Seguir o O MINHO

Futebol

Aos 47 anos, Vitor só abandona a baliza do SC Vianense quando for campeão

Vítor é um dos jogadores mais velhos no ativo nos campeonatos portugueses. A três anos de fazer 50, o histórico guarda-redes da AF Viana “está pronto para trabalhar arduamente para ser titular” na época que vai começar

em

Vítor Correia. Foto: Divulgação / Arquivo

“Ser campeão pelo SC Vianense”. É o sonho de Vitor Correia e um dos motivos que o levou a aceitar, aos 47 anos, renovar o contrato com o clube centenário do Alto Minho. O guarda-redes é um dos jogadores mais velhos no ativo nos campeonatos portugueses mas “está pronto para trabalhar arduamente para ser titular” na época que vai começar. O segredo da longevidade pode estar numa vida mais regrada, nunca fumou, e na ausência de lesões graves.

Foi com 15 anos, no Vila Fria, clube da Associação de Futebol de Viana do Castelo, que Vitor começou nas andanças do futebol. “Eu sou natural de Darque mas aos 9 anos, a minha família mudou-se para Vila Fria”. Podia ter ido para qualquer posição, “tinha jeito para o futebol”, mas o treinador mandou-o para a baliza. Até hoje.

No entanto, há dois momentos na sua carreira em que deixou os postes e tentou alvejar a baliza contrária. “Em Valença joguei a ponta de lança contra o Amares e depois no Âncora-Praia, também, fui avançado contra o Neves”. Dizem as crónicas da altura que se ‘safou’ bastante bem.

Pé partido

A carreira de Vitor é marcada pela isenção de lesões graves. Um pé partido e uma ou outra lesão muscular polvilham a carreira do guarda-redes. “Estava na terceira divisão quando parti um pé num aquecimento de um jogo mas joguei até ao final da partida”, recorda.

Foto: DR

Se na época de 2017/2018 foi o único totalista do campeonato distrital, na época seguinte não fez nenhum jogo e a explicação é simples: “houve um problema com o treinador de guarda-redes, e o treinador pediu-me se dava uma ajuda. Para além disso, disse-me para continuar a trabalhar normalmente mas não deu para jogar e resignei-me”.

Não quis ser profissional

A verdade é que mesmo não tendo sido, ainda, campeão pelo SC Vianense, Vitor acumula títulos nos distritais, nomeadamente, quando representava o Âncora Praia e o Valenciano.

Aliás com a equipa do concelho de Caminha disputou a extinta 3.ª divisão.

Dois anos antes recusou um convite para o futebol profissional do Vianense e foi para o Neves.

“Foi uma decisão pessoal mas não quis deixar de trabalhar”. A conciliação dos treinos com o trabalho já é feita ‘com duas luvas na mão’, “hoje é uma rotina e se não a tiver sinto falta”.

A idade e o Inverno foram dois dos motivos de hesitação não ir aos treinos. “Sim, já me passou pela cabeça não ir aos treinos. Chego cansado do trabalho, no Inverno há vento, chuva e frio mas acabo sempre por vir”.

Quase… campeão e Taça do Minho

Troféu “O Minhoto” (2014). Foto: DR

A entrar na quarta época consecutiva no clube vianense, onde já tinha estado desde 2001 até 2010, o sonho de Vitor quase que se concretizava na última temporada. Foi aos três minutos dos descontos, da última jornada, que o Limianos marcou e tirou o título ao Vianense. “Nunca tive uma época em que estivéssemos até ao último minuto a disputar um título. Ser virtualmente campeão até aos 90+3 e perder o campeonato marca qualquer um”.

No currículo tem ainda uma Taça do Minho quando o Valenciano, onde jogava, derrotou o Ninense na final e Vitor defendeu três penaltis no desempate por pontapés de grande penalidade. Um feito que mais nenhuma equipa de Viana obteve. Foi nessa época que ganhou o Troféu “O Minhoto”.

Ainda na pré-época e sem conhecer muito bem os adversários que irá contar, o guarda-redes só avança prognósticos “depois do campeonato começar. Aí é que se irá perceber quem são os favoritos”.

Pessoalmente, promete o mesmo “empenho de sempre. Eu sempre trabalhei no limite” e se calhar, é por isso, que os mais novos o veem como exemplo. “Estou na luta para ser titular porque sempre lutei pelo meu espaço dentro das equipas por onde passei”.

Desde que começou a treinar, “as coisas têm mudado. Há novas regras, a forma como se vê o jogo é diferente e, sem dúvida, que os treinadores influenciem muito o jogo”.

Épocas difíceis e Amilton

No entanto, a carreira do guardião não foram ‘só rosas’. Já teve épocas difíceis, “com pagamentos em atraso, jogadores vindos de outros clubes com dificuldade de adaptação e até vários grupinhos dentro do balneário”.

A verdade é que Vitor diz “gostar de me dar bem com toda a gente a começar com os meus colegas de posição. É com eles que tenho que me dar bem em primeiro lugar”.

