Seguir o O MINHO

Futebol

Moreirense diz que contrato de Sá Pinto termina no final da temporada

I Liga

em

O treinador Ricardo Sá Pinto, que estava sem clube desde maio de 2021, vai substituir Lito Vidigal no comando do Moreirense até ao final da temporada, anunciou hoje o clube da I Liga de futebol.

“O Moreirense informa que Ricardo Sá Pinto assume o comando técnico da equipa até ao final da presente temporada”, informaram os minhotos, em comunicado publicado no sítio oficial na Internet.

Ricardo Manuel Andrade Silva Sá Pinto, de 49 anos, vai encarar a quarta experiência no escalão principal, depois de ter orientado Sporting (2012), Belenenses (2015) e Sporting de Braga (2019), entre diversas passagens pelo estrangeiro ao longo da última década.

O ex-avançado, que estava sem clube desde maio de 2021, já tinha orientado o treino de quinta-feira na academia dos ‘cónegos’, que visitam o ‘vizinho’ Vizela, 12.º colocado, com 16 pontos, no sábado, em partida da 17.ª jornada da I Liga, a derradeira da primeira volta.

Já na quarta-feira tinham sido os adjuntos Francisco Castro e Leandro Mendes a comandar o plantel, enquanto Lito Vidigal acertava os termos da rescisão com a SAD liderada por Vítor Magalhães.

Lito Vidigal foi oficializado como sucessor de João Henriques em 04 de dezembro de 2021, somando apenas um triunfo, na receção ao Estoril Praia (1-0), da 16.ª jornada da I Liga, e quatro derrotas.

Se um dos desaires ditou a eliminação dos oitavos de final da Taça de Portugal frente ao Mafra (1-3), da II Liga, a reviravolta sofrida na segunda-feira em Tondela (1-2), em jogo em atraso da 13.ª ronda, deixou os minhotos no 16.º e antepenúltimo lugar, de acesso ao ‘play-off’ de permanência, com 12 pontos, apenas um acima da zona de descida direta.

Ricardo Sá Pinto será apresentado hoje em conferência de imprensa e irá orientar o Moreirense na visita ao ‘vizinho’ Vizela, 12.º colocado, com 16 pontos, no sábado, às 15:30, no Estádio do FC Vizela, em jogo da 17.ª jornada, a última da primeira volta.

“Na sua equipa técnica integra o treinador adjunto Rui Mota e o treinador de guarda-redes Bruno Freitas, que se juntarão a Leandro Mendes e Castro”, termina a nota da administração liderada por Vítor Magalhães, que ainda não oficializou a saída de Lito Vidigal.

O ex-internacional português também já orientou os sérvios do Estrela Vermelha (2013), os gregos do OFI Creta (2013/14) e do Atromitos (2014/15 e 2017), os sauditas do Al-Fateh (2016), os belgas do Standard de Liège (2017/18), os polacos do Legia Varsóvia (2018/19), os brasileiros do Vasco da Gama (2020) e os turcos do Gaziantep (2021).

Além de ter conquistado a Taça da Bélgica pelo Standard de Liège, Ricardo Sá Pinto venceu a Taça da Liga pelo Sporting de Braga (2019/20) e sagrou-se campeão nacional de juniores no Sporting (2011/12), clube no qual já tinha assumido o cargo de diretor desportivo e se lançou na carreira de treinador, após ter sido adjunto na União de Leiria.

Como jogador, o ex-avançado alinhou pelos ‘leões’ em duas fases distintas (1994-1997 e 2000-2006), juntando duas Taças de Portugal (1994/95 e 2001/02) e três Supertaças Cândido de Oliveira (1995, 2000 e 2002) ao título de campeão nacional (2001/02).

Ricardo Sá Pinto ainda representou o Standard de Liège (2006/07) e os espanhóis da Real Sociedad (1997-2000), num percurso sénior iniciado no Salgueiros (1991-1994).

O Moreirense mudou pela terceira vez de comando técnico na mesma época, tal como sucedeu em 2016/17, 2017/18 e 2020/21, tendo o adjunto Leandro Mendes, que trabalha há quase uma década no clube, assumido de forma interina várias dessas transições.

Populares