Seguir o O MINHO

Vila Verde

CDS participa uso de carrinha de junta de Vila Verde para comício do PSD ao Ministério Público

CDS/Vila Verde

em

Foto: Imagens RTP

O CDS de Vila Verde participou ao Ministério Público e à Comissão Nacional de Eleições o caso da utilização de uma carrinha de uma junta de freguesia do concelho para transportar pessoas para um comício do PSD, em Esposende.


Segundo o líder do CDS de Vila Verde, Paulo Marques, em causa está uma carrinha da União de Freguesias de Marrancos e Arcozelo, que transportou apoiantes para a festa-comício da candidatura do PSD às europeias que teve lugar no domingo em Esposende e que contou com a presença de Rui Rio e Paulo Rangel.

Contactado pela Lusa, o presidente daquela União de Freguesias, Manuel Rodrigues (PSD), confirmou a utilização da carrinha a pedido de um particular, que pagou pelo “serviço” 150 euros.

“No fundo, foi um ‘donativo’ para a Junta, porque pagaram-nos 150 euros e nem sequer 40 euros gastámos”, referiu.

O autarca foi uma das nove pessoas que foram ao comício na carrinha, que foi conduzida pelo tesoureiro da Junta.

O CDS, na exposição que fez à Comissão Nacional de Eleições e ao Ministério Público, diz que se tratou de uma situação “absolutamente abusiva” e questiona se não estará em causa um crime, “agravado por se tratar de período de campanha eleitoral, prejudicando deliberadamente todas as outras forças partidárias nacionais”.

Por isso, solicita a “intervenção urgente” daquelas entidades, “a bem da legalidade, da liberdade e da veracidade”.

O presidente da Junta disse que cedeu a carrinha “de boa-fé”, a pensar “no bem” da freguesia, mas garantiu que “esta foi a primeira e última vez”.

“Sou novo nisto [primeiro mandato], nunca pensei que isto fosse dar esta polémica toda, mas agora admito que fui ingénuo. Não voltará a acontecer”, referiu.

A Lusa contactou também o diretor da campanha do PSD em Vila Verde, José Manuel Lopes, que disse que a candidatura “não tem rigorosamente nada a ver” com a questão.

“A campanha não teve qualquer intervenção no transporte. Por nós passou apenas a distribuição dos bilhetes, nada mais. Cada um tratou de se organizar para chegar até ao local da festa, acredito que entre 80 a 90% foram em viatura própria. Quanto a esse caso em concreto [carrinha da Junta], nada sabemos, porque nada passou por nós”, disse ainda.

Anúncio

Braga

Jovem agredida ao surpreender ladrões que tentavam assaltar casa em Vila Verde

Crime

em

Foto: DR / Arquivo

Dois indivíduos tentavam assaltar uma casa em Cabanelas, Vila Verde, quando foram surpreendidos por uma residente e agrediram-na, na tarde desta segunda-feira, apurou O MINHO junto de fonte da GNR.

Os indivíduos estavam “a tentar forçar a entrada na residência” quando foram surpreendidos por uma residente na habitação, uma mulher “na casa dos 20, 30 anos”.

Ao encetar a fuga, os ladrões agrediram a jovem que sofreu “algumas escoriações” e foi transportada ao hospital “por precaução”.

O furto não chegou a ser consumado e a GNR de Prado, que acorreu o local, está a investigar o caso.

Continuar a ler

Braga

Professor do colégio da Misericórdia de Vila Verde testa positivo à covid-19

Pandemia

em

Foto: Santa Casa da Misericórdia de Vila Verde

Um professor do Colégio Dom João de Aboim, da Misericórdia de Vila Verde, testou positivo à covid-19, disse a O MINHO o provedor da instituição, Bento Morais.

Questionado se haveria pessoal ou alunos em isolamento ou se houve atividades canceladas, o provedor da Misericórdia nada adiantou, garantindo apenas que “está tudo resolvido, está tudo a funcionar”.

É mais um caso de covid-19 em escolas de Vila Verde, concelho onde já havia registo de três turmas em isolamento no Agrupamento de Escolas de Moure e Ribeira do Neiva. Foi detetado um caso em cada uma das turmas – do 4.º, 7.º e 9 anos.

Na turma do 9.º ano, todos os outros alunos testaram negativo, faltando ainda saber os resultados nas outras duas, cujas crianças também foram testadas, por indicação do Delegado de Saúde.

No mesmo agrupamento, já tinham sido registados dois casos positivos no pré-escolar de Moure que levou ao encerramento de uma das salas.

Segundo o último boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde com dados por concelho, emitido na passada segunda-feira, Vila Verde tinha somado na última semana mais 27 novas infeções e tinha um acumulado, desde o início da pandemia, de 417 casos.

Continuar a ler

Braga

Gangue assalta pastelaria em Vila Verde

Crime

em

Foto: Imagem de videovigilância

Uma pastelaria em Vila Verde foi assaltada na madrugada desta quarta-feira. As imagens de videovigilância mostram um grupo de cinco indivíduos encapuzados a entrar no estabelecimento, após arrombarem a porta de entrada, e à procura de valores para levar.

Em declarações a O MINHO, o dono da pastelaria Frei Doce, Nuno Mota, refere que os ladrões acabaram por não conseguir levar nada, pelo que “o prejuízo maior foi a porta” que ficou destruída.

“Não levaram nada, porque tirámos sempre tudo à noite, ao fazer o fecho não deixamos ficar nem trocos”, explica o proprietário da pastelaria localizada em Freiriz.

Foto: Nuno Mota

Foto: Nuno Mota

Foto: Nuno Mota

Foto: Nuno Mota

Foto: Nuno Mota

Para Nuno Mota, o grupo procurava as caixas de pagamento automáticas que existem em muitos estabelecimentos.

“Pelo que a gente se apercebe ao ver as imagens, era o que eles iam à procura, mas nós não temos dessas máquinas”, explica.

O assalto ativou o alarme. A GNR “apareceu logo, muito rapidamente”, mas já os assaltantes se tinha colocado em fuga.

O estabelecimento já foi assaltado outras vezes, mas nos últimos quatro anos é a primeira.

Continuar a ler

Populares