Quanto a ‘nomes’ de outros futebóis que se cruzaram com o guarda-redes, o primeiro nome que salta para a conversa é Amilton. “Veio à experiência para o Valenciano e no final do primeiro treino disse ao presidente para assinar logo com ele. Jogava muito bem com os dois pés”. Amilton que, depois, se destacaria no Desportivo das Aves.

Também Leandro Pires (dos sub-23 dos Aves), Tiago (ex-Atlético de Madrid) ou Sérgio Lomba (ex-Gil Vicente) e tio de Pedro Neto foram mais alguns companheiros que partilharam balneário com o guarda-redes que acabará a carreira quando for campeão pelo SC Vianense, o clube do coração.

Anúncio

Futebol

Euro2020: Luxemburgo quer “complicar ao máximo” a tarefa de Portugal e de Ronaldo

Futebol

em

Foto: Divulgação

O selecionador do Luxemburgo afirmou hoje que vai “tentar complicar ao máximo” a tarefa de Portugal no domingo, em jogo de apuramento para o Euro2020 de futebol, e também de Ronaldo, que pode chegar aos 100 golos internacionais.

“Se o Luxemburgo vencer Portugal, uma das melhores equipas do mundo, será um grande feito. Há pessoas no país que ficarão tristes, já que existe uma grande comunidade portuguesa. Sabemos da qualidade do nosso adversário, mas vamos tentar complicar ao máximo, como fizemos com a Ucrânia e Sérvia”, afirmou Luc Holtz.

O técnico luxemburguês falava aos jornalistas na conferência de imprensa de antecipação do último encontro do Grupo B, na unidade hoteleira em que a sua equipa está instalada, na pequena vila de Lipperscheid, no norte do país.

Holtz garantiu que o Luxemburgo não quer ficar na história como a equipa que sofreu o golo 100 de Ronaldo com a camisola de Portugal, mas lembrou que o avançado português, mesmo que esteja com problemas físicos, continua a ser “um jogador extraordinário”.

“Ele sente espaços como poucos jogadores e pode marcar quando quiser. Com a maturidade que tem, pode fazer a diferença a qualquer momento. Quando o seu treinador na Juventus o tira num jogo, provavelmente, terá os seus motivos, mas mesmo com 80% de suas capacidades Ronaldo ainda pode decidir sozinho uma partida”, disse o treinador, de 50 anos.

O selecionador do Luxemburgo, que comanda a equipa desde 2011, abordou ainda o estado do relvado do estádio Josy Barthel, palco do jogo de domingo, mostrando-se otimista que vai melhorar.

“Estive hoje a ver o campo e posso dizer que está em melhores condições do que nos últimos dias. Não posso garantir nada. Acho que não vai estar num ótimo estado, mas estará de certeza num estado aceitável”, considerou.

Com um encontro por disputar no Grupo B, a Ucrânia, já apurada, lidera com 19 pontos, mais cinco do que Portugal, segundo classificado, e seis do que a Sérvia, terceira. O Luxemburgo é quarto posicionado, com quatro pontos.

Na última jornada, Portugal joga no Luxemburgo, enquanto a Sérvia recebe a Ucrânia, com um triunfo da ‘equipa das quinas’ a proporcionar o apuramento direto para a fase final, independentemente do resultado obtido pelos sérvios.

O Luxemburgo-Portugal está agendado para as 15:00 (14:00 horas da Lisboa) e vai ter arbitragem do espanhol Jesús Gil Manzano.

Continuar a ler

Futebol

Taça da Liga: Resultados e classificações da terceira fase

Futebol

em

Foto: Divulgação

Resultados e classificações da terceira fase da Taça da Liga de futebol:

Grupo A:

– 2.ª jornada:

– Sábado, 05 out:

Paços de Ferreira – Marítimo, 1-1

– Segunda-feira, 07 out:

Penafiel – SC Braga, 1-3

– 1.ª jornada:

– Domingo, 13 out:

Sporting de Braga – Marítimo, 2-1

Penafiel – Paços de Ferreira, 1-2

Classificação: J V E D GOLOS P

1. SC Braga 2 2 0 0 5-2 6

—————————————————–

2. Paços de Ferreira 2 1 1 0 3-2 4

3. Marítimo 2 0 1 1 2-3 1

4. Penafiel 2 0 0 2 2-5 0

Por disputar:

– 3.ª jornada, 21 dez:

Paços de Ferreira – SC Braga, 16:00

Marítimo – Penafiel, 16:00

Grupo B:

– 1.ª jornada:

– Quarta-feira, 25 set:

Benfica – Vitória SC, 0-0

– Sábado, 12 out:

Sporting da Covilhã – Vitória de Setúbal, 1-1

Classificação: J V E D GOLOS P

1. Vitória Setúbal 1 0 1 0 1-1 1

—————————————————–

2. Sporting Covilhã 1 0 1 0 1-1 1

3. Benfica 1 0 1 0 0-0 1

4. Vitória SC 1 0 1 0 0-0 1

Por disputar:

– 2.ª jornada:

