Seguir o O MINHO

Ave

Comandante dos Bombeiros Celoricenses homenageado a título póstumo por Marcelo

Homenagem

em

Foto: Facebook de Joaquim Mota e Silva

30 anos a comandar os Bombeiros Celoricenses e 12 anos como vereador da Câmara de Celorico de Basto são ‘medalhas’ ostentadas pelo falecido comandante Marinho Gomes.

O reconhecimento a nível nacional veio esta tarde, no Palácio de Belém, com o Presidente da República a condecorar o ilustre ‘Toninho Marinho’ com o título de Comendador da Ordem de Mérito, a título póstumo.

Para receber a homenagem esteve a esposa, Teresinha, para além dos restantes familiares.

Foto: Facebook de Joaquim Mota e Silva

Foto: Facebook de Joaquim Mota e Silva

Joaquim Mota e Silva, presidente da Câmara, sublinha que Marcelo Rebelo de Sousa “reconheceu uma vez mais a dimensão humana, profissional e pessoal deste grande celoricense, sempre ao serviço da causa pública”.

“Foi um dia carregado de emoção com o nosso Toninho Marinho sempre nos nossos corações”, disse o autarca.

Recorde-se que Marcelo Rebelo de Sousa é natural do concelho celoricense.

António Manuel Marinho Gomes era comandante no quadro de honra quando morreu vítima de doença prolongada, a 08 de setembro de 2019.

Bombeiros de luto pela morte do comandante Marinho, de Celorico de Basto

O antigo chefe de comando tinha sido alvo de uma homenagem por parte do município de Celorico de Basto antes de morrer. Era também presidente da Assembleia Municipal de Cabeceiras de Basto.

Várias corporações do distrito de Braga manifestaram então uma nota de pesar pelo desaparecimento de uma figura ímpar da proteção civil no Minho.

Populares