Seguir o O MINHO

Ave

Famalicão, Santo Tirso e Trofa planeiam criar transporte público partilhado

em

Autocarro da Arriva. DR

Os presidentes das Câmaras Municipais de Vila Nova de Famalicão, Santo Tirso e Trofa, Paulo Cunha, Joaquim Couto e Sérgio Humberto Silva, respetivamente, vão assinar, na próxima segunda-feira, 19 de junho, pelas 16:00 horas, o protocolo de colaboração entre os três municípios, para a elaboração de estudos de planeamento destinados à organização do transporte público partilhado, anunciou a autarquia famalicense. A celebração do documento irá realizar-se no auditório do Museu Internacional de Escultura Contemporânea (ao lado da igreja), em Santo Tirso.


Em comunicado, a autarquia refere que “o estudo sobre a mobilidade de passageiros na área territorial dos três concelhos tem em vista a organização de futuras concessões de serviço público de transporte à população”.

O estudo irá analisar os movimentos de passageiros que existem entre estes três municípios, nomeadamente os horários, os destinos e o número de pessoas envolvidas.

Anúncio

Ave

Bombeiro de Famalicão que esteve em coma com covid já regressou ao quartel

Covid-19

em

Foto: Facebook dos Bombeiros Famalicenses

O operacional n.115 dos Bombeiros Famalicenses, que esteve em coma durante várias semanas face à infeção por covid-19, regressou esta quarta-feira ao quartel para uma visita aos colegas, anunciou aquela corporação através das redes sociais.

Manuel, de 56 anos, esteve em coma induzido apoiado por ventilação mecânica na unidade de cuidados intensivos do Hospital de Braga durante parte dos meses de abril e de maio, depois da covid-19 ter provocado complicações respiratórias.

O bombeiro foi um dos oito elementos do quartel a contrair infeção do coronavírus no início de abril, encontrando-se já recuperado da doença após dois testes negativos.

Em meados de abril, e já sabendo que estava infetado, Manuel estava a recuperar em casa quando viu o quadro clínico agravar-se com dificuldades respiratórias. Acabou por dar entrada na ‘ala covid’ de Braga onde ficou internado durante um mês.

Foto: Facebook de BV Famalicenses

Quanto aos restantes elementos, já todos testaram negativo à doença, depois de um mês conturbado no quartel, onde decorreram algumas homenagens de amigos e familiares de todo o corpo ativo, assim como de civis.

Este bombeiro foi o único a necessitar de internamento hospitalar e padecia de comorbidade.

“A notícia que tanto esperávamos… O nosso Manuel voltou ao Quartel”, escrevem os Bombeiros Famaliceses na sua página de Facebook, apelidando o voluntário como “guerreiro” e “vencedor”.

“Irá continuar agora a sua recuperação funcional, para minimizar os impactos criados pelos tratamentos”, explica a mesma publicação.

Continuar a ler

Guimarães

Crematório em freguesia de Guimarães pronto dentro de um ano

Obras públicas

em

Foto: Divulgação / CM Guimarães

As obras do crematório de Guimarães, no cemitério de Monchique, arrancam na próxima semana e estarão concluídas dentro de um ano, disse hoje fonte municipal.

Segundo a fonte, o investimento será suportado pela empresa que ficará com a exploração do crematório.

Situado na encosta poente da montanha da Penha, o cemitério de Monchique foi construído pela Câmara de Guimarães e inaugurado a 23 de outubro de 2004, sendo autores do projeto os arquitetos Maria Manuel Pinto de Oliveira e Pedro Mendo.

Em 2005, foi galardoado com o 1º Prémio Nacional de Arquitetura Paisagista na categoria “Espaços Exteriores de Uso Público”

Continuar a ler

Ave

Despiste seguido de capotamento faz um ferido em Famalicão

Em Fradelos

em

Foto: Facebook de Bombeiros de Famalicão

Um homem de 67 anos sofreu ferimentos na sequência de um despiste, seguido de capotamento, durante a tarde desta quarta-feira, em Famalicão, disse a O MINHO fonte dos bombeiros.

A viatura terá entrado em despiste por motivos ainda não apurados na rua D. Sancho I, na freguesia de Fradelos, mobilizando meios de socorro.

No local esteve uma equipa dos Bombeiros de Famalicão, com oito operacionais, apoiados por duas viaturas (uma ambulância e uma VSAT).

Houve necessidade de desencarcerar a vítima, disse a mesma fonte.

O ferido foi transportado para o Hospital de Famalicão.

A GNR registou a ocorrência.

Continuar a ler

Populares