Seguir o O MINHO

Braga

“A vida não corre bem a quem gasta o que não tem”

em

A sede de Junta de Freguesia de S. Vicente (Centro Cívico), serviu de palco, na passada sexta-feira, a uma sessão de informação sobre poupança. A iniciativa contou com a presença de 15 séniores da freguesia e esteve a cargo do CIAB – Centro de Informação, Mediação e Arbitragem de Consumo de Braga. Miguel Amorim, economista e representante do CIAB e da RACE (Rede de Apoio ao Consumidor Endividado) foi o palestrante.

A sessão iniciou-se com uma pequena abordagem introdutória ao CIAB e ao RACE, dando a conhecer ao grupo, algo que todos desconheciam. Este é um organismo público, totalmente gratuito, que oferece apoio e aconselhamentos na área do consumo aos munícipes bracarenses. Tal como foi transmitido, o pedido de ajuda nesta entidade, acarreta as suas vantagens: é fácil, rápido, gratuito e confidencial, estando próximo do cidadão, localizando-se no edifício da Junta de Freguesia da Sé. Posto isto, foram também apresentados alguns casos e números dos problemas já solucionados.

Foram dados conselhos sobre a gestão do orçamento familiar. Miguel Amorim disponibilizou a cada participante um pequeno manual, que os ajudará a calcular e a organizar todas as suas despesas e receitas. No fundo, o principal intuito foi perceberem que ao administrarem e conhecerem os seus gastos e ganhos, seja na alimentação, saúde, habitação, transporte ou viatura, entre outros, encontram um meio de poupar.

Os idosos foram ainda alertados para as questões das compras por impulso ou coação, para as promoções duvidosas e para todo o mecanismo que o comércio constrói à nossa volta para incentivar o consumo. Cada um deles foi constatando através da sua experiência nas compras que muitas vezes eram levados a adquirir coisas que não queriam ou não precisavam, só porque as palavras “promoção” ou “saldo” soam na nossa cabeça como “sininhos” de incentivo ao gasto. Ao refletirem sobre as dicas de poupança, referiram que agora teriam muito mais cuidado nos supermercados e nas lojas.

No final da sessão o palestrante convidado recebeu uma grande ovação do grupo. Estes salientaram ter sido uma ação importante, que tinham gostado muito e que agora teriam muito mais atenção.

A iniciativa permitiu igualmente sensibilizar os reformados para os seus direitos e deveres enquanto consumidores e sobretudo para que percebam que apesar das suas carências económicas, terão sempre a retaguarda gratuita do CIAB, e podem e devem fazer as suas reclamações, sem receio de represálias.

Em jeito de conclusão, fica a dica do CIAB “A vida não corre bem a quem gasta o que não tem”.

A presente sessão de informação contou com a colaboração da Junta de Freguesia de S. Vicente, da Associação de Reformados de S. Vicente e insere-se nas premissas do projeto educativo orientado por Susana Ribeiro.

Populares