Seguir o O MINHO

Alto Minho

Ponte de Lima: antigos quartéis de Santa Justa servirão de alojamento para amantes da natureza

em

Os antigos quartéis de Santa Justa, em Ponte de Lima, foram recuperados e transformados num espaço de alojamento para os amantes da natureza, num investimento superior a 227 mil euros, informou o presidente da câmara.


Victor Mendes disse que o equipamento, batizado de Centro de Interpretação e Vivência Ativa da Natureza, dispõe de dois quartos duplos e de uma camarata, com uma capacidade total para mais de duas dezenas de pessoas.

“No fundo, trata-se de uma aposta na diversificação de oferta de património e de turismo, criando mais um espaço de atração”, acrescentou.

Sublinhou a localização geográfica do equipamento, entre a Área Protegida das Lagoas de Bertiandos e S. Pedro de Arcos e a Serra d’Arga.

“Os verdadeiros amantes da natureza têm ali um espaço privilegiado de acolhimento e de descanso”, disse ainda o autarca.

O Centro de Interpretação e Vivência Ativa da Natureza vai ser inaugurado no domingo e será gerido pelo município, funcionando através de um sistema de reserva.

Os antigos quartéis eram, em outros tempos, muito utilizados como albergue pelos romeiros, caminhantes e peregrinos, intimamente ligados à festa de Santa Justa.

A requalificação agora operada assentou na construção existente, mantendo as estruturas que caracterizam o local.

Para além de uma nova oferta de alojamento, o equipamento é ainda complementado com dois espaços destinados a exposições temáticas.

Um dos espaços será vocacionado para uma área de exposição permanente, com conteúdos de interpretação ambiental, histórica e etnográfica, enquanto o outro será destinado a acolher exposições itinerantes produzidas por entidades parceiras.

Em anexo funcionarão cavalariças, uma vez que são muitos os que ali se deslocam a cavalo, nomeadamente por ocasião da festa.

O espaço externo será equipado para acampamentos esporádicos.

Anúncio

Alto Minho

Detetada infeção em segundo lar da Casa da Caridade de Ponte de Lima

Covid-19

em

Foto: Ilustrativa / DR

Os 34 utentes e 20 funcionários do Centro Comunitário de Refoios, da Casa da Caridade Ponte de Lima, foram hoje testados após confirmação de um caso de infeção por SARS-CoV-2 numa funcionária, disse hoje o diretor.

Contactado hoje pela agência Lusa, o diretor da instituição, Agostinho Freitas, adiantou que, em articulação com o presidente da comissão distrital de proteção civil, que é também o autarca de Ponte de Lima, Victor Mendes, foi “contratado um laboratório privado que durante a manhã de hoje realizou testes rápidos a todos os utentes e funcionários”.

“Isto sem prejuízo de serem feitos novos testes pela autoridade de saúde. Precisamos é de saber o mais rápido a dimensão do problema, nesta resposta, para podermos atuar”, referiu.

Além do Centro Comunitário de Refoios, a Casa da Caridade de Ponte de Lima detém a Estrutura Residencial para Pessoas Idosas (ERPI) de Nossa Senhora da Conceição, onde 65 dos 67 utentes e 18 dos 40 funcionários estão infetados pelo novo coronavírus.

Agostinho Freitas explicou que “a funcionária do Centro Comunitário de Refoios tinha passado uns dias em casa, regressou ao trabalho na quinta-feira”, na sexta “acusou alguns sintomas” e, no domingo, recebeu a confirmação da infeção pelo novo coronavírus.

O diretor da Casa da Caridade adiantou que na ERPI de Nossa Senhora da Conceição, situada no centro da vila de Ponte de Lima, a “situação está estabilizada”.

“Estamos a desenvolver esforços junto da autoridade de saúde para, entre hoje e terça-feira, serem realizados testes aos casos positivos, mas sem sintomas há vários dias”, disse.

A pandemia de covid-19 provocou pelo menos 1.251.980 mortos em mais de 50 milhões de casos de infeção em todo o mundo, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram 2.896 pessoas dos 179.324 casos de infeção confirmados, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Continuar a ler

Alto Minho

Covid-19: Morreu utente de Lar da Misericórdia de Ponte de Lima

Há ainda 32 idosos e seis funcionários infetados

em

Foto: DR

Uma utente de 92 anos do lar da Santa Casa da Misericórdia de Ponte de Lima infetada com SARS-CoV-2 morreu, sendo que há ainda 32 idosos e seis funcionários infetados, revelou hoje o provedor.

Em declarações à agência Lusa, Alípio de Matos explicou que, “na quarta-feira, a idosa foi transportada ao hospital de Viana do Castelo por problemas de saúde, tendo sido testada e confirmada a infeção pelo novo coronavírus”.

“No sábado, fomos informados do óbito da utente”, referiu.

Mais um lar em Ponte de Lima com surto de covid. Há 40 infetados

Já no domingo, e “por indicação de um médico que integra a Brigada de Intervenção Rápida solicitada pela Misericórdia, uma outra idosa infetada com o vírus foi conduzida ao hospital, mas já regressou à Estrutura Residencial Para Idosos (ERPI) do Centro Comunitário de Arcozelo”.

“Após uma primeira observação clínica a todos os utentes, positivos e negativos, o médico efetuou ajuste terapêutico a um total de cinco idosos e encaminhou uma utente para o serviço de urgência do hospital de Viana do Castelo”, especificou o provedor, reforçando que já voltou à instituição.

Uma outra utente, também infetada pelo novo coronavírus, “permanece internada naquela unidade hospitalar por ter sofrido uma queda”.

“Relativamente aos utentes e funcionários infetados a situação encontra-se, para já, estabilizada. Uns apresentam sintomas ligeiros, outros estão assintomáticos”, referiu.

Do total de 45 utentes, 32 testaram positivo ao novo coronavírus.

Dos 38 trabalhadores, seis contraíram o vírus.

Onze idosos da ERPI que testaram negativo ao SARS-CoV-2 deverão repetir o despiste esta semana.

O responsável da instituição indicou que a Brigada de Intervenção Rápida da Segurança Social será reforçada hoje com três auxiliares.

Segundo o provedor “os utentes estão separados uma vez que a instituição dispõe de três alas distintas o que permitiu a criação de uma ala para doentes não-covid e de duas alas para doentes covid”.

Continuar a ler

Alto Minho

Trabalhador gravemente ferido após queda de quatro metros em Ponte de Lima

Acidente de trabalho

em

Foto: DR / Arquivo

Um homem de 60 anos ficou gravemente ferido na sequência de um acidente de trabalho, na manhã desta segunda-feira, em Ribeira, Ponte de Lima.

A vítima, que estava a trabalhar numa obra de construção civil, sofreu uma queda de cerca de quatro metros de altura, apurou O MINHO junto de fonte dos bombeiros.

O alerta foi dado às 10:33.

Os Bombeiros de Ponte de Lima mobilizaram dois operacionais e uma viatura e tiveram o apoio da SIV de Ponte de Lima e VMER de Viana do Castelo.

A vítima foi transportada pela SIV de Ponte de Lima para o Hospital de Braga.

Continuar a ler

Populares