Seguir o O MINHO

Famalicão

Escuteiros de Nine construíram “Presépio das Cinzas” com madeiras dos incêndios

em

Foto: Divulgação

O Agrupamento de Escuteiros 1046, da Paróquia de Santa Maria de Nine, no Arciprestado de Vila Nova de Famalicão (Arquidiocese de Braga) construiu um presépio com recurso a madeiras do incêndio de Pedrógão Grande, com fins solidários.


“Quisemos que este presépio fosse ainda mais especial. […] Sentimos que o presépio de Santo António apelava a uma missão de esperança tornada mais urgente pelas circunstâncias vividas este ano”, explicam os escuteiros, sobre este ‘Presépio das Cinzas’.

Numa nota enviada à Agência ECCLESIA, o Arciprestado de Vila Nova de Famalicão informa que os Agrupamento de Escuteiros 1046, para além de recriar a cena da Natividade, teve como objetivo honrar as pessoas diretamente afetadas pela tragédia dos incêndios em 2017.

O ‘Presépio das Cinzas’ foi construído na capela de Santo António cujo exterior ficou “totalmente cercada pelo negrume de madeiras queimadas”.

Segundo a descrição, o interior forma uma “espécie de clareira” e o visitante encontra um breve percurso “ladeado por ramos secos e crispados”, e cinzas espalhadas pelo chão, que evocam a “imagem de desolação e dor” dos incêndios que afetaram Portugal em julho e outubro de 2017.

Os escuteiros vão destinar ainda “uma parte significativa das contribuições” angariadas para o projeto ‘Criar bosques’, da associação Quercus, que pretende recolher sementes para recuperar as florestas com espécies autóctones, árvores e arbustos originais da flora portuguesa.

Anúncio

Ave

Câmara de Famalicão está a recrutar para cinco postos de trabalho

Emprego

em

Foto: DR / Arquivo

A Câmara de Famalicão abriu concurso público para o recrutamento de três técnicos superiores e dois assistentes operacionais. As candidaturas podem ser feitas até dia 24 de novembro.

Relativamente à categoria de técnico superior, o município famalicense procura licenciados em Terapia Ocupacional e/ou na área de Língua Gestual Portuguesa, Engenharia Civil e Engenharia Química.

O salário é de cerca de 1.200 euros (2.ª posição remuneratória da carreira de Técnico Superior).

Já os candidatos a assistentes operacionais necessitam apenas da escolaridade obrigatória de acordo com a idade.

O salário é de 645 euros.

Todos os concursos são para contratos de trabalho na função pública por tempo indeterminado.

As candidaturas podem ser entregues, mediante marcação obrigatória através do n.º de telefone 252 320 900, no Balcão Único de Atendimento, dentro do seu horário normal de funcionamento (de segunda-feira a quinta-feira das 09:00 às 18:00 e sexta-feira das 09:00 às 12:00, ou na Divisão de Gestão de Recursos Humanos e Formação, mediante marcação obrigatória, dentro do seu horário normal de atendimento (de segunda-feira a quinta-feira das 09:00 às 16:30 e sexta-feira das 09:00 às 12:00), ou remeter por correio, em carta registada, com aviso de receção, para Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão Praça Álvaro Marques, 4764-502 Vila Nova de Famalicão, até ao termo do prazo fixado no presente aviso.

Não serão aceites candidaturas enviadas por via eletrónica.

Mais informações na Bolsa de Emprego Público.

Continuar a ler

Ave

35 infetados num lar de Joane, em Famalicão

Covid-19

em

Foto: DR

O lar Casa de Giestais, em Joane, Famalicão, tem 35 infetados com o novo coronavírus por entre utentes e funcionários da instituição, foi hoje anunciado.

Em declarações à rádio Cidade Hoje, o diretor-geral da Associação Teatro Construção, que gere aquela ERPI, admite que há 22 utentes e 13 funcionários contagiados com covid-19.

O MINHO tentou chegar à falar com Francisco Melo mas tal não foi possível até à edição desta notícia.

Em declarações ao órgão de comunicação de Famalicão, o responsável explica que os primeiros resultados conheceram-se na quinta-feira, depois de alguns utentes apresentarem sintomas compatíveis com a doença.

Foram testados todos os utentes e funcionários descobrindo-se um total de 35 casos positivos.

Os doentes encontram-se “bem”, refere o diretor-geral.

O caso está a ser acompanhado pela autoridade de saúde local.

Continuar a ler

Ave

Doentes do Hospital de Famalicão transferidos para Coimbra

Covid-19

em

Foto: Dr / Arquivo

Cinco pessoas que estavam internadas no Hospital de Famalicão foram transferidas, durante o último fim de semana, para uma unidade hospitalar de Coimbra, no âmbito do protocolo entre o SNS para aliviar enfermarias face à doença de covid-19.

A movimentação foi confirmada por uma fonte de O MINHO ligada à administração hospitalar do Centro Médio Ave.

De acordo com a rádio Cidade Hoje, de Famalicão, outros cinco utentes foram transferidos nesta terça-feira para o Hospital de Santa Maria, em Lisboa, mas o nosso jornal não confirmou oficialmente essa informação.

Recorde-se que no âmbito do Serviço Nacional de Saúde partilhado, os utentes podem ser transferidos de unidades hospitalares consoante o aumento de internamentos por covid-19.

 

Continuar a ler

Populares