Seguir o O MINHO

Braga

Presépio Vivo de Priscos inaugurado com espírito de integração de refugiados

em

Já abriu portas a edição 2019 do maior presépio ao vivo da Europa, em Priscos, concelho de Braga, com a presença de uma família de 14 refugiados de guerra, proveniente da Síria, em destaque.

Foto: DR

As portas abriram cerca das 10:30 desta manhã de domingo, com o padre João Torres a dar o mote para a primeira visita nesta nova versão do evento.

O pároco que é também capelão nas cadeias de Braga e Guimarães, explicou que este convite visa “contribuir para a construção de pontes de fraternidade com os povos perseguidos e marginalizados”.

Foto: DR

Este ano, o número de figurantes volta a passar os 650, prevendo-se cerca de uma centena de cenários diferentes ao longo do recinto, junto à Igreja Paroquial de Priscos. A data de encerramento é a 12 de janeiro.

14 refugiados em convívio com o padre João Torres. Foto: DR

Horários

15 de dezembro: Inauguração às 10:30 até às 12:30
19 de dezembro: 15:00 às 17:00
21 de dezembro: 15:00 às 19:00
22 de dezembro: 15:20 às 18:40
25 de dezembro: 16:00 às 18:30
28 de dezembro: 20:00 às 22:30
29 de dezembro: 15:20 às 18:40
1 de janeiro: 16:00 às 19:00
4 de janeiro: 20:00 às 22:30
5 de janeiro: 14:30 às 20:00 (transmissão em direto no programa da TVI “Somos Portugal”)
11 de janeiro: 20:00 às 22:30
12 de janeiro: 15:20 às 18:40

Anúncio

Braga

Agressor que esfaqueou jovem em Braga terá sido atacado quando entrava num Uber

Agressões

em

Foto: DR / Arquivo

O agressor que terá esfaqueado um jovem de 25 anos junto à Estação de Comboios de Braga alega legítima defesa, apurou O MINHO junto de fonte das autoridades.

O homem, com cerca de 30 anos, estaria a sair da estação quando foi abordado por um grupo de jovens que, alegadamente, o queriam agredir.

Este encaminhou-se para um Uber, que já tinha solicitado, quando um grupo de mais de dez elementos terá pontapeado a viatura quando este se preparava para entrar.

O agressor terá então puxado de uma faca e espetado a mesma no abdómen de um dos elementos do grupo, afeto aos Red Boys, claque do SC Braga, criando grande alvoroço.

O agressor, conhecido elemento de um grupo antifascista de Braga, acabou por sair do local e contactar no imediato a PSP, assumindo o esfaqueamento. Explicou às autoridades, que se deslocaram a casa do agressor, que terá agido sempre em legítima defesa.

Ao que O MINHO apurou, por motivações políticas, o agressor queixa-se de já ter sido alvo de dois ataques em Braga, situação que foi já confirmada pela Polícia Judiciária.

Recorde-se que por volta das 22h30 desta quinta-feira, um jovem foi esfaqueado no abdómen por um objeto cortante, na sequência de altercações junto à Estação de Comboios de Braga.

No local estiveram os Bombeiros Voluntários de Braga e a VMER, assim como uma patrulha da PSP.

O ferido, considerado ligeiro, foi transportado para o Hospital de Braga.

Continuar a ler

Braga

Jovem esfaqueado junto à estação de comboios de Braga

Agressões

em

Foto: O MINHO (Arquivo)

Um jovem elemento da claque de futebol Red Boys foi esta quinta-feira esfaqueado, no final do jogo Glasgow Rangers-SC Braga [disputado na Escócia], na Rua Nova da Estação, na cidade de Braga.

Ao que apurou O MINHO, o adepto, com cerca de 25 anos e que terá assistido ao jogo na sede dos Red Boys, terá sido atacado naquela rua de Maximinos, em circunstâncias ainda por apurar, resultando num esfaqueamento na zona do abdómen.

O alerta para a polícia e para os serviços de emergência foi dado cerca das 22:30 horas, mobilizando os Bombeiros Voluntários de Braga e a VMER.

A vítima, estabilizada e assistida no local, foi transportada para o Hospital de Braga com acompanhamento da viatura médica.

Apesar de o mesmo ter sofrido um golpe profundo, os ferimentos foram considerados ligeiros pela equipa médica que o assistiu numa primeira fase.

Agressor que esfaqueou jovem em Braga terá sido atacado quando entrava num Uber

A PSP registou a ocorrência e já registou o depoimento do agressor.

(notícia atualizada às 00h12 com a versão do agressor)

Continuar a ler

Braga

Dez mil euros de caução para falsa psiquiatra de Braga

Com apresentações periódicas na PSP

em

Foto: DR

O Tribunal aplicou uma caução de dez mil euros à mulher que se fazia passar por médica psiquiátrica e que dava “consultas” na sua residência em Braga, apurou O MINHO.

Como medidas adicionais foram exigidas apresentações periódicas na PSP, assim como proibição desta contactar os seus “ex-clientes”.

Segundo a PJ, a mulher intitulava-se médica psiquiátrica e procedia à realização de consultas daquela especialidade, conseguindo “ludibriar diversos clientes, dos quais obteve grandes somas de dinheiro, aproveitando-se das suas debilidades físicas e psicológicas”.

Após uma denúncia e consequente investigação, a PJ deteve na quarta-feira a “falsa psiquiatra” e recolheu “importantes e sólidos elementos de prova, que vieram demonstrar a continuação da atividade criminosa, que perdurará, pelo menos, desde há cerca de dois anos”.

Foram apreendidos vários equipamentos informáticos, quantias em dinheiro, medicamentos e material relacionado com a atividade criminosa em causa.

A mulher, que se terá chegado a intitular diretora do Serviço de Psicologia e Psiquiatria do Hospital de Braga, é suspeita da prática de crimes de burla qualificada e usurpação de funções.

Vai ser presente à autoridade judiciária competente no Tribunal de Braga, para aplicação das respetivas medidas de coação.

Continuar a ler

Populares