Seguir o O MINHO

Braga

A vida pregou uma partida a eletricista de Braga, família apela: “Vamos apoiar o Carlos”

Carlos Fernandes, vítima de AVC, precisa de uma cama articulada e um elevador de escada

em

Carlos Fernandes mora em Palmeira, Braga, e está a passar por momentos difíceis depois de um AVC o ter confinado a uma cama. Sem condições financeiras, a viver numa casa modesta, a família lançou uma campanha pública para conseguir uma cama articulada e um elevador de escadas.

Foto: cedida a O MINHO por Ângela Fernandes

Na página, criada pela filha, “Vamos apoiar o Carlos” estão todos os pormenores para quem quiser ser solidário com esta causa.

“Vamos apoiar o Carlos” – Facebook

A vida de Carlos Fernandes deu uma volta de 180 graus há cerca de um ano, como contou uma filha a O MINHO.

Electricista de profissão era uma pessoa dinâmica e cheia de vida. O início de 2018 viria a mudar tudo. Uma gripe seria o princípio do fim. Tomou medicamentos mas um mês depois nada de melhorar.

Exames atrás de exames e nada de perceber o que se passava. Três pneumonias seguidas e um internamento no hospital começaram a levantar a ponta do véu: alguma coisa não estava bem. E não estava.

O primeiro cenário foi mau: cancro dos pulmões. Mas o que se seguiu ainda foi pior: o cancro estava situado nos ossos.

Começou logo os tratamentos apesar do veredicto estar dado: incurável. A médica fala-lhe de um tratamento inovador que lha dava mais anos de vida e com maior qualidade. Aceitou.

Em junho de 2018, uns desmaios sucessivos levaram a esposa e a filha a chamarem pelo socorro. O facto de ter batido com a cabeça numa esquina preocupou os familiares. Isso e os outros dois desmaios até ao hospital. Passou a noite em observações. No dia seguinte tem alta.

Volta para casa. Era sábado. Na segunda-feira, a filha e a neta, também ela com um cancro, estão em tratamentos no Porto. Carlos vai com a esposa à farmácia. Ainda que perto decidiu levar o carro. De regresso, a entrar no portão sentiu o braço sem força e desmaiou.

O INEM foi rápido, a assistência cuidadosa. Transportado de urgência, é operado durante algumas horas. A família é informada que Carlos teve um AVC com hemorragia grave e paralisação do lado direito. A fala ficou afectada.

Transferido para os cuidados intensivos, é pedido à família que reúna todos porque Carlos não teriam mais do que 48 horas de vida.

“Vamos apoiar o Carlos” – Facebook

Carlos ainda cá continua, ainda não desistiu. Mas as suas condições não são as melhores.

Não tem uma cama articulada que ajudaria a esposa a tratar muito melhor dele. As escadas não têm elevador por isso, raramente sente o cheiro da zona onde mora.

Com uma reforma de 300 euros e a recusa da Segurança Social em dar mais qualquer apoio, há dias em que Carlos parece querer desistir.

A família não deixa e junta decidiu pedir ajuda. O primeiro passo foi criar uma página no Facebook, “Vamos apoiar o Carlos”.

Que já deu pequenos frutos: a Junta deu-lhe uma cama melhor, mais confortável mas não é articulada. Os escuteiros de Palmeira fizeram uma campanha e vão remodelar a casa de banho. Mas continuam a faltar a cama articulada e o elevador.

Daí o apelo solidário da família: “ajudem o Carlos!”.

Anúncio

Aqui chegado…

...temos uma pequena mensagem para partilhar consigo. Cada vez mais pessoas lêem O MINHO, jornal estritamente digital, líder de audiências. Ao contrário de outros órgãos de informação, optámos por não obrigar os leitores a pagarem para lerem as nossas notícias, mantendo o acesso à informação tão livre quanto possível. Por isso, como pode ver, precisamos do seu apoio.

Para podermos apresentar-lhe mais e melhor informação, que inclua mais reportagens e entrevistas e que utilize uma plataforma cada vez mais desenvolvida e outros meios, como o vídeo, precisamos da sua ajuda.

