação, saúde, integração laboral e aprendizagem da língua portuguesa.

O apartamento deverá ser mobilado e equipado com o apoio do comércio local, prevê o edil.

Não está ainda definido o calendário da chegada dos primeiros refugiados a Fafe, nem a família em concreto, acrescentou.

A recetividade de Fafe para acolhimento dos refugiados foi anunciada há vários meses pela autarquia local. O presidente recordou então que a localidade tem tradição, como “terra ligada às causas da justiça e dos valores”.

Em abril, no segundo encontro internacional “Terra Justa”, que vai decorrer naquela cidade, o tema “refugiados” estará no centro dos trabalhos.

Anúncio

Guimarães

Homem de 35 anos em estado grave após colisão em Guimarães

Em Creixomil

em

Um homem, com 35 anos, sofreu ferimentos graves na sequência de uma colisão frontal, ao início da noite deste domingo, na cidade de Guimarães.

A colisão ocorreu na Rua da Pisca, em Creixomil, provocando ainda ferimentos ligeiros num outro interveniente, um homem com 67 anos.

“Houve necessidade de desencarcerar a vítima mais nova”, disse a O MINHO fonte dos bombeiros.

No local, estiveram os Bombeiros de Guimarães com três viaturas e oito operacionais.

A equipa médica da VMER de Guimarães fez acompanhamento clínico do ferido grave até ao hospital local, para onde ambas as vítimas foram transportadas.

A PSP registou a ocorrência.

Continuar a ler

Ave

Tenta burlar casal de Famalicão no MBWay mas é apanhado

Burla

em

Foto: Divulgação

Um casal de Famalicão apresentou queixa na GNR, contra desconhecidos, por uma alegada tentativa de burla no valor de 350 euros através da aplicação MBWay.

De acordo com a Cidade Hoje, o casal colocou à venda um aparelho de ginástica na plataforma digital OLX, sendo contactado por um individuo que manifestou interesse na compra pelo preço de 20 euros.

O alegado burlão pediu para transferir o dinheiro através da aplicação MBWay, utilizada para efetuar pagamentos por via digital, intenção a que o casal terá acedido, mesmo sem conhecer a funcionalidade em questão.

Seguindo as instruções do comprador, a mulher dirigiu-se a uma caixa multibanco para ativar o serviço, criando um código para o efeito, com o valor total de 350 euros.

Um erro num dos dígitos no código fornecido acabou por evitar que a burla fosse consumada. O homem entrou em contacto com o casal, apontando essa falha.

Entretanto, um familiar do casal, utilizador da plataforma, explicou o funcionamento da mesma, revelando que se tratava de uma tentativa de burla.

A tentativa para levantar o dinheiro foi efetuada numa caixa de multibanco de Estremoz, em Évora.

A GNR, em posse do contacto telefónico do burlão, está a efetuar diligências para encontrar o mesmo e apurar os factos.

Continuar a ler

Guimarães

Encontrado telemóvel de homem desaparecido há 10 dias em Guimarães

Desaparecimento de Fernando ‘Conde’ envolto em mistério

em

Foto: Paulo Jorge Magalhães / O MINHO (Arquivo)

As autoridades policiais recolheram, este sábado, o telemóvel de Fernando Conde, sexagenário desaparecido em Guimarães desde o passado dia 08 de janeiro. O aparelho foi encontrado num afluente do rio Ave, junto à Estrada Nacional 103, na freguesia de Barco, concelho de Guimarães.

Esta nova descoberta, feita pela Associação Portuguesa de Busca e Salvamento, pode trazer uma explicação para este desaparecimento, envolto em mistério desde o início, uma vez que o homem não sofria de quaisquer doenças nem estava deprimido.

Este domingo, a família irá realizar buscas com outros populares, junto ao rio Ave, para tentar encontrar o corpo de Fernando.

Familiares desconfiam que este estará no rio, embora as primeiras buscas realizadas por mergulhadores profissionais, na última semana, não tenham sido frutíferas.

Este sábado, os mergulhadores encontraram o telemóvel durante buscas onde existia o último registo de rede móvel do aparelho do desaparecido.

A Polícia Judiciária está com o caso, uma vez que não está descartada a hipótese de crime.

Continuar a ler

Populares