Mais um cargueiro gigante da Airbus faz escala no porto de Viana do Castelo

Viana passou a integrar a rota do Mediterrâneo

O Porto de Viana do Castelo recebeu esta quarta-feira, a passagem do navio de carga Ro-Ro City of Hamburg, pertencente ao grupo Louis Dreyfus Armateurs, integrado na escala da empresa para o Mediterrâneo numa rota quinzenal de transporte de peças para a ‘gigante’ da aviação francesa.

Conforme noticiou O MINHO, a Administração dos Portos de Douro, Leixões e Viana do Castelo anunciou para este ano de 2023 uma nova escala no porto do Alto Minho para cargueiros que transportam peças para a empresa Airbus, passando a ser um novo serviço de linha regular, que passa ainda nos portos mediterrâneos de Tunes, Tanger Med, Nápoles, descarregando em Montoir, França, país onde está sediada a empresa.

Fonte do Porto de Viana do Castelo adiantou a O MINHO que o Ro-Ro atracou às 08:18 desta quarta-feira para efetuar escala que demorou pouco mais de três horas. Largou de Viana do Castelo às 11:21 rumo ao porto de Montoir, em Nantes Saint-Nazaire, em França, próximo da Bretanha, onde é esperado atracar amanhã, pelas 18:00 (hora local). Pelas 18:15 desta quarta-feira, viajava junto à “costa da Morte”, na Galiza, a uma velocidade de 28,3 quilómetros hora (15.3 kn/h).

O cargueiro CITY OF HAMBURG (IMO: 9383558) é um navio de carga tipo Ro-Ro, construído em 2008 que navega sob a bandeira da França. Tem capacidade de carga de 15.643 toneladas brutas e calado de 4,5 metros. O comprimento total (LOA) é de 126,5 metros e a largura é de 20,6 metros. Pode acompanhar aqui a viagem em tempo real.

“A concretização desta escala reforça o potencial do Porto de Viana do Castelo para operar esta tipologia de carga”, considerou a administração, em dezembro de 2022, aquando a estreia de um Ro-Ro (naquele caso o Ciudad de Cadiz) ao serviço da Airbus naquele porto.

“São necessárias entre três a quatro milhões de pessoas para montar um Airbus e para entregarmos as aeronaves no período estipulado, a cadeia de abastecimento tem de ser planeada com rigor”, acrescenta a empresa. Segundo a Airbus, este tipo de cargueiros Ro-Ro desempenham um papel “essencial” na cadeira de transporte por entre as diferentes fábricas da empresa espalhadas pelo mundo.

 
Total
0
Partilhas
Artigo Anterior

Gustavo Sá renova pelo Famalicão até 2027

Próximo Artigo

Politécnico de Viana do Castelo junta tradição, inovação e turismo gastronómico do Alto Minho em conferência

Artigos Relacionados
x