O MINHO é um órgão de comunicação social independente (e sempre será). Isto é importante para podermos confrontar livremente todo e qualquer tipo de poder (político, económico ou religioso) sempre que necessário.

Inspirados na filosofia seguida pelo jornal inglês "The Guardian", um dos mais importantes órgãos de comunicação do Mundo, também nós achámos que, se cada pessoa que lê e gosta de ler O MINHO, apoiar o futuro do nosso projeto, este será cada vez mais importante para o desenvolvimento da sociedade que partilhamos, a nível regional. Pela divulgação, partilha e fiscalização.

Assim, por tão pouco como 1€, você pode apoiar O Minho - e só demora um minuto. Obrigado.

Braga

Trabalhadores de call center em greve em Braga

O mote da greve é “a exigência de respeito e onde os trabalhadores se queixam de ser tratados como números e sem qualquer consideração ou respeito por eles ou pela até lei”

em

Um grupo de trabalhadores de call center estarão em greve, ao longo de todo o dia, esta terça-feira, em Braga, tendo em linha de conta melhores condições de trabalho, combate ao assédio moral e laboral, “porque chega de erros salariais constantes”, clamando pela “justiça nos prémios e em avaliações” daqueles profissionais, segundo apurou O MINHO.

Esta greve partiu do Sindicato de Trabalhadores de Call Center e está marcada para as imediações da empresa Concentrix, no Largo da Estação Ferroviária, em Maximinos, na cidade de Braga, mobilizando elevado número de trabalhadores, deste setor de atividade.

O mote da greve é “a exigência de respeito e onde os trabalhadores se queixam de ser tratados como números e sem qualquer consideração ou respeito por eles ou pela até lei”.

Segundo referiu o mesmo sindicato, esta greve na cidade de Braga “foi despoletada pela transferência arbitrária de 25 trabalhadores e pela forma como foi feita, esta transferência foi a gota de água num local já de si cheio de problemas e irregularidades, tendo a greve sido aprovada por unanimidade em duas assembleias feitas com todos os trabalhadores”.

A greve durará todo o dia e haverá uma concentração dos trabalhadores em greve entre as 10:00 e as 13:00 em frente ao edifício da Estação da CP de Braga, segundo revelou o dirigente Nuno Geraldes, do Sindicato de Trabalhadores de Call Center, envolvendo esta iniciativa abrange A Greve está convocada para todos os trabalhadores do Call Center no edifício e em regime de teletrabalho com as funções de suporte técnico para a AppleCare.

Continuar a ler

Braga

Braga Romana já tem datas

Já estão abertas as candidaturas para o Mercado Romano

em

Foto: Divulgação/CM Braga

A organização da Braga Romana já divulgou as datas da 16.ª edição do evento. A cidade vai reviver a época da Bracara Augusta durante cinco dias, entre 22 e 26 de maio.

Já estão abertas, até 08 de março, as candidaturas para o Mercado Romano, que obedecem a requisitos e critérios inerentes a esta recriação histórica.

Foto: CM Braga

Foto: CM Braga

Foto: CM Braga

Foto: CM Braga

Foto: CM Braga

Foto: CM Braga

Podem candidatar-se artesãos, mercadores e místicos assim como propostas para as iguarias da área alimentar.

O Evento tem o propósito de comemorar os primeiros tempos de vida daquela que foi a “Opulenta Cidade Bracara de Augustus”.

As últimas edições atraíram cerca de 500 mil visitantes, e a organização quer afirmar a Braga Romana como “marca para o futuro”.

Continuar a ler

Braga

Homem detido por assalto a estabelecimento comercial em Braga

O suspeito foi apanhado ainda no interior do estabelecimento

em

Foto: DR

A PSP deteve, na madrugada de domingo, um homem de 30 anos por furto num estabelecimento comercial de Braga, anunciou hoje aquela força.

O suspeito foi apanhado ainda no interior do estabelecimento, tendo um outro indivíduo conseguido pôr-se em fuga.

Para acederem ao interior do estabelecimento, arrombaram a fechadura com uma chave de fendas.

O detido vai ser presente no Tribunal Judicial da Comarca de Braga.

Continuar a ler

Populares