Seguir o O MINHO

Futebol

Famalicão empata em Vila do Conde

Subida provisória ao terceiro lugar

em

Rio Ave e Famalicão empataram esta sexta-feira, por 2-2, em partida da 19.ª jornada da I Liga portuguesa de futebol, em que uma boa reação dos vila-condenses, no segundo tempo, quebrou uma confortável vantagem inicial dos minhotos.

O conjunto famalicense, que dominou todo o primeiro tempo, adiantou-se no marcador logo aos 10 minutos, por Toni Martínez, chegando com naturalidade ao segundo golo, por Pedro Gonçalves, aos 37.

A reação do Rio Ave chegou no segundo tempo, com os tentos de Gelson Dala, aos 63, e Tarantini, aos 73.

Com este resultado, o Famalicão mantém, à condição, o quarto lugar do campeonato, com 32 pontos, mas ficando à mercê do perseguidor Sporting de Braga, que tem menos dois. Já o Rio Ave segura o sexto lugar, agora com 29 pontos,

As duas equipas até entraram com atrevimento no jogo, tentando explorar passes logos para abrir brechas nas defensivas, mas acabou por ser o Famalicão, que não vencia há dois jogos consecutivos, a mostrar maior assertividade.

Logo aos 10 minutos, os minhotos, mesmo jogando contra o vento, inauguraram o marcador, num remate de Toni Martínez, assistido por Rúben Lameiras, num lance que inicialmente foi sancionado em fora de jogo, mas que o videoárbitro confirmou como o 1-0.

O tento madrugador dos forasteiros fez tremer o Rio Ave, que aos 19 voltou a dar espaços para os mesmos protagonistas do golo desenharam nova jogada, mas desta feita com o guarda-redes Kieszek a resolver.

O avançado Toni Martínez afirmava-se, então, como o elemento em destaque na partida, e depois de, aos 21 minutos, ameaçar o segundo golo, acabou por ser decisivo, aos 37, ao assistir Pedro Gonçalves, que perante a passividade da defesa local fez o 2-0.

Os vila-condenses não se conseguiam encontrar como equipa, e além de serem praticamente inofensivos no ataque, revelavam uma invulgar intranquilidade na defesa, patente num desentendimento entre o defesa Santos e o guarda-redes Kieszek, que quase permitiu a Martínez fazer o 3-0, aos 40.

Só aos 45+2, o Rio Ave conseguiu o seu primeiro remate com perigo à baliza contrária, numa insistência de Nuno Santos, que mesmo pressionado, ainda conseguiu atirar um pouco lado, mas não beliscando o 2-0 com que se chegou ao intervalo.

Descontente com o rendimento da equipa, Carlos Carvalhal fez logo duas mexidas após o intervalo, lançando Gelson Dala e Carlos Mané para os lugares de Diogo Figueiras e do apagado Lucas Piazon, numa alteração que se viria a revelar decisiva.

O Famalicão ainda conseguiu criar um lance de perigo, logo após o reatamento, com Martínez a colocar, mais uma vez, à prova os reflexos de Kieszek, mas a partir daí o Rio Ave foi crescendo, colhendo frutos de alterar o sistema tático para uma versão mais ofensiva.

Assim foi aos 63 minutos, quando Matheus Reis, num passe longo, desmarcou Gelson Dala, com o reforço de inverno dos vila-condense a passar entre os centrais contrários e atirar para o 2-1.

Com o jogo, de novo, relançado, os visitantes ainda tiveram uma boa oportunidade, num remate de Pedro Gonçalves, mas a confiança estava, desta vez, no lado dos vila-condenses, que aos 73 minutos resgataram o empate.

Bom trabalho dos ‘trunfos’ Gelson Dala e Carlos Mané a construírem uma jogada que o capitão Tarantini teve frieza para converter no 2-2.

Os donos do terreno ainda tentaram forçar o terceiro golo, mas de uma forma precipitada, perante um Famalicão que foi melhorando a coesão, e também espreitando o contra-ataque, mas sem argumentos para desfazer a igualdade até ao final.

Ficha de Jogo

Jogo no Estádio do Rio Ave FC, em Vila do Conde.

Rio Ave – Famalicão, 2-2.

Ao intervalo: 0-2.

Marcadores:

0-1, Toni Martinez, 10 minutos

0-2, Pedro Gonçalves, 37.

1-2, Gelson Dala, 63.

2-2, Tarantini, 73.

Equipas:

– Rio Ave: Pawel Kieszek, Diogo Figueiras (Gelson Dala, 46), Borevkovic, Aderlan Santos, Matheus Reis, Filipe Augusto, Tarantini, Diego Lopes, Lucas Piazon (Carlos Mané, 46), Taremi e Nuno Santos.

(Suplentes: Paulo Vítor, Nélson Monte, Bruno Moreira, Al Musrati, Carlos Mané, Pedro Amaral e Gelson Dala).

Treinador: Carlos Carvalhal.

– Famalicão: Vaná, Lionn, Roderick, Riccieli, Alex Centelles, Racis, Gustavo Assunção, Pedro Gonçalves (Guga, 89), Rúben Lameiras (Walterson, 76), Toni Martínez (Anderson, 70) e Fábio Martins.

(Suplentes: Rafael Defendi, Guga, Walterson, Ofori, Anderson, Coly e Patrick William).

Treinador: João Pedro Sousa.

Árbitro: Artur Soares Dias (AF Braga).

Ação disciplinar: Cartão amarelo para Matheus Reis (42), Racic (44), Diogo Figueiras (45+3), Borevkovic (71), Diego Lopes (76) e Pedro Gonçalves (84).

Assistência: cerca de 3000 espetadores.

(notícia atualizada às 00h26)

 

Populares