Seguir o O MINHO

Região

Atenção, Braga e Viana: Proteção Civil alerta para efeitos do mau tempo nas próximas 48 horas

Estado do tempo

em

Foto: Paulo Jorge Magalhães / O MINHO

A Proteção Civil alertou este domingo para um agravamento do estado do tempo nas próximas 48 horas, com períodos de chuva, possibilidade da queda de neve nas terras altas do norte e centro e ainda vento forte.


Nas regiões norte, e para os distritos de Braga e Viana do Castelo, prevê-se períodos de chuva ou aguaceiros, que prosseguem na segunda-feira com aguaceiros por vezes fortes na generalidade do continente, podendo ainda ocorrer trovoadas.

Segundo as previsões meteorológicas, há possibilidade de queda de neve acima dos 1.400/1.600 metros de altitude a partir do final da tarde de hoje, podendo a cota baixar para os 800 metros.

Família resgatada de carro em estrada atingida por cheias em Braga

O vento será forte, com rajadas que podem atingir 80 quilómetros por hora nas terras altas do norte e do centro, aumentando de intensidade na segunda-feira, com rajadas que podem chegar a 100 quilómetros por hora.

A agitação marítima na costa ocidental a norte do Cabo Raso será significativa, com ondas que podem chegar a 8/10 metros de altura máxima, entre o meio da tarde de hoje e o fim da madrugada de segunda-feira.

Face a este cenário de precipitação forte e persistente, entre domingo e segunda-feira, a Proteção Civil alerta que deve ser “dada uma especial atenção às zonas historicamente identificadas como vulneráveis a inundações e em particular em bacias hidrográficas não regularizadas e de escoamento rápido”.

Num aviso à população, a Proteção Civil chama a atenção para os efeitos desta situação, com piso escorregadio e a eventual formação de lençóis de água e gelo e possibilidade de cheias rápidas em meio urbano.

No comunicado, as autoridades alertam ainda para a possibilidade de queda de ramos ou árvores em virtude de vento mais forte e possíveis acidentes na orla costeira, sendo de evitar o estacionamento de veículos nestas zonas.

Bombeiros e Proteção Civil desobstruem via após derrocada em Braga

Segundo a Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil, “o eventual impacto destes efeitos pode ser minimizado, sobretudo através da adoção de comportamentos adequados”.

Aos condutores, é recomendada uma condução defensiva, com redução da velocidade e colocação das correntes de neve nas viaturas, sempre que se circular nas áreas atingidas pela queda de neve.

As autoridades pedem também para não se atravessar zonas inundadas, “de modo a precaver o arrastamento de pessoas ou viaturas para buracos no pavimento ou caixas de esgoto abertas”.

Deve-se “garantir uma adequada fixação de estruturas soltas, nomeadamente, andaimes, placards e outras estruturas suspensas”, diz o comunicado, acrescentando ainda que não devem ser praticadas “atividades relacionadas com o mar, nomeadamente pesca desportiva, desportos náuticos e passeios à beira-mar”.

Anúncio

Aqui Perto

Já cai neve em Montalegre

Descida da temperatura

em

Já cai neve em Montalegre e em Boticas, no distrito de Vila Real. As imagens captadas esta noite nas Alturas de Barroso, em Boticas, foram publicadas nas redes sociais pela página Meteo Barroso. Há também registo de queda de neve em Montalegre.

Recorde-se que durante esta tarde já havia nevado na região da Galiza, em Ourense, no alto de uma estância de esqui.

Já cai neve na Galiza e granizo em Braga

As previsões apontavam para queda de neve em cotas superiores a 1.200 metros de altitude, podendo ainda nevar na Serra do Gerês e no Larouco, dentro do Parque Nacional.

Continuar a ler

Cávado

Presidente da Câmara de Esposende já recuperou da covid-19

Covid-19

em

Foto: DR

O presidente da Câmara de Esposende já estará recuperado da infeção por covid-19 que o afastou do trabalho presencial da autarquia ao longo das duas últimas semanas.

Em texto publicado nas redes sociais, Benjamim Pereira explica que, na passada sexta-feira, toda a família recebeu alta do isolamento obrigatório decretado pelo delegado de saúde do ACES.

“Quero, em primeiro lugar, agradecer a todos aqueles que, por parte das autoridades de saúde, fizeram o trabalho de acompanhamento, pois foram sempre muito profissionais e diligentes. Em segundo lugar, quero agradecer a todos pelo apoio que nos deram e pelas palavras de incentivo. Tal como já tive oportunidade de dizer, fiquei verdadeiramente sensibilizado com as inúmeras manifestações de apoio. Isso ajudou-nos muito a ultrapassar este momento menos bom”, disse.

Benjamim Pereira deixa ainda uma palavra a “todos aqueles que se encontram em recuperação” para que essa seja “rápida e sem sobressaltos”.

Recorde-se que o autarca sentiu a temperatura “anormalmente elevada” no passado dia 11 de outubro. Isolou-se, e no dia 13 recebeu o resultado positivo ao coronavírus.

Desde então, esteve a trabalhar a partir de casa.

Continuar a ler

Guimarães

Guimarães suspende peditório anual de rua para a Liga Contra o Cancro

Covid-19

em

Foto: DR

Este ano não haverá peditório de rua para a Liga Portuguesa Contra o Cancro em Guimarães, atividade que decorre tradicionalmente no dia 01 de novembro. O anúncio foi feito pelo Lions Clube de Guimarães, instituição responsável pelo peditório desde 1984.

Em comunicado enviado a O MINHO, a instituição refere que esta decisão surge depois do aumento de casos que tem “castigado de forma particular e especial o concelho de Guimarães”.

Apesar dos esforços para que o peditório avançasse na rua, tal não vai ser possível, com a instituição a apelar para os donativos sejam entregues através de referência multibanco.

“A recolha de fundos em favor da Liga Portuguesa Contra o Cancro prosseguirá com a recolha de contributos de instituições, empresas e particulares. Os contributos poderão ser efetuados diretamente para o IBAN PT50 0035 0363 00101703903 61”, refere a instituição.

O Lions Clube aponta ainda que 20% do montante será para aplicar na compra de equipamentos para o serviço de oncologia do Hospital Senhora da Oliveira, em Guimarães.

401 novos casos em quatro dias

Foram registados mais 401 casos positivos de covid-19 no concelho de Guimarães entre os dias 19 e 23 de outubro, segundo dados do ACES Alto Ave.

Encontram-se 550 pessoas em isolamento, menos 70 do que no dia 19.

No total, aquele concelho regista 2.899 casos acumulados desde o início da pandemia.

19 mortos e 2.577 infetados no país

Portugal registou nas últimas 24 horas mais 19 mortos e 2.577 casos de infeção por covid-19, segundo o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde.

O país conta agora com 2.316 óbitos e 118.686 casos confirmados desde o início da pandemia.

Em termos de recuperados, 68.877 já foram dados como curados da doença, 1.035 nas últimas 24 horas.

Continuar a ler

Populares