Ecossistema Fintech português evolui ao ‘estilo europeu’

FINANSI associa mais de 4500 pessoas com instituições financeiras

Portugal continua a aproximar-se das startups europeias. Segundo o Portugal Fintech Report 2021, o principal obstáculo ao crescimento exponencial das fintech está relacionado com a falta de desenvolvimento tecnológico que caracteriza o seu mercado.

As fintech são empresas financeiras económicas que oferecem serviços tecnológicos com o objetivo de otimizar as suas operações económicas. Uma das vantagens deste modelo de negócio é a facilidade com que se teve de integrar nas zonas da população rural que a banca tradicional não foi capaz de alcançar.

O nome vem de uma abreviatura do termo inglês financial technology, permitindo a renovação do modelo de negócio dos serviços financeiros tradicionais. Embora existam muitos tipos de fintech, as que maior desenvolvimento estão a ter atualmente realizam atividades relacionadas com o aconselhamento de finanças pessoais, pedidos de microcréditos e empréstimos.

A MrFinan e Kreditiweb são dois portais de financiamento que atuam como intermediários entre entidades bancárias e consumidores interessados em empréstimos. O desafio é analisar as informações pessoais e recorrer aos credores que possam oferecer os serviços adequados para satisfazer as necessidades dos consumidores.

Mais de 12 mil pedidos de financiamento foram facilitados pela MrFinan em 2022, através dos quais 4500 pessoas foram associadas a clientes financeiros que oferecem o produto. Um dos segredos para o sucesso é ter um modelo tecnológico atualizado. Com a sua implementação, assegura-se uma navegação rápida e eficiente que encurta o tempo necessário para o pedido de capital. Para beneficiar a experiência, permite saber se o pedido é viável no momento em que é feito, sem demoras. Pode ser processado em qualquer altura e a partir de qualquer lugar de Portugal com a MrFinan ou Kreditiweb.

O seu modelo de negócios prevê um intervalo de capital entre 100 euros e 50 mil euros, a devolver num prazo de 61 dias a 84 meses. A Kreditiweb, por sua vez, destaca-se porque o seu montante máximo de pedido de empréstimo é de até 100 mil euros e o seu prazo de devolução varia de 90 dias a 84 meses.

Embora a Taxa de Juro Nominal (TIN) e a Taxa Anual Equivalente (TAE) mudem dependendo do perfil do utilizador e do produto selecionado. Para maior paz de espírito, esta informação é detalhada e confirmada pela empresa credora antes da concessão do empréstimo. Nem a MrFinan nem a Kreditiweb cobram pelo serviço que prestam e não representam nenhum credor.

O grupo financeiro a que pertence, FINANSI Group, ajuda mais de 100 mil pessoas por mês a obter financiamento em mais de 7 países como o México, a Alemanha, a Itália ou a Suécia. Esta fintech broker espanhola sedeada em Valência não parou de crescer em mercados internacionais e espera entrar noutros países nórdicos, tais como a Noruega, antes do final do ano.

 
Total
0
Partilhas
Artigo Anterior

Ministro da Saúde vai dissolver empresa de que é sócio-gerente por incompatibilidade

Próximo Artigo

União Europeia aprova em definitivo lei sobre salários mínimos adequados

Artigos Relacionados
x