Seguir o O MINHO

Guimarães

Concessão de transportes em Guimarães já tem visto do Tribunal de Contas

Exploração deverá começar em janeiro de 2022

em

Foto: Guimabus

O Tribunal de Contas emitiu o visto para a nova concessão do serviço público de transportes de passageiros, contratualizado pelo Município de Guimarães com a empresa GUIMABUS – Empresa Transportes de Guimarães, Unipessoal Lda, sociedade comercial constituída pelo adjudicatário Vale do Ave Transportes, Lda, foi hoje anunciado.

O presidente da Câmara, Domingos Bragança, citado em comunicado da autarquia, destaca “mais uma importante e decisiva fase” no processo da revolução no transporte público de passageiros.

“Trabalhamos muito para ajustar a nossa rede de transporte coletivo de passageiros em todo o concelho, no sentido de garantir maior coesão ao território, inovação e conforto no seu uso, assim como a aposta na sustentabilidade ambiental visando a descarbonização com a presença relevante de autocarros 100% elétricos na frota da operação parcial através da aquisição de 22 autocarros elétricos. Usar o transporte público passará a integrar um conceito ambiental para além do económico. O processo da contratualização foi complexo e moroso, sujeito a diferentes validações, designadamente da autoridade reguladora, culminando agora esta fase com o visto do Tribunal de Contas”, acrescenta.

A partir do momento da notificação, a GUIMABUS deverá comunicar a data de início de exploração da operação, num período de 4 a 9 meses, prevendo que a mesma venha a ocorrer em janeiro de 2022.

A concessão, adjudicada pelo valor de 15 milhões, acrescido de IVA à taxa legal em vigor (6%), terá um período de 10 anos, consigna um serviço de transporte público de âmbito municipal, em articulação com o serviço intermunicipal, sob tutela da Autoridade de Transportes da CIM do Ave.

Populares