Seguir o O MINHO

Região

Não é só uma rotunda que nasce em Celorico de Basto. “Vai nascer uma nova centralidade”

Obras públicas

em

Foto: CM Celorico de Basto

O investimento de 452 mil euros para a construção de uma nova rotunda em Gandarela, no concelho de Celorico de Basto, não será só para aquela infra-estrutura, disse hoje o presidente da Câmara a O MINHO.

Em comunicado, o autarca explica que este investimento, que tem levantado algumas críticas nas redes sociais, é financiado a 85% por fundos europeus e contempla “a criação de uma nova centralidade urbana na vila de Gandarela”.

No mesmo documento, é explicado que esta obra visa requalificar “parte importante” das estrada nacionais 206 e 304, para além da requalificação dos pavimentos, passeios e espaços verdes, iluminação pública, mobiliário urbano, redefinição da rede de águas pluviais e instalação de novas paragens de autocarro, “para além de uma nova rotunda”.

Projeto de nova rotunda e arranjos urbanísticos em Gandarela. Fonte: CM Celorico de Basto

Escreve o município que este investimento permite ganhar “uma nova dinâmica e organização” para aquela vila, uma vez que ficam integrados na obra “importantes equipamentos”, como é o caso da igreja de Gandarela, o novo centro de catequese, que se encontra em construção, o centro escolar, a extensão de saúde, edifício onde estão instaladas coletividades e o posto de abastecimento de combustível, para além da habitação e do comércio já existente e que possa vir a ser criada.

Para Joaquim Mota e Silva, presidente da Câmara de Celorico de Basto, “esta é uma obra importante para o concelho e em especial para a vila de Gandarela”.

“O financiamento europeu, agora aprovado, destina-se exclusivamente a este tipo de projetos e resulta numa oportunidade de ir ao encontro dos anseios da população que há muito reclama a realização desta obra”, argumenta o autarca.

Também José Sousa, presidente da Junta de Freguesia de Ribas, destaca a importância da obra “pela capacidade de integrar urbanisticamente os diversos equipamentos existentes e a criar nesta vila de Gandarela e também pela melhoria das condições de segurança para veículos e pessoas, nomeadamente com a instalação das paragens de autocarros, que há muito era pedida pela população”.

Para Daniel Meireles, presidente da junta de Basto, S. Clemente, além de ser uma obra estruturante para o desenvolvimento urbano na Vila de Gandarela, irá permitir uma enorme melhoria nas condições de segurança, de circulação pedonal e rodoviária, salvaguardando assim a vida das pessoas, num local onde ao longo dos anos ocorreram diversos acidentes, alguns com vítimas mortais a lamentar”.

Populares