Seguir o O MINHO

Braga

António Cardoso (PSD) confirma recandidatura à Câmara de Vieira do Minho

Eleições autárquicas 2021

em

Foto: Dr (Arquivo)

O social-democrata António Cardoso confirmou hoje que se recandidata ao cargo de presidente da câmara de Vieira do Minho nas eleições autárquicas e considerou que o próximo mandato “será muito marcado pelas consequências” da pandemia causada pelo novo coronavírus.

Em declarações à Lusa, depois de o PSD nacional ter divulgado o nome dos seus cabeças de lista a 77 câmaras, o atual presidente daquela autarquia apontou como objetivos para um novo mandato “um novo Centro de Saúde, criar mais emprego, a distribuição de gás natural, mais obras de saneamento e reforçar a aposta no Turismo de forma a tornar Vieira do Minho destino preferencial”.

António Cardoso concorre pela terceira vez à autarquia e como balanço de quase oito anos como presidente da câmara salienta “a menor divida neste século, ou seja, nos últimos 20 anos”.

“A nossa dívida está em menos de metade do que estava quando cheguei à câmara e mesmo reduzindo a dívida foi feita obra e conseguimos executar até à data de hoje 95% do nosso caderno eleitoral”, apontou.

O próximo mandato, considerou o autarca, “vai ser marcado pelas consequências” da atual pandemia.

“Esta situação levou-nos a fazer um esforço além do que já fazíamos e muitas vezes a substituir o Estado Central naquilo que eram as suas obrigações”, referiu.

“Apesar da pandemia, que levou a que muita da nossa atividade fosse cancelada ou adiada, as obras de fundo não pararam, o que também contribuiu para travar a subida do desemprego, nomeadamente na construção civil, setor que tem um grande peso na nossa Economia concelhia”, salientou.

No entanto, lamentou António Cardoso, “a pandemia trouxe desemprego a Vieira do Minho, principalmente no setor da restauração e essa é um problema com que se terá que lidar”.

António Cardoso foi eleito para o primeiro mandato nas eleições autárquicas de 2013, que ganhou com 49,71% dos votos, tendo eleito quatro vereadores contra os três eleitos pelo PS (45,36%).

Em 2017 foi reeleito com 62,85% e aumentou o número de vereadores para cinco.

O nome do atual autarca de Terras de Bouro também é referido na lista hoje divulgada, contactado pela Lusa Manuel Tibo não quis prestar declarações.

O PSD nacional dividiu hoje a apresentação dos candidatos entre 77 nomes de atuais presidentes de câmara em exercício que se recandidatam aos mesmos municípios e 23 nomes homologados às próximas autárquicas, dos quais alguns (como Bruno Vitorino ou Paulo Ribeiro) já foram candidatos às câmaras a que se apresentam, mas onde o PSD não venceu.

José Silvano assumiu que todos os candidatos autárquicos do PSD serão conhecidos até 31 de março e assegurou que, dos 308 processos, apenas “em menos de uma dezena” haverá discordância entre as estruturas locais ou regionais e a direção nacional.

Populares