Seguir o O MINHO

Braga

Iuri estava a 900 metros de casa e foi barrado por uma cancela

em

Buscas da GNR. DR

Os sorrisos voltaram a aparecer no pequeno lugar de São Sebastião, na freguesia de Serzedelo, concelho da Póvoa de Lanhoso, depois de começar a correr a notícia do aparecimento com vida do pequeno Iuri, bebé de ano e meio que desapareceu ontem ao final do dia da casa dos pais.

Gil Carvalho, PJ de Braga. DR

No entanto as dúvidas mantêm-se e até há versões contraditórias. Ontem o pai da criança terá adiantado aos bombeiros que Iuri não caminhava muito bem, acrescentando mesmo que no paralelo ele tinha dificuldades em manter-se de pé. Hoje, e perante os jornalistas, o diretor de Braga da PJ, Gil Carvalho, adiantou o contrário.

“Os vizinhos dizem que ele andava bem”, disse depois de questionado pelos jornalistas sobre o facto de se tratar de um bebé de ano e meio, acrescentando mesmo que “podia percorrer a distância de cerca de um quilómetro”.

Bombeiros da Póvoa de Lanhoso. DR

Segundo Gil Carvalho, Iuri foi barrado por uma cancela. “Terá andado sem destino, até que entrou num caminho com um cancela. Não conseguiu passar e ali ficou”, frisou.

Já o tenente-coronel da GNR Ricardo Lopes, afirmou que a criança “terá sido encontrada num terreno próximo”.

“Há cerca de dez minutos uma senhora residente aqui nas proximidades veio trazer o menor com vida. Aparentemente está bem, contudo estão a ser prestados primeiros socorros”, disse pouco depois das 11:00 horas da manhã, acrescentando que o menor foi levado pelos Bombeiros da Póvoa de Lanhoso (BVPL) para o Hospital de Braga.

As circunstâncias do desaparecimento do menos estão ainda por esclarecer, sabendo que desde ontem, cerca das 20:20 horas, Iuri desapareceu de casa e acabou por ser encontrado, de perfeita saúde, ao fim de 15 horas. Nas buscas participaram mais de 50 elementos entre BVPL e GNR.

Segundo fonte da Câmara da Póvoa de Lanhoso, os pais e família de Iuri estão sinalizados pelos serviços sociais.



Populares