Seguir o O MINHO

Barcelos

Músico Samuel Bastos (Barcelos) morre na Suíça

Solista de 32 anos da Orquestra da Ópera de Zurique

em

Foto: Direitos Reservados

O oboísta barcelense Samuel Bastos, que em 2017 foi notícia por ter sido o vencedor de um prémio de 12 mil dólares nos Estados Unidos, foi encontrado morto, no sábado [NDR – e não ao início da manhã de hoje, como foi inicialmente avançado], na Suíça, país onde residia.

O músico, natural da freguesia de Oliveira, era solista na Orquestra da Ópera de Zurique. As causas da morte não são conhecidas.

Samuel Bastos. Foto: Mário Jorge Silva

Em 2012, o músico de 32 anos foi admitido, simultaneamente, na Herbert von Karajan Akademie der Berliner Philharmoniker e na Opernhaus Zürich (Orquestra da Ópera de Zurique), como oboísta solista, posição que ocupa atualmente.

Óbito: Oboísta Samuel Bastos (Barcelos) era “um dos melhores da música” mundial

Estudou no Conservatório de Música Calouste Gulbenkian de Braga (1997-2005) e na Escola Superior de Música de Lisboa (2005-2006) com os professores José Fernando Silva e Andrew Swinnerton.

Como bolseiro da Fundação Calouste Gulbenkian, estudou em Zurique na Zürcher Hochschule der Künste, onde concluiu o Master of Arts in Specialized Music Performance – Solist com a distinção máxima na classe dos professores Marc Kissoczy (direção de orquestra), Martin Frutiger (Corne Inglês) e Thomas Indermühle (oboé). Em Paris estudou com Maurice Bourge.

Samuel Bastos foi vencedor e premiado em concursos nacionais e internacionais em Portugal, Itália, Suíça, Alemanha, Reino Unido e Finlândia.

Notícia atualizada às 19h35.

Populares