Seguir o O MINHO

Região

Filme sobre o Gerês distinguido internacionalmente

em

Foto: Divulgação

O filme Uma Aventura na Serra – Peneda Gerês Trail Adventure foi distinguido com o 1º lugar na categoria DOC Section – Sports & Recreation na Gala de Prémios do Festival Internacional de Cinema de Turismo, na passada sexta-feira, dia 3 de novembro, em Vila Nova de Gaia.


Este ano, o Festival ART&TUR contou com a participação de um número muito significativo de excelentes filmes de turismo nas suas duas secções competitivas ‘Tourfilm’ e ‘Doc’, perfazendo no total 311 inscrições oriundas de 41 países.

Todos os filmes foram avaliados por um júri composto por profissionais e estudiosos de Cinema, Marketing e Turismo, que após avaliação determinaram os vencedores.

O ART&TUR – Festival Internacional de Cinema de Turismo é um evento ímpar no panorama nacional e internacional, organizado pela APTUR – Associação Portuguesa de Turismologia e contou com o apoio oficial da Câmara Municipal de Vila Nova de Gaia, do Turismo do Porto e Norte de Portugal, além da presença do Município de Terras de Bouro.

Enquanto membro do CIFFT, o Festival ART&TUR integra uma rede de 16 festivais internacionais que se realizam ao longo do ano em treze países da Europa, Ásia e Estados Unidos.

Este prémio é mais um galardão internacional de distinção turística que vem fortalecer o posicionamento do Gerês enquanto produto turístico de referência a nível internacional.

Anúncio

Alto Minho

Reabilitação “urgente” em igreja de Paredes de Coura pronta até final do ano

Rubiães

em

Foto: Divulgação / DRCN

As coberturas da igreja e torre de São Pedro de Rubiães, em Paredes de Coura, estão a ser reabilitadas, numa intervenção “urgente” de 50 mil euros a concluir até final do ano, foi hoje divulgado.

Em comunicado, a Direção Regional de Cultura do Norte (DRCN) justifica a “urgência” da intervenção no templo, classificado como Monumento Nacional, com “o avançado estado de degradação em que as coberturas da igreja se encontravam, com particular incidência nas águas do telhado voltadas a norte”.

A empreitada, orçada em cerca de 50 mil euros, é financiada pelo Ministério da Cultura, através DRCN, com o apoio da Câmara de Paredes de Coura, no distrito de Viana do Castelo.

“Com a empreitada em curso pretende-se repor o bom desempenho das coberturas da igreja e corpo da sacristia, através da substituição integral do revestimento cerâmico dos telhados por outro idêntico e colocação de novos rufos, bem como a revisão, tratamento e reforço de todos os madeiramentos da estrutura de suporte”.

A intervenção prevê ainda a limpeza das fachadas, da torre e das restantes superfícies em granito, “atendendo à colonização biológica intensa que apresentam”.

A igreja de São Pedro de Rubiães, na freguesia com o mesmo nome, é propriedade do Estado e tem culto regular.

“Trata-se de um dos exemplares mais interessantes do românico do Alto Minho, que se insere ainda numa paisagem envolvente bem conservada. Mantém na fachada principal um portal de arco pleno bem decorado, ao qual acresce um conjunto de cachorros singular, com motivos vegetalistas e antropomórficos a suportar cornija enxaquetada que envolve a nave e capela-mor”, destaca a DRCN.

A igreja “terá sido construída em finais do século 13, integrando na configuração atual do corpo da igreja alterações realizadas já durante o século XVI, sendo que a torre sineira foi introduzida posteriormente, a norte”.

Continuar a ler

Alto Minho

Viana do Castelo faz empréstimo de 2,7 milhões para obras a realizar até 2021

Estradas, equipamentos escolares e desportivos

em

Foto: CM Viana do Castelo (Arquivo)

A Câmara de Viana do Castelo aprovou hoje, com a abstenção do PSD, a contratação de um empréstimo de 2,7 milhões de euros, para financiar investimentos em estradas, equipamentos escolares e desportivos a concluir até 2021.

Na apresentação da proposta, o presidente da câmara, o socialista José Maria Costa, explicou que, com a contratação daquele empréstimo, “não fica colocada em causa a disponibilidade financeira do município”, acrescentando que os 2,7 milhões de euros visam “garantir a componente nacional de candidaturas apresentadas a fundos comunitários e já aprovadas, com taxas a fundo perdido de 85%”.

