Seguir o O MINHO

Barcelos

Músico de Barcelos vence prémio de 12 mil dólares nos Estados Unidos

em

O oboísta barcelense Samuel Bastos foi o vencedor da International Double Reed Society (IDRS) Gillet Oboe competition. O músico natural da freguesia de Oliveira, ficou à frente de um músico francês, que venceu o segundo prémio, e de dois americanos e um japonês, que receberam menções honrosas.

Oboé. Foto: wikipedia.org

Esta competição realiza-se todos os anos durante a conferência da associação internacional de instrumentos daquele género, que, em 2017, teve lugar na Universidade de Lawrence, na cidade de Appleton.

Ao ser escolhido pelo júri, Samuel Bastos irá receber um prémio de 12 mil dólares (10.500 euros).

Samuel Bastos. Foto: Mário Jorge Silva

O músico de 30 anos é oboísta solista na Orquestra da Ópera de Zurique, na Suiça,

Em 2012, o músico de 30 anos foi admitido, simultaneamente, na Herbert von Karajan Akademie der Berliner Philharmoniker e na Opernhaus Zürich (Orquestra da Ópera de Zurique), na Suiça, como oboísta solista, posição que ocupa atualmente.

Estudou no Conservatório de Música Calouste Gulbenkian de Braga (1997-2005) e na Escola Superior de Música de Lisboa (2005-2006) com os professores José Fernando Silva e Andrew Swinnerton.

Como bolseiro da Fundação Calouste Gulbenkian, estudou em Zurique na Zürcher Hochschule der Künste, onde concluiu o Master of Arts in Specialized Music Performance – Solist com a distinção máxima na classe dos professores Marc Kissoczy (direção de orquestra), Martin Frutiger (Corne Inglês) e Thomas Indermühle (oboé). Em Paris estudou com Maurice Bourge.

Samuel Bastos foi vencedor e premiado em concursos nacionais e internacionais em Portugal, Itália, Suíça, Alemanha, Reino Unido e Finlândia.

Populares