– Terça-feira, 03 dez:

Sporting da Covilhã – Benfica, 20:15

– Quarta-feira, 04 dez:

Vitória de Setúbal – Vitória SC, 18:45

– 3.ª jornada, 21 dez:

Vitória de Setúbal – Benfica

Vitória SC – Sporting da Covilhã

Grupo C:

– 1.ª jornada:

– Quarta-feira, 25 set:

Gil Vicente – Portimonense, 1-2

– Quinta-feira, 26 set:

Sporting – Rio Ave, 1-2

– 2.ª jornada:

– Sábado, 05 out:

Portimonense – Rio Ave, 1-1

– Quarta-feira, 04 dez:

Gil Vicente – Sporting, 20:45

Classificação: J V E D GOLOS P

1. Portimonense 2 1 1 0 3-2 4

—————————————————–

2. Rio Ave 2 1 1 0 3-2 4

3. Gil Vicente 1 0 0 1 1-2 0

4. Sporting 1 0 0 1 1-2 0

Por disputar:

– 3.ª jornada, 21 dez:

Portimonense – Sporting

Rio Ave – Gil Vicente

Grupo D:

– 1.ª jornada:

– Quarta-feira, 25 set:

FC Porto – Santa Clara, 1-0

– Sábado, 16 nov:

Casa Pia – Desportivo de Chaves, 0-1

– 2.ª jornada:

– Sexta-feira, 04 out:

Desportivo de Chaves – Santa Clara, 1-0

– Quarta-feira, 05 dez:

Casa Pia – FC Porto, 20:15

Classificação: J V E D GOLOS P

1. Desportivo Chaves 2 2 0 0 2-0 6

—————————————————–

2. FC Porto 1 1 0 0 1-0 3

3. Santa Clara 2 0 0 2 0-2 0

4. Casa Pia 1 – – 1 0-1 0

Falta disputar:

– 3.ª jornada, 21 dez:

Santa Clara – Casa Pia

Desportivo de Chaves – FC Porto

Nota: O primeiro classificado de cada grupo qualifica-se para a ‘final four’.

Continuar a ler

Futebol

Fernando Santos desvaloriza relvado e só pensa no apuramento para o Euro2020

Euro2020

em

Foto: Divulgação

O selecionador Fernando Santos desvalorizou hoje o mau estado ao relvado do Stade Josy Barthel, palco do encontro de domingo com o Luxemburgo, e mostrou-se confiante no apuramento de Portugal para o Euro2020 de futebol.

“O adversário é o Luxemburgo. O frio e o relvado são contingências do futebol. Portugal tem jogadores de altíssimo nível, que estão habituados a tudo. Não podemos estar à partida a arranjar fatores de desculpa”, afirmou Fernando Santos.

O selecionador português falava aos jornalistas no complexo desportivo de Bissen, localizado a 40 quilómetros da capital luxemburguesa, num ginásio que durante algumas horas foi transformado em sala de imprensa e no qual foi feita a conferência de imprensa de antevisão do jogo do Grupo B de qualificação.

“Jogámos aqui há quatro anos e o campo também não estava bom. Ganhámos 2-0. Vamos encontrar o melhor estilo de jogo dependendo do relvado. Isso é algo que os jogadores vão decidir perante o estado do relvado”, referiu o técnico, de 65 anos.

Tal como já tinha acontecido antes do primeiro jogo, em Alvalade (3-0), Fernando Santos voltou a elogiar a equipa do Luxemburgo, que vai jogar “olhos nos olhos” com Portugal, mas mostrou-se confiante que a seleção nacional vai estar no próximo Europeu.

“É um adversário de qualidade, mas se fizermos o que temos que fazer e devemos fazer, vamos ganhar e alcançar o apuramento”, disse o selecionador nacional, adiantando que poderá fazer algumas alterações no ‘onze’, sobretudo devido a questões físicas.

Com Cristiano Ronaldo a dois golos de atingir os 100 com a camisola das ‘quinas’, Fernando Santos foi desafiado a escolher o melhor do capitão com Portugal, mas o treinador campeão europeu optou por fazer ‘futurologia’.

“Espero que amanhã [domingo] faça o golo mais bonito da carreia”, concluiu.

Com um encontro por disputar no Grupo B, a Ucrânia, já apurada, lidera com 19 pontos, mais cinco do que Portugal, segundo classificado, e seis do que a Sérvia, terceira. O Luxemburgo é quarto posicionado, com quatro pontos.

Na última jornada, Portugal joga no Luxemburgo, enquanto a Sérvia recebe a Ucrânia, com um triunfo da ‘equipa das quinas’ a proporcionar o apuramento direto para a fase final, independentemente do resultado obtido pelos sérvios.

O Luxemburgo-Portugal está agendado para as 15:00 (14:00 horas da Lisboa) e vai ter arbitragem do espanhol Jesús Gil Manzano.

Continuar a ler

EM FOCO

Anúncio

ÚLTIMAS

Vamos Ajudar?

Reportagens da Semana

Populares