Seguir o O MINHO

Cávado

Esposende: Município oferece cheques-livro

em

O Município de Esposende vai oferecer, no ano letivo de 2015/2016, os manuais escolares a todos os alunos do 1.º Ciclo do Ensino Básico do concelho, de acordo com a deliberação aprovada em reunião do executivo, por unanimidade.

De acordo com comunicado da Câmara Municipal de Esposende, “a medida corresponde a um investimento que ultrapassa os 41 000 euros e vai abranger todos os alunos que, no ano letivo 2015/2016, irão frequentar do 1.º ao 4.º ano de escolaridade, independentemente do escalão de Abono de Família, num universo de aproximadamente 1300 crianças”.

Esta comparticipação abrange os três manuais obrigatórios para cada ano de escolaridade, nomeadamente Língua Portuguesa, Estudo do Meio e Matemática, assim como o manual de Inglês do 3.º ano de escolaridade, que passou a disciplina obrigatória no próximo ano letivo para este grau de ensino.

Esta oferta da Câmara Municipal tem como objetivos apoiar as famílias concelhias e dinamizar a economia local, “impulsionando o setor económico do concelho”.

” A oferta dos manuais escolares foi implementada pela Câmara Municipal no ano letivo transato numa perspetiva de apoio às famílias concelhias face ao contexto de crise. Contudo, a medida vai para além do caráter social, enquadrando-se também no plano de desenvolvimento económico do concelho. Com efeito, numa ótica de dinamização da economia local, o Município determinou que a aquisição dos livros seja feita, obrigatoriamente, nas empresas locais que se disponibilizaram para proceder à venda dos manuais, mediante a entrega de um cheque-livro, que é disponibilizado pela Autarquia a todas as famílias com alunos no 1.º Ciclo”, refere o comunicado.

Anúncio

Barcelos

Escolas de Barcelos, com medo do Covid-19, afastam alunos bailarinos regressados de Itália

Coronavírus

em

Foto: DR

Alguns atletas da escola de dança da ARCA, em Barcelos, estão a ter alguns problemas para regressar às aulas depois de uma semana em Itália, onde participaram num concurso internacional.

Segundo Daniel Costa, diretor artístico e treinador da associação, os alunos receberam emails de professores ” a pedirem para eles não comparecerem às aulas nos próximos dias”.

O responsável acusa as  escolas de “cederem à pressão de grupos de encarregados de educação que exigem que os nossos alunos não frequentem a escola”.

Daniel Costa refere que houve sempre contacto permanente com a linha de apoio Saúde 24 e que todas as diretivas da Direção-Geral de Saúde foram cumpridas, ao longo do tempo em que estiveram no Norte de Itália, mais precisamente em Florença.

Todavia, a Direção de Saúde do Norte já terá contactado as escolas de forma a demover as mesmas da intenção de não deixar os alunos regressarem.

“A Direção de Saúde do Norte já entrou em contacto com todas as partes e indicou que os alunos podem e devem ir à escola e continuar com a sua vida normal, estando sempre atentos a quaisquer sintomas e sinais que possam surgir”, refere o responsável.

A ARCA Dance Studio marcou presença na competição internacional de dança, Danzainfiera, que se realizou em Florença.

Continuar a ler

Cávado

Detido com cocaína, MDMA e canábis em Esposende

Tráfico

em

Foto: GNR Braga / Divulgação

Um homem de 27 anos foi detido, esta quarta-feira, em Esposende por tráfico de droga, adiantou a GNR.

A detenção foi feita após uma investigação, iniciada em 2018, relacionada com tráfico de droga e apoiada por dois mandados de busca à habitação e viatura do suspeito.

Destas intervenções resultaram a apreensão de 46 doses de cocaína, 1,83 gramas de canábis em folha, 2,43 gramas de MDMA, sacos de plástico para embalamento do produto estupefaciente e um telemóvel.

O detido foi constituído arguido tendo os factos sido remetidos ao Tribunal Judicial de Braga.

Continuar a ler

Barcelos

Polícia atropelado em Barcelos foi arrastado ao longo de 20 metros

Atropelamento em Barcelos

em

Foto: DR / Arquivo

O agente da Polícia de Segurança Pública (PSP) que foi atropelado por um automobilista no centro de Barcelos terá sido arrastado numa distância de 20 metros, depois de ter sido colhido pelo automóvel, anunciou hoje aquela polícia.

Em comunicado enviado a O MINHO, o comando distrital da PSP de Braga explica que o agente deu ordem de paragem a um condutor quando se encontrava a regularizar o trânsito, a propósito de um desfile de carnaval no centro da cidade.

“O elemento policial informou o cidadão, que não podia prosseguir a marcha, tendo-o tentado esclarecer sobre o motivo de tal impedimento, esclarecimento esse, que não foi possível ser prestado, uma vez que o suspeito, um cidadão com 59 anos de idade, se mostrava agitado e agressivo”, contextualiza a PSP.

“De seguida, o agente ordenou-lhe que desligasse a viatura e que saísse da mesma, ordem essa que não acatou”, acrescenta.

“Repentinamente, o suspeito acelerou bruscamente iniciando a marcha, tendo tentado atropelar o agente, acabando por o arrastar em cerca de vinte metros e colocou-se em fuga”, diz ainda a PSP.

O agente foi transportado para o Hospital de Barcelos com varias escoriações.

Como já havia noticiado O MINHO, em primeira mão, PSP e GNR deslocaram-se a casa do automobilista, tendo sido ameaçados e insultados, inclusive com recurso a pedras.

O mesmo acabou detido, ao final do dia de ontem, por militares da GNR, sendo presente esta quarta-feira ao Tribunal de Barcelos para aplicação das medidas de coação.

Continuar a ler

Populares