Seguir o O MINHO

Futebol

Carlos Carvalhal diz que época do SC Braga está entre o “bom e o excelente”

I Liga

em

Carlos Carvalhal elogiou hoje a prestação do SC Braga, mas também admitiu “momentos menos bons”, frisando a ambição de voltar às vitórias diante do Paços de Ferreira, na quarta-feira, na 31.ª jornada da Liga de futebol.

Com o terceiro lugar, e o acesso à fase preliminar da Liga dos Campeões, mais longe, o treinador contrariou, contudo, a ideia de que os jogadores poderão ter menos ambição até ao final da época.

“Não, pelo contrário, noto muita ambição na equipa, os treinos têm sido muito intensos, ao que não será alheio o facto de termos um título para disputar, a Taça de Portugal, o segundo título mais importante da época. Todos os jogadores querem estar bem para estarem na final e isso ajuda também”, disse.

Carlos Carvalhal elogiou a prestação da equipa, considerando que está a fazer uma temporada entre “o nível bom e o excelente”, e admitiu também “momentos menos bons, como todas as equipas”.

“Qual foi a equipa portuguesa que não teve [momentos menos bons]? O Sporting está bem lançado [para ser campeão], mas todos os outros treinadores que não conseguiram os seus objetivos aspiravam a estar melhor, como nós”, disse.

Os minhotos vêm de duas derrotas seguidas (Marítimo e Sporting) e, pela primeira vez esta temporada, sem marcar qualquer golo, resultados que os colocaram a oito pontos do terceiro classificado, o Benfica.

O treinador dos ‘arsenalistas’ disse esperar “mais um jogo difícil, contra uma equipa boa, bem orientada”, mas garantiu um “Sporting de Braga a entrar para vencer, como em todos os jogos esta época”.

“Não estamos satisfeitos com os resultados dos dois últimos jogos, mas queremos voltar às vitórias, com um respeito muito grande pelo Paços de Ferreira”, disse na conferência de imprensa de antevisão.

No final do jogo com o Marítimo, o técnico notou que a equipa perdeu confiança por não estar a conseguir fazer golos, sendo que os seus avançados Abel Ruiz e Sporar têm apenas dois e três golos, respetivamente, na I Liga.

“Ouvi recentemente que o Braga é a equipa com mais jogadores a marcar golos, 18. Por um lado, fico satisfeito, porque é sinal que o coletivo funciona, por outro, o normal numa equipa como a nossa é ter dois ou três jogadores com 12/14 golos. Mas não vou imputar a responsabilidade aos jogadores, eu é que tenho que encontrar soluções para a equipa fazer golos”, disse.

O técnico frisou, por outro lado, que o SC Braga “quer é vencer, independentemente de quem faça golos”.

“É verdade que tivemos três ou quatro jogadores que não estiveram no seu melhor [nos últimos jogos], porque não podem estar, foram submetidos a uma carga de tal forma intensa em janeiro e fevereiro e eles são humanos, não são máquinas. Conversei com alguns e, se calhar, as coisas mudam-se com uma conversa”, disse.

Carlos Carvalhal revelou que Sporar “furou o regulamento interno do clube” por ter deixado um comentário numa rede social do jogador do Sporting Feddal. “O Sporting de Braga agiu em conformidade e o assunto ficou resolvido”, disse apenas em relação ao castigo imposto ao jogador emprestado pelos ‘leões’.

Al Musrati, castigado, fica de fora, e é a grande ausência nos minhotos.

SC Braga, quarto classificado, com 58 pontos, e Paços de Ferreira, quinto, com 48, defrontam-se a partir das 19:00 de quarta-feira, no Estádio Municipal de Braga, jogo que será arbitrado por Hélder Malheiro, da associação de Lisboa.

Populares