Seguir o O MINHO

Braga

Miguel Amador é o cabeça de lista do partido Volt por Braga

Eleições legislativas

em

Foto: DR

Os cabeças-de-lista do Volt pelo círculo eleitoral de Braga são Miguel Amador, de 33 anos, engenheiro de formação, empresário na área da saúde digital e director do EIT Health em Portugal, é o cabeça de lista do partido Volt pelo círculo eleitoral de Bragas nas legisltivas de 30 de janeiro.

Em lugar cimeito está também Carla Barroso, Licenciada em Estudos Europeus, Lusófonos e Relações Internacionais, e é finalista do Mestrado em European and Transglobal Business Law da Universidade do Minho.

Em comunicado enviado a O MINHO, o Volt Portugal diz que “apresenta um programa eleitoral sem amarras ideológicas com três bandeiras: um estado inteligente, um renascimento económico que não deixe ninguém para trás, e um combate pragmático às alterações climáticas”.

“O Volt defende a regionalização como motor de desenvolvimento de todo o território, aproximando as estruturas de decisão política dos cidadãos e desta forma contribuindo para o combate à abstenção, para uma maior coesão territorial e o aumento da eficácia e da eficiência dos serviços públicos”, acrescenta.

Relativamente à candidatura por Braga o partido elenca, entre outras medidas, promover o progresso económico do Distrito com a aposta na área digital como exemplo nacional: dar resposta aos desafios das jovens famílias do distrito defendendo a igualdade nas licenças de parentalidade, creches e jardins-de-infância gratuitos e melhoria dos transportes públicos; harmonizar as leis laborais com a Europa; reduzir a taxa de referência do Imposto sobre Rendimentos de Pessoas Coletivas (IRC) para 20% e acabar com todos os subsídios para combustíveis fósseis.

“O Volt defende ainda vários estudos piloto para a implementação do rendimento básico incondicional (RBI), devido à crescente automatização da sociedade”, salienta o comunicado do partido “progressista” que “não se define nem de esquerda, nem de direita”.

Populares