Seguir o O MINHO

Desporto

Benfica pode voltar a ser campeão em Guimarães

em

Deste vez em basquetebol…

O Benfica colocou-se hoje a um triunfo de sagrar-se tetracampeão português de basquetebol, ao vencer em casa o Vitória de Guimarães por 77-69, no segundo jogo da final dos ‘play-offs’.


A formação ‘encarnada’, que no sábado tinha vencido o primeiro encontro por 75-67, já liderava ao intervalo por três pontos (38-35).

Os comandados de Carlos Lisboa podem fechar o ‘tetra’ no sábado, em Guimarães, que, se necessário, será palco do quarto jogo, no domingo. Se os minhotos vencerem os dois jogos, a ‘negra’ realiza-se na Luz, a 03 de junho.

Anúncio

Futebol

SC Braga vai poder ter 2.250 pessoas no estádio por já ter vendido bilhetes

Covid-19

em

Foto: SC Braga

Volte-face. António Salvador conseguiu convencer a Direção-geral da Saúde (DGS) a permitir a presença de público no jogo para a Liga Europa entre SC Braga e AEK, agendado para esta quinta-feira, soube O MINHO junto de fonte do clube.

Apesar do pedido para que o evento fosse à porta fechada, a DGS acabou por permitir a entrada de 7,5% do público nesse jogo, uma vez que é mais ou menos esse o número de bilhetes já vendidos pelo clube.

Em comunicado, o Braga explica que foi “informado por parte da Federação Portuguesa de Futebol de que a Direcção-Geral da Saúde em função do agravamento da situação epidemiológica no país, decidiu reduzir de 15% para 7,5%, a presença de público no Estádio Municipal de Braga, no jogo de amanhã, frente ao AEK Atenas (20 horas)”.

“Uma vez que já foram vendidos 2.200 bilhetes […] a venda de ingressos está automaticamente encerrada”, acrescenta o clube.

Recorde-se que a SIC Notícias tinha avançado que a DGS havia proibido a presença de público no estádio, algo que foi agora clarificado com a redução para metade dos 15% avançados inicialmente.

Continuar a ler

Futebol

DGS proíbe venda de mais bilhetes para o SC Braga-AEK

Covid-19

em

Foto: DR

ATUALIZAÇÃO

SC Braga vai poder ter 2.250 pessoas no estádio por já ter vendido bilhetes

A DGS não quer que o jogo entre o SC Braga e o AEK, marcado para esta quinta-feira, em Braga, tenha 4.500 adeptos, ao contrário do anunciado pela UEFA.

De acordo com a SIC Notícias, e várias outras fontes consultadas por O MINHO, a decisão surge devido ao aumento do número de casos covid-19 no Norte do país.

Recorde-se que a UEFA tinha anunciado que seria permitida a presença de adeptos neste jogo, desde que apenas fosse ocupado 15% da lotação do recinto, ou seja, 4.500 pessoas,

Após esse anúncio, o SC Braga colocou à venda 4.500 bilhetes, com 2.200 já vendidos até hoje.

Por esse factor, as vendas foram interrompidas e a lotação autorizada passa a ser de 2.250, ou seja, 7,5% da lotação do Municipal.

O jogo, o primeiro da fase de grupos da Liga Europa, está marcado para as 20:00 horas de quinta-feira, em Braga.

(notícia atualizada às 21h26 com a informação de que os espectadores com bilhete comprado até hoje podem assistir ao jogo)

Continuar a ler

Desporto

Movimento “Sem adeptos não há futebol” volta a acusar Governo de “discriminação”

Devido à autorização para 27.500 espectadores do GP de F1

em

Foto: DR

O movimento “Sem adeptos não há futebol” voltou hoje a acusar o Governo e as autoridades de saúde de “discriminação”, ao permitir a presença de 27.500 pessoas no Grande Prémio de Portugal de Fórmula 1.

“O movimento ‘Sem Adeptos Não Há Futebol’ não reclama para os adeptos de futebol qualquer tipo de discriminação positiva, mas não se calará enquanto os adeptos de futebol continuarem a ser discriminados em relação a adeptos de outros desportos, atividades culturais ou formas de lazer”, afirmou Paulo Lopo, um dos promotores da iniciativa, em comunicado.

O Grande Prémio de Portugal de Fórmula 1, que vai ser disputado entre sexta-feira e domingo, vai ter uma lotação máxima de 27.500 espetadores, de acordo com o despacho governamental hoje publicado em Diário da República, número que corresponde a 38% da lotação máxima do Autódromo de Portimão.

“O movimento não consegue compreender os critérios utilizados em Portugal para uma percentagem de permissão de público tão díspar entre o futebol e a categoria maior do automobilismo. Neste sentido, ficam algumas questões às autoridades políticas e de saúde, como qual a justificação sanitária para validar essa decisão e que bases se justificam uma diferença de 23% a mais”, disse.

Esta iniciativa, que conta com o apoio de todos os clubes da II Liga, alguns da I Liga e personalidades ligadas ao futebol como Jorge Jesus, Sérgio Conceição e Pedro Proença, lamentou ainda que apenas sejam permitidos adeptos em jogos europeus, com FC Porto, Benfica e Sporting de Braga, e nos encontros da seleção nacional.

As restrições no acesso de adeptos às competições desportivas decorrem da pandemia de covid-19.

Portugal contabiliza pelo menos 2.213 mortos associados à covid-19 em 103.736 casos confirmados de infeção, segundo o último boletim da Direção-Geral da Saúde (DGS).

Continuar a ler

Populares