Seguir o O MINHO

Aqui Perto

Jovem de 17 anos mata mãe e esconde corpo num armário, na Galiza

Violência doméstica

em

Foto: El País

Um jovem de 17 anos terá assassinado e própria mãe, de nacionalidade brasileira, escondendo o cadáver num armário, dentro de uma mala de viagem, em Lugo, na Galiza, avança a imprensa espanhola.


A vítima vivia em Espanha há 14 anos, no município de Foz, a norte da região galega e, segundo relatos do El País, já tinha dito a conhecidos que se sentia ameaçada pelo filho e que pretendia colocar “um trinco na porta” do seu próprio quarto.

Minaene, assim se chama a mãe assassinada, estava a tirar um curso de chefe de cozinha enquanto o filho estudava para auxiliar de ação médica, a cerca de 14 quilómetros de casa. Viviam os dois sozinhos num apartamento arrendado.

O mesmo jornal aponta que o jovem seria bastante introvertido, não se lhe conhecendo amigos. Já a mãe seria o oposto. Contam que a mãe tinha marcas de agressões e que assistiram a discussões entre ambos.

Na passada segunda-feira, o corpo foi encontrado pela polícia, depois de uma denúncia de uma amiga da vítima, por esta ter visto gotas de sangue junto à porta do apartamento, e por ninguém responder de dentro há vários dias.

Terá sido esfaqueada até à morte.

Anúncio

Aqui Perto

Barco salvo de naufrágio na Póvoa de Varzim

Autoridade Marítima

em

Foto: Divulgação / AMN

Uma embarcação de pesca que se encontrava em risco de naufrágio foi salvo pela Polícia Marítima, esta sexta-feira ao largo do porto da Póvoa de Varzim, anunciou a Autoridade Marítima Nacional.

Em comunicado, aquela entidade refere que a embarcação se encontrava “em aproximação ao porto da Póvoa de Varzim, sem governo e com excesso de água acumulada no porão, provocando um adornamento excessivo com risco de naufrágio ou encalhe”.

​”Foi, de imediato, empenhada a Estação Salva-vidas, a Polícia Marítima e os Bombeiros Voluntários da Póvoa de Varzim, sob coordenação do Capitão do Porto e Comandante-local da Polícia Marítima”, refere o mesmo comunicado.

Durante a operação, a embarcação da Estação Salva-vidas acompanhou a embarcação de pesca na entrada do porto e auxiliou a manobra de atracação, tendo o piquete da Polícia Marítima acompanhado a operação por terra, tomando conta da ocorrência.

Os Bombeiros Voluntários da Póvoa de Varzim auxiliaram nas operações de esgoto da água, de forma a recuperar a estabilidade da embarcação.

A embarcação encontra-se atracada no porto da Póvoa de Varzim e será sujeita a uma vistoria, a ser efetuada por peritos da Autoridade Marítima Nacional no sentido de avaliar as condições de segurança e navegabilidade.

Continuar a ler

Aqui Perto

PJ faz buscas na Câmara de Montalegre. Presidente e vice constituídos arguidos

Justiça

em

Orlando Alves e David Teixeira. Foto: CM Montalegre

A Polícia Judiciária fez na quarta-feira uma busca na Câmara de Montalegre e constituiu arguidos o presidente e vice-presidente.

Em comunicado, a Câmara de Montalegre (PS), no distrito de Vila Real, revelou que a PJ se deslocou aos Paços do Concelho com “o objetivo de cumprir um mandado de busca e apreensão”.

Sem identificar o tipo de processo em investigação, a nota acrescenta que este foi “emitido no âmbito de um processo iniciado com uma denúncia”.

No comunicado, assinado pelo presidente da câmara, Orlando Alves, este confirma que foi constituído arguido, assim como o vice-presidente da autarquia, David Teixeira, estando ambos sujeitos à “medida de coação menos gravosa”, o termo de identidade e residência.

Os autarcas, assim como a câmara, “manifestaram total disponibilidade para colaborar com as autoridades”, acrescenta o comunicado.

Continuar a ler

Aqui Perto

Apreendidos 10 mil euros em amêijoa-japonesa na A28

Na Póvoa de Varzim

em

Foto: Divulgação / GNR

A Unidade de Controlo Costeiro apreendeu hoje de madrugada 1.066 quilogramas de amêijoa japonesa, na Autoestrada 28 (A28), na Póvoa de Varzim, por não possuir o tamanho mínimo legal para ser apanhada, anunciou GNR.

Em comunicado, a GNR ter identificado um homem, de 45 anos, por “transporte de bivaldes em estado imaturo”, sendo que a amêijoa japonesa apreendida, com um valor estimado de cerca de 37.400 euros, “teria como destino o mercado espanhol”.

A apreensão decorreu no âmbito de uma ação de fiscalização rodoviária dirigida ao transporte de pescado fresco e moluscos bivaldes, tendo os militares detetado “um veículo a transportar amêijoa japonesa subdminesionada, isto é, que não possuía o tamanho mínimo legal de quatro centímetros exigido por lei” para ser apanhada.

Continuar a ler

Populares