Seguir o O MINHO

Aqui Perto

Jovem de 17 anos mata mãe e esconde corpo num armário, na Galiza

Violência doméstica

em

Foto: El País

Um jovem de 17 anos terá assassinado e própria mãe, de nacionalidade brasileira, escondendo o cadáver num armário, dentro de uma mala de viagem, em Lugo, na Galiza, avança a imprensa espanhola.

A vítima vivia em Espanha há 14 anos, no município de Foz, a norte da região galega e, segundo relatos do El País, já tinha dito a conhecidos que se sentia ameaçada pelo filho e que pretendia colocar “um trinco na porta” do seu próprio quarto.

Minaene, assim se chama a mãe assassinada, estava a tirar um curso de chefe de cozinha enquanto o filho estudava para auxiliar de ação médica, a cerca de 14 quilómetros de casa. Viviam os dois sozinhos num apartamento arrendado.

O mesmo jornal aponta que o jovem seria bastante introvertido, não se lhe conhecendo amigos. Já a mãe seria o oposto. Contam que a mãe tinha marcas de agressões e que assistiram a discussões entre ambos.

Na passada segunda-feira, o corpo foi encontrado pela polícia, depois de uma denúncia de uma amiga da vítima, por esta ter visto gotas de sangue junto à porta do apartamento, e por ninguém responder de dentro há vários dias.

Terá sido esfaqueada até à morte.

Anúncio

Aqui Perto

Detido suspeito de ameaça com faca e fogo posto para cobrar dívida em Felgueiras

PJ de Braga

em

Foto: Arquivo

A Polícia Judiciária deteve em Felgueiras, no distrito do Porto, o suspeito de ameaçar com faca uma pessoa que lhe devia dinheiro e de atear fogo em materiais no interior da habitação da vítima, indicou hoje fonte policial.

Em comunicado, a Polícia Judiciária de Braga, que fez a detenção na madrugada de sábado, horas depois dos crimes, refere que o suspeito “irrompeu pelo interior da residência da vítima, ameaçando-a com uma faca de cozinha caso não procedesse de imediato à liquidação da dívida”.

Em causa estava um “valor diminuto”, segundo a polícia, sem detalhar o montante exato.

Face à ameaça, “o ofendido fugiu do local e o arguido terá colocado fogo, através de chama direta, a vários materiais ali existentes que resultou em avultados danos na habitação, não tendo atingido outras proporções devido à pronta intervenção da GNR e dos Bombeiros”, refere o comunicado.

O detido é um homem de 32 anos que vai aguardar o desenvolvimento do processo sujeito a permanência obrigatória na sua habitação, determinou um juiz de instrução criminal.

Continuar a ler

Aqui Perto

Detido com armas e explosivos após ameaças de morte na Póvoa de Varzim

Aqui perto

em

Foto: Divulgação

Um homem de 37 anos foi detido, na passada terça-feira, por militares do posto territorial da GNR da Póvoa de Varzim, avançou esta quarta-feira aquela guarda.

Em comunicado, a polícia refere que o homem foi detido na pela prática do crime de posse de arma proibida na sequência de um processo de ameaças, naquele concelho do distrito do Porto.

“Na sequência de uma denúncia de ameaças entre dois vizinhos com recurso a arma de fogo, os militares apuraram que o suspeito ameaçou de morte um homem, de 40 anos, na sequência de uma desavença entre ambos”, informa a guarda.

No decorrer da ação foi dado cumprimento a um mandado de busca domiciliária, que culminou com a apreensão de duas caçadeiras, uma carabina, uma pistola, 263 munições, uma máquina manual de carregamento de cartuchos, uma embalagem de fulminantes, três recipientes com pólvora e três peças de cordão lento, para fabrico de engenhos explosivos.

O detido permanece nas instalações da GNR até ser presente, esta quarta-feira, a primeiro interrogatório judicial no Tribunal Judicial de Matosinhos, para aplicação das medidas de coação.

Continuar a ler

Aqui Perto

Detido suspeito de queimar viva a própria mãe, em Vila do Conde

Mulher de 91 anos não resistiu aos ferimentos

em

Imagem via TVI

Um homem, de 52 anos, foi detido por militares do postos territoriais de Vila do Conde e Póvoa de Varzim, da GNR, por suspeitas de ter provocado o homicídio da própria mãe, na sequência de fogo posto na cama onde esta estaria a dormir, numa habitação em Vila do Conde, anunciou este domingo aquela guarda.

“Na sequência de uma denúncia de que teria ocorrido um homicídio, alegadamente por intermédio de fogo posto em residência, onde foi vítima mortal uma mulher de 91 anos, mãe do suspeito, os militares da GNR de imediato encetaram diligências com o intuito de intercetar o suspeito, que havia fugido do local, o que acabou por acontecer pouco tempo depois”, refere aquela polícia.

Uma vez detetado, foi o suspeito entregue à Polícia Judiciária que se encontra a proceder à investigação criminal do suposto homicídio.

Terá sido dado alerta para as autoridades pelo próprio neto da vítima mortal, que encontrou a avó já cadáver, completamente carbonizada, na tarde de sábado.

Continuar a ler

Populares