Seguir o O MINHO

Braga

Pequeno Iuri continua desaparecido e PJ já investiga o caso

em

Já são mais de 50 os operacionais no terreno que procuraram pelo pequeno Iuri, criança com apenas 18 meses de idade e que está há mais de seis horas desaparecida de casa no concelho da Póvoa de Lanhoso.

ATUALIZAÇÃO: Encontrada criança de 18 meses que estava desaparecida na Póvoa de Lanhoso

Tudo aconteceu na rua de São Sebastião, na pequena e rural freguesia de Serzedelo, quando o pequeno Iuri deixou de ser visto, depois de ter estado a brincar com as irmãs fora de casa, mas dentro da propriedade desta.

“O pai disse que tinha estado com ele a brincar e que se terá ausentado por poucos instantes. As irmãs, menores, também foram para dentro. É aí, que segundo os pais, a criança desapareceu. Terá se esgueirado, em princípio, pelo portão da casa”, contou ao O MINHO, António Veloso, comandante dos Bombeiros Voluntários da Póvoa de Lanhoso (BVPL), que juntamente com a GNR realizam buscas num perímetro em torno da casa de 500 metros.

Segundo o comandante dos BVPL, as buscas começaram pouco depois das 21:45 horas, mais de uma hora depois do desaparecimento da criança.

“Os pais terão tentado procurar a criança, que segundo estes estava desaparecida desde 20:15 horas. Fizeram eles primeiro buscas entre vizinhos. Só depois alertaram os bombeiros”, apontou o comandante, acrescentando ainda que, e segundo os pais, o pequeno Iuri teria mesmo dificuldades em andar muito.”O pai disse que ele andava, mas ainda não muito bem. Teria mesmo dificuldade em andar no paralelo“, frisou António Veloso.

O lugar, no meio rural, é todo ele lajeado por calçada antiga e repleto de muita vegetação. “Há também alguns poços, um ribeiro e umas poças derivadas dos regadios, mas até agora não encontramos nada”, destacou o comandante dos BVPL.

A PJ de Braga já está no local, incluindo o diretor desta força em Braga, que já avançou com alguns inquéritos e averiguações no sentido de perceber o que se passou. Para já a hipótese de rapto não está afastada, havendo mesmo familiares de Iuri que acreditam que o menino foi levado.

Populares