Ministro da Saúde vai dissolver empresa de que é sócio-gerente por incompatibilidade

Política

O ministro da Saúde, Manuel Pizarro, disse esta segunda-feira estar “ciente” da incompatibilidade do seu cargo no Governo com a gestão de uma empresa na área da saúde, salientando já ter iniciado “o processo de dissolução da mesma”.

“Ciente de que o exercício de funções como ministro é incompatível com a integração em corpos sociais de pessoas coletivas de fins lucrativos, Manuel Pizarro, sócio-gerente da empresa “Manuel Pizarro — Consultadoria, Lda”, iniciou o processo de dissolução da mesma, processo que não se encontra ainda concluído por ser necessário proceder à venda de um ativo da empresa, um imóvel de 38 m2 [metros quadrados], localizado no Porto“, lê-se num comunicado enviado às redações.

De acordo com o Ministério da Saúde, a escritura está agendada para “os primeiros dias de outubro”.

“O Ministro da Saúde apresentará a declaração única de rendimentos, património, interesses, incompatibilidades e impedimentos dentro do prazo previsto, até 60 dias após a tomada de posse”, acrescenta.

A posição de Manuel Pizarro surge após a TVI ter denunciado esta segunda-feira o caso numa reportagem.

 
Total
0
Partilhas
Artigo Anterior

Vacinação completa contra meningococo B ultrapassa meta de 95%

Próximo Artigo

Ecossistema Fintech português evolui ao 'estilo europeu'

Artigos Relacionados
x