Seguir o O MINHO

Braga

Braga gemina-se com Cuenca, no Equador

em

Foto: Divulgação

O Município de Braga vota, esta segunda-feira, em reunião de vereadores, um acordo de Geminação com a cidade de Cuenca, no Ecuador. A proposta insere-se “na política de afirmação internacional da cidade e no espírito da cooperação institucional com outros países da América Latina, que foi reforçado em 2016 com o evento Braga Capital Ibero-Americana da Juventude”.

O Executivo “desenvolveu esforços no sentido de criar relações especiais com diversas cidades desta zona geográfica, tendo concluído recentemente geminações com cidades como Manaus no Brasil e Santa Fé na Argentina”.

“As geminações são importantes instrumentos para agilizar atos e troca de experiências entre autarquias, mas também para promover parcerias e relações entre os diversos atores”, diz o Gabinete da Presidência, para quem “Braga e Cuenca partilham os mesmos valores sociais, culturais e políticos. As duas urbes assinaram já um memorando de entendimento que prevê “o estabelecimento de relações próximas entre as duas comunidades, nomeadamente através de parcerias na área da economia, do ensino universitário, nas novas tecnologias e na cultural”.

Cuenca é, tal como Braga em Portugal, a terceira cidade do Ecuador e capital da Província de Azuay. Situada a mais de 2500 metros acima do mar, o seu nome completo é Santa Ana de los Ríos de Cuenca.

A cidade foi fundada no século XVI por colonizadores espanhóis, apesar de possuir diversos vestígios de uma existência pré-colombiana. Com cerca de 400 mil habitantes, é considerada a cidade das Universidades do Ecuador com quatro instituições do Ensino Superior, sendo a mais antiga, a Universidade de Cuenca, datada de 1867.

Cuenca é também uma cidade conhecida pela sua indústria têxtil, sendo, nomeadamente, uma das duas cidades sede dos famosos chapéus panamá, que exporta para todo o mundo. Possui ainda um dos maiores parques industriais do país com mais de 220 empresas de diferentes ramos, como eletrodomésticos, cerámica ou agroalimertar.

Um dos setores mais dinâmicos da cidade é o do turismo, pois, além de belas paisagens naturais, detém também um património edificado muito rico, sendo o centro histórico Património da Humanidade da UNESCO desde 1999. Cuenca é servida pelo Aeroporto Internacional Mariscal Lamar.

Populares