Seguir o O MINHO

Braga

Número de ‘ninhos’ de vespa asiática “cresceu acentuadamente” na Póvoa de Lanhoso

Proteção civil

em

Foto: DR

A Câmara da Póvoa de Lanhoso deu por terminada a época de destruição de ‘ninhos’ de vespa velutina, vulgo asiática, com cerca de 600 notificações e um “crescimento acentuado” do número de pedidos de destruição de vespeiros.

Em comunicado enviado a O MINHO, a autarquia destaca que, destas notificações, foram validados 420 ninhos de vespa velutina ativos, tendo ainda sido registadas aproximadamente 180 notificações que, após validação, se verificou tratar-se de falsos alarmes, dado serem ninhos inativos ou ninhos de outras espécies.

Refere a autarquia que, a partir de fevereiro, os ninhos ainda existentes encontram-se danificados e sem qualquer tipo de atividade, pelo que não há necessidade de serem destruídos.

“Nesse sentido, a Câmara da Póvoa de Lanhoso dá por encerrada a época de combate à vespa asiática”, refere a autarquia, avançando que, a partir de março, serão colocadas armadilhas para ‘apanhar’ as rainhas, e evitar novos vespeiros.

Em meados de maio, com o surgimento dos ninhos secundários, o combate voltará a ser feito através da inceneração dos ninhos ou por via da inoculação de um biocida, acrescenta a Câmara.

EM FOCO

Populares