Seguir o O MINHO

Cávado

Esposende inaugura obras de 1,5 milhões em Marinhas

Obras públicas

em

Foto: CM Esposende / Divulgação

O presidente da Câmara de Esposende, Benjamim Pereira, inaugurou este domingo as obras de instalação de saneamento e requalificação urbana do Lugar do Monte, em Marinhas, anunciou a autarquia.

Em causa um investimento superior a 1,5 milhões de euros, que englobou intervenções na avenida do Monte; rua 5 de agosto; rua Joaquim Regado; rua Bouça do Monte; rua da Cabine; travessa da Escola; rua, travessa e beco 24 de junho; rua e travessa São João do Monte; rua e travessa da Branca; rua e travessa 9 de Abril; rua da Ponte Nova; e na rua, travessa e beco das Carneiras.

Em comunicado enviado à imprensa, a autarquia salienta que os trabalhos passaram pela execução de troços de instalação da rede de abastecimento de água, rede de saneamento, rede de águas pluviais, pavimentações em cubo de granito e betuminoso, rede de telecomunicações, baixa tensão e iluminação pública, rede de gás natural (a cargo da EDP Gás) e reperfilamento de muros.

“Do montante global, o Município e a Esposende Ambiente custearam praticamente a totalidade do investimento, cerca de 1,2 milhões de euros, sendo que 304 mil euros foram financiados pelo POSEUR – Programa Operacional Sustentabilidade e Eficiência no Uso de Recursos”, refere a mesma nota.

O presidente da Junta da União das Freguesias de Esposende, Marinhas e Gandra, Aurélio Neiva, expressou,  citado no mesmo comunciado, “enorme satisfação” pela concretização de uma “obra desejada há mais de duas décadas pelos moradores do lugar do Monte”.

Reconhecendo que foi uma obra morosa, pediu desculpa à população. Afirmou, contudo, que “valeu a pena” pelos benefícios e qualidade de vida para a população, enaltecendo as “excelentes condições desta zona urbana devidamente equipada”.

O autarca realçou e agradeceu o “esforço financeiro” do Município e a colaboração da Esposende Ambiente e valorizou a “sensibilidade” dos proprietários que cederem “gratuitamente” parcelas de terreno para o alargamento de vias, agradecendo, ainda, a compreensão dos que sofreram os incómodos inerentes à execução das obras.

A terminar, deixou um apelo à responsabilidade dos automobilistas para o cumprimento das normas de segurança rodoviária.

Reconhecendo que a obra era “difícil, mas necessária”, o presidente da Câmara Municipal, citado no comunicado, expressou satisfação pela sua concretização, na medida em que “era há muito ambicionada e vem dar resposta aos anseios e necessidades das populações, não obstante a morosidade do processo, quer pela dificuldade da execução da obra devido à zona rochosa, quer pelas vicissitudes de ter sido realizada em duas empreitadas”.

Benjamim Pereira destacou o papel de mediador do autarca Aurélio Neiva e agradeceu aos proprietários as cedências de terreno, bem como a sua compreensão face aos transtornos das obras.

Populares