Seguir o O MINHO

Alto Minho

Aberto concurso para concessão do Forte da Ínsua, em Caminha, durante 50 anos

Localizado num ilhéu, a Ínsua de Santo Isidro, na foz do Rio Minho, junto à fronteira com Espanha, a acessibilidade ao Forte faz-se através de barco

em

Os investidores interessados na concessão do Forte da Ínsua, em Caminha, podem apresentar propostas até 06 de novembro de acordo com o concurso público hoje lançado ao abrigo programa Revive, informou a secretaria de Estado do Turismo.

Em comunicado, a secretaria de Estado do turismo adiantou que o Forte da Ínsua “será concessionado durante 50 anos, para exploração para fins turísticos”.

“O Forte da Ínsua é uma imóvel único, que testemunhou vários séculos da história de Portugal. Dar-lhe novamente vida através do Revive é uma forma de voltar a ter um uso que lhe permitirá sem dúvida ser mais um atrativo ímpar para o posicionamento internacional de Portugal”, informou a secretária de Estado do Turismo, Ana Mendes Godinho, citada naquela nota.

O Forte da Ínsua “é uma fortificação marítima abaluartada, com planta estrelada irregular, cuja construção inicial remonta a 1392, por ordem do rei D. João I. Possui no seu interior um convento, de origem franciscana, erigido na mesma altura, tendo sido ampliado e restaurado nos séculos seguintes”.

“O Forte assumiu a forma atual, com cinco baluartes e revelim, durante a remodelação que ocorreu entre 1649 e 1652, que coincidiu com o período da Guerra da Restauração. Desde 1834, ano de extinção das ordens religiosas, que o Forte da Ínsua foi apenas ocupado pelo Exército, tendo o seu último governador sido nomeado em 1909”, especifica a nota.

Localizado num ilhéu, a Ínsua de Santo Isidro, na foz do Rio Minho, junto à fronteira com Espanha, a acessibilidade ao Forte faz-se através de barco.

“No seu interior conta com um poço de água doce, algo raro – só existem outros dois poços de água doce no mar em todo o mundo”, acrescenta a nota.

O Forte da Ínsua “é um dos 33 imóveis inscritos no Revive, um programa conjunto dos ministérios da Economia, Cultura e Finanças com a colaboração das autarquias locais”.

Pretende-se com este programa “valorizar e recuperar o património sem uso, reforçar a atratividade dos destinos regionais e o desenvolvimento de várias regiões do país”, sendo que 12 destes imóveis estão localizados em territórios do interior”.

Em julho, o Governo lançou a segunda edição do Revive, com 15 novos imóveis, sete dos quais no interior.

O concurso público para a concessão do Forte da Ínsua “é o décimo oitavo lançado no âmbito do Revive”. Além deste, “atualmente estão abertos os concursos para a concessão do Mosteiro de Lorvão, em Penacova, e do Castelo de Vila Nova de Cerveira, no Alto Minho.

Anúncio

Viana do Castelo

Estação Salva-Vidas de Viana resgata tripulante de cargueiro com problemas de saúde

Resgate

em

Foto: Divulgação

Um tripulante de um cargueiro, que estava com problemas de saúde, foi resgatado, esta sexta-feira à noite, pela Estação Salva-Vidas de Viana do Castelo.

De acordo com o capitão de porto e comandante da Polícia Marítima de Viana do Castelo, Sameiro Matias, citado pela Rádio Alto Minho, o homem resgatar tem 50 anos, é de nacionalidade estrangeira e queixava-se de um problema ocular, necessitando de cuidados médicos.

A operação de resgate, a cerca de 50 milhas da costa vianense, teve início às 17:00 horas, mobilizando vários meios de emergência, terminando por volta das 20:30.

Ondas com seis metros de altura

Face à intensa agitação marítima, o capitão destacou o resgate por entre ondas que iam “dos quatro aos seis metros”.

“O navio navegava a cerca de 50 milhas da costa e aproximou-se até às 16/18 milhas para permitir a manobra do salva-vidas Atento e o resgate do tripulante. Concluída a operação o navio prosseguiu viagem”, disse o capitão, citado pela mesma fonte.

Continuar a ler

Viana do Castelo

Viana vai ter uma “Praça Natal”

Na Praça da República

em

Foto: Divulgação

A Praça da República, ex-libris de Viana do Castelo, vai ser transformada em Praça Natal, decorada e com animação própria da época festiva que se avizinha, foi anunciado nesta sexta-feira.

Um carrossel parisiense, a casa do Pai Natal, trenó do Pai Natal são algumas das atividades que vão decorrer naquela praça do centro histórico de Viana do Castelo.

O programa foi apresentado esta sexta-feira pelo presidente da Câmara de Viana do Castelo, em conferência de imprensa, após a assinatura de um protocolo de cooperação com a associação empresarial, responsável pela iluminação de 22 ruas, avenidas e praças da cidade, num investimento de 122 mil euros, “um acréscimo de 50 mil euros em relação ao ano passado”.

A Praça Natal e a iluminação começam no dia 30, pelas 18:00 e permanecem até 06 de janeiro.

Continuar a ler

Alto Minho

“Na’Tal Cerveira” com 38 dias de atividades para as famílias

Natal em Cerveira

em

Foto: Divulgação / CM Cerveira

A Câmara de Vila Nova de Cerveira vai dinamizar seis eventos gratuitos, dirigidos às famílias, integrados no programa “Na’Tal Cerveira”, informou esta sexta-feira a autarquia.

Entre as atividades que vão decorrer durante 38 dias para animar a quadra natalícia, destacam-se recriações históricas, sugestões gastronómicas, aventura pelo ar, canções típicas e receção ao novo ano, além da ornamentação e iluminação de ruas e edifícios.

Continuar a ler

EM FOCO

Anúncio

ÚLTIMAS

Vamos Ajudar?

Reportagens da Semana

Populares