Seguir o O MINHO

Alto Minho

Parque da Amizade em Cerveira vai ter piscinas e campos de futebol, ténis, padel e voleibol

Investimento de 7,8 milhões

em

Projeto. Foto: CM Cerveira

A Câmara de Vila Nova de Cerveira vai avançar com a ampliação de mais 5 hectares do espaço anteriormente denominado Parque de Lazer do Castelinho, agora Parque da Amizade, foi hoje anunciado. Em comunicado, a autarquia refere que a obra será intervenção será dividida em três fases e contempla piscinas descobertas, novos campos de jogos e instalações de apoio, além da requalificação urbanística envolvente, numa estimativa orçamental de 7,8 milhões.

“Criado em 2008, o Parque de Lazer do Castelinho conjuga a diversão dos mais pequenos com a tranquilidade paisagística pretendida pelas famílias, sendo uma referência turístico-ambiental a nível ibérico. A enorme afluência de residentes e turistas a este património natural, a afirmação dos laços de amizade com o concelho galego vizinho, Tomiño, e o impulso dos governos de Portugal e de Espanha em prol da cooperação transfronteiriça, em particular a aceitação dos projetos da Eurocidade Cerveira-Tomiño – Parque da Amizade e travessia pedonal e ciclável sobre o rio Minho – levou o atual executivo municipal a concretizar novos e arrojados desafios”, justifica a autarquia.

O projeto engloba a construção de novos equipamentos desportivos ao ar livre perfeitamente integrados em espaços verdes de utilização coletiva, como por exemplo duas piscinas descobertas (uma para adultos e outra para crianças), campo de futebol de 7, campos de ténis, campo de padel, campo de voleibol de praia, bem como as respetivas e necessárias instalações de apoio.

A edificação deste complexo desportivo e de lazer foi desenvolvida em plena articulação com as infraestruturas existentes, nomeadamente com o ex-líbris do Parque da Amizade, o Aquamuseu do rio Minho, estando prevista a construção do Museu do Carocho ao ar livre para exposição de embarcações típicas.

Projeto. Foto: CM Cerveira

Projeto. Foto: CM Cerveira

Complementarmente, novas valências exigem os devidos arruamentos paralelo ao caminho de ferro com estacionamento, passeios e infraestruturas, a realização do acesso pedonal à estação ferroviária, o tratamento dos percursos pedonais, bem como a ligação do Parque da Amizade à travessia pedonal e ciclável sobre o rio Minho.

Para o Presidente da Câmara, citado em comunicado, este é o “verdadeiro projeto de cooperação transfronteiriça que contribuirá para uma valorização definitiva de Vila Nova de Cerveira no espaço europeu, assente em três pilares basilares condutores: a integração ambiental, paisagística e socioeconómica”.

Fernando Nogueira garante que “todo o projeto foi elaborado de forma coordenada e contínua, privilegiando o equilíbrio entre a conservação da natureza e a usufruição humana sob a perspetiva do bem-estar e da melhoria da qualidade de vida”.

Pela dimensão exposta e corroborada pela estimativa orçamental de 7,8 milhões, a execução física do projeto de ampliação do Parque da Amizade tem subjacente três fases distintas, sendo que o início dos trabalhos respeitantes à 1.ª fase devem arrancar ainda no presente ano, especificamente com o prolongamento da faixa de rodagem e do estacionamento e passeios a nascente do arruamento paralelo ao caminho de ferro até à rotunda existente e a realização do acesso pedonal à estação ferroviária.

Populares