Daquele montante, a aplicar em 2020 e 2021, cerca de um milhão de euros será investido na requalificação de estradas e caminhos municipais, meio milhão de euros na reabilitação do pavilhão municipal Zé Natário, 900 mil euros na construção de relvados sintéticos e equipamentos desportivos e 300 mil euros, na requalificação da escola EB 2,3 Pintor José de Brito.

A bancada do PSD no executivo municipal justificou a abstenção com o facto de, em fevereiro, a assembleia municipal ter aprovado a contratação de um empréstimo de médio e longo prazo para financiamento de investimento, no valor total de 3.882.500 euros, mas “muitos destes investimentos não foram realizados”.

“A nova proposta para investimentos vem hipotecar a liquidez financeira deste município. Preocupa-nos este facto, não os investimentos, porque os consideramos relevantes para a estratégia de desenvolvimento local. A nossa preocupação prende-se exclusivamente com o não comprometimento financeiro da autarquia, uma vez que nos parece que, neste momento, particularmente devido às contingências atuais de crise, é um risco enveredar por uma estratégia de investimento assente em empréstimos bancários”, sustenta a declaração de voto do PSD.

Na reunião camarária de hoje, foi ainda aprovado, por unanimidade, um investimento de mais de 2,1 milhões de euros em transportes escolares, refeições e auxílios económicos a alunos do concelho, para o ano letivo 2020/2021.

Foi ainda aprovada, por unanimidade, a abertura de um concurso público, no valor de 750 mil euros, para concluir a remoção de coberturas com placas de fibrocimento de cinco escolas do concelho.

De acordo com a proposta, as escolas básicas da Abelheira, Carteado Mena, Pedro Barbosa, Foz do Neiva e Arga e Lima “vão ter as atuais coberturas substituídas por painéis de poliuretano em sistema ‘sandwich'”.

“Este investimento municipal corresponde à última fase da remoção de fibrocimento nos edifícios escolares”, sustenta o município, lembrando que, até 2017, foram investidos mais de meio milhão de euros na substituição das coberturas em fibrocimento de treze equipamentos escolares, designadamente escolas de ensino básico e jardins-de-infância”, refere a proposta aprovada.

Continuar a ler

Braga

Braga estuda perfil dos públicos de cultura a pensar na Capital Europeia 2027

Participantes têm descontos em eventos culturais

em

Gnration. Foto: CM Braga (Arquivo)

O município de Braga lançou um estudo que visa traçar o perfil dos públicos dos equipamentos e eventos culturais de referência no concelho e identificar potenciais novos públicos no território, foi hoje anunciado.

Em comunicado, o município acrescenta que este estudo de públicos se insere no contexto da estratégia Braga Cultura 2030 e da candidatura de Braga a Capital Europeia da Cultura 2027.

Os participantes no questionário beneficiarão de um desconto de 50% num espetáculo de programação própria do Theatro Circo ou do gnration.

“A ideia desta oferta é que o próprio questionário seja motor de participação na atividade cultural do concelho. Ao mesmo tempo, quem participar no seu preenchimento está a contribuir para o processo de candidatura de Braga a Capital Europeia da Cultura”, sublinha o comunicado.

Além de traçar “um retrato detalhado” dos públicos de cultura do concelho e a identificação de potenciais públicos, o estudo permitirá também efetuar a análise da comunicação estratégica do município e dos equipamentos culturais visados, identificando alguns dos seus impactos para o diálogo, o envolvimento, a fidelização, a captação e a formação de públicos.

Servirá igualmente para quantificar a satisfação dos públicos com a oferta cultural atual na cidade.

O estudo foi encomendado ao Observatório de Políticas de Comunicação e Cultura do Centro de Estudos de Comunicação e Sociedade da Universidade do Minho.

A Estratégia Cultural de Braga 2020-2030 é o resultado de um trabalho que tem vindo a ser desenvolvido desde 2018 pela equipa criada pelo Theatro Circo e pelo Município de Braga, para preparar a candidatura de Braga a Capital Europeia da Cultura 2027.

Continuar a ler

Populares