Seguir o O MINHO

Futebol

Gil Vicente afastado da Taça da Liga nas grandes penalidades

Em Paços de Ferreira

em

Foto: Gil Vicente / Facebook

O Paços de Ferreira qualificou-se hoje para a fase de grupos da Taça da Liga de futebol, ao vencer na receção ao Gil Vicente por 4-3, nas grandes penalidades, após 1-1 no final do tempo regulamentar.

Delinson Júnior adiantou o Paços, aos 47 minutos, mas Bilel empatou para o Gil, melhor no jogo, aos 58, adiando a decisão para as grandes penalidades, com os pacenses a serem mais competentes e a garantirem o apuramento por Maracás, capitalizando os dois remates desperdiçados pelos forasteiros.

Paços e Gil Vicente apresentaram cinco reforços nos ‘onzes’ e iniciaram o jogo num ritmo elevado, com os locais a disporem cedo, aos 12 minutos, da primeira e maior situação de golo do primeiro tempo, num cabeceamento de Marco Baixinho após livre frontal.

Os gilistas reagiram e começaram a superiorizar-se, mostrando melhor qualidade com e sem bola, através de uma pressão alta que retirava bola ao adversário e processos de jogo mais solidificados.

André Ferreira, aos 24 minutos, foi lesto a sair da baliza e antecipou-se a Fran Navarro, negando um lance de potencial perigo para a baliza pacense, equipa que ganhou vantagem no marcador no arranque do segundo tempo, por Denilson Júnior, a emendar um passe de Lucas Silva, após lançamento longo de Ibrahim.

O Gil não acusou o golo e acentuou a pressão, ganhando quatro cantos e várias aproximações à baliza de André Ferreira, impotente para impedir o merecido golo do empate, anotado por Bilel, a finalizar uma triangulação envolvendo Pedrinho e Kanya, responsável pela assistência.

Os forasteiros continuaram por cima, face a um Paços cada vez mais reativo, mas a decisão sobre o vencedor só foi encontrada nos penáltis.

Ficha de Jogo

Jogo disputado no Estádio Capital do Móvel, em Paços de Ferreira.

Paços de Ferreira – Gil Vicente, 1-1 (4-3 nas grandes penalidades).

Ao intervalo: 0-0.

Marcadores:

1-0, Denilson Júnior, 47 minutos.

1-1, Bilel, 58.

Desempate por penáltis:

0-1, Talocha.

1-1, Douglas Tanque.

1-1, Murilo (remate à barra).

2-1, UIlton

2-1, Pedrinho (guarda-redes defendeu).

2-1, João Pedro (defesa do guarda-redes).

2-2, Rúben Fernandes.

3-2, Juan Delgado.

3-3, Kanya.

4-3, Maracás.

Equipas:

– Paços de Ferreira: André Ferreira, Jorge Silva, Marco Baixinho, Maracás, João Vigário, Hélder Ferreira (Juan Delgado, 61), Ibrahim, Rui Pires (Luiz Carlos, 62), Lucas Silva (Douglas Tanque, 77), Nuno Santos (João Pedro, 83) e Denilson Júnior (UIlton, 76).

(Suplentes: Jeimes, Fernando Fonseca, Flávio Ramos, Luiz Carlos, Matchoi, UIlton, Juan Delgado, João Pedro e Douglas Tanque).

Treinador: Jorge Simão.

– Moreirense: Kritciuk, Zé Carlos, Lucas Cunha, Rúben Fernandes, Talocha, Bilel (Murilo, 73), Vítor Carvalho, Pedrinho, Samuel Lino (Matheus Bueno, 83), Kanya e Fran Navarro.

(Suplentes: Brian Araújo, Diogo Silva, Henrique Gomes, João Caiado, Jean Irmer, Matheus Bueno, Murilo e André Liberal).

Treinador: Ricardo Soares.

Árbitro: Rui Costa (AF Porto).

Ação disciplinar: cartão amarelo para Rui Pires (16) e Maracás (50). Cartão amarelo para Ricardo Soares (treinador do Gil Vicente) aos 45 minutos.

Assistência: Jogo realizado à porta fechada devido à pandemia de covid-19.

Populares