Seguir o O MINHO

Futebol

“A procissão ainda vai no adro, mas temos saudades de vitórias”

Gil Vicente quer quebrar ‘jejum’ nos Açores

em

Foto: Divulgação / Gil Vicente FC (Arquivo)

O treinador Vítor Oliveira assegurou hoje que o Gil Vicente entrará motivado na visita ao Santa Clara, em jogo da sétima jornada da I Liga de futebol, para inverter uma sequência de cinco jogos sem vencer na prova.

“A procissão ainda vai no adro, mas temos saudades de vitórias, que são o alimento principal das equipas. Vamos à procura de pontos e da sorte, que nos tem faltado nestes últimos jogos, mas que por si só não pode justificar nada”, reconheceu o técnico, na conferência de antevisão ao desafio de domingo, no Estádio Cidade de Barcelos.

Depois do triunfo a abrir o campeonato, diante do FC Porto (2-1), os minhotos não voltaram a somar qualquer vitória nas cinco jornadas posteriores e registaram uma entrada em falso na fase de grupos da Taça da Liga, na quarta-feira, ao perderem na receção ao Portimonense (2-1).

Com base nesses encontros, Vítor Oliveira salientou que o Gil Vicente tem de “melhorar a eficácia ofensiva” e “cometer menos erros primários”, como sucedeu no embate com os algarvios, que serviu para testar jogadores com menos ritmo competitivo.

“Não ganhámos um plantel, mas ficamos mais elucidados sobre o valor atual de alguns jogadores que podem ser úteis nas próximas jornadas. Estes jogos são importantes para aferir em competição a qualidade dos jogadores. Foi o que fizemos na quarta-feira e posso dizer que fiquei satisfeito”, revelou.

Sobre os açorianos, Vítor Oliveira falou de um adversário que “deu boa conta de si na época passada” e está a repetir a performance esta temporada, fruto de “uma equipa organizada, perigosa nas saídas em transição e que quererá aproveitar o ‘fator casa’”.

Instado a comentar a aproximação de um novo interregno na I Liga, que vai interromper o campeonato durante três semanas, o técnico admitiu que a paragem beneficia mais os interesses gilistas do que a modalidade.

“Esta paragem dá tempo para recuperarmos alguns jogadores e poderá ajudar-nos a cimentar alguns princípios que são necessários trabalhar para melhorar o coletivo. Para nós esta paragem é boa, para o futebol não é o ideal”, concluiu.

Os dois clubes mediram forças em seis ocasiões no escalão máximo do futebol português, tendo os açorianos vencido metade dos confrontos com os barcelenses, o último dos quais em fevereiro de 2003.

O Gil Vicente, 12.º colocado, com seis pontos, visita o Santa Clara, na nona posição, com oito, no domingo, às 15:00, no Estádio de São Miguel, em Ponta Delgada.

Anúncio

Futebol

Faz hoje 16 anos que Fehér morreu em Guimarães

Ex-SC Braga

em

Foto: DR / Arquivo

Faz hoje 16 anos que o futebolista Miklos Fehér perdeu a vida durante um jogo disputado em Guimarães. O antigo jogador do SC Braga caiu inanimado no relvado do D. Afonso Henriques, aos 92 minutos.

O momento da queda do jogador foi registada pela transmissão televisiva da partida, mas os momentos que se seguiram não, numa decisão do realizador quando surgiram os primeiros rumores de que o jogador estava em paragem cardiorrespiratória, e não apenas inconsciente.

O acontecimento desse dia, 25 de janeiro de 2004, levou a cara do húngaro a todo o mundo, deixando Hungria e Portugal de luto.

As equipas médicas não conseguiram reverter o estado do então jogador do Benfica, declarando o óbito no relvado de Guimarães.

 

Minutos antes de perder a vida, Miki fez uma assistência para o único golo da partida, que opunha Vitória ao Benfica. Na sequência do golo, levou um cartão amarelo por fazer perder tempo de jogo. Sorriu para Olegário Benquerença, o árbitro da partida, caiu e não mais se levantou.

Em 2000/2001, o avançado alinhou pelo SC Braga, por empréstimo do FC Porto. Nessa temporada, para o campeonato, marcou 14 golos em 24 jogos, caindo no goto dos adeptos arsenalistas. Regressou à invicta mas não se afirmou. Jogou as duas temporadas no Benfica, apontando oito golos em 37 jogos. Começou a carreira no Gyor, na sua terra natal.

Continuar a ler

Futebol

Consórcio de claques protesta em Braga contra horários da Liga

Elementos de claques afetas ao Vitória SC, SC Braga, FC Vizela e CD Aves, uniram-se em protesto, este sábado, em Braga, contra os horários definidos pela Liga de Futebol. O objetivo comum dos rivais passa pela colocação de mais jogos de futebol à tarde e ao fim de semana. A PSP foi chamada a serenar os ânimos, em frente ao Estádio Municipal de Braga, onde decorre a Final Four da Taça da Liga. Imagens: Redes Sociais

em

Elementos de claques afetas ao Vitória SC, SC Braga, FC Vizela e CD Aves, uniram-se em protesto, este sábado, em Braga, contra os horários definidos pela Liga de Futebol. O objetivo comum dos rivais passa pela colocação de mais jogos de futebol à tarde e ao fim de semana. A PSP foi chamada a serenar os ânimos, em frente ao Estádio Municipal de Braga, onde decorre a Final Four da Taça da Liga. Imagens: Redes Sociais

Continuar a ler

Futebol

Claudemir na Turquia

Assinou pelo Sivasspor

em

Foto: Divulgação

O médio brasileiro Claudemir já não conta para Rúben Amorim. O ex-atleta do SC Braga, de 31 anos, anunciou este sábado que é reforço do Sivasspor, clube que lidera a liga turca.

Titular na época 2018/2019 sob os comandos de Abel Ferreira, cumpriu 38 jogos e marcou dois golos.

Com Sá Pinto, já nesta temporada, alinhou por cinco vezes na Liga: Foi titular nas três primeiras jornadas, vitória (3-1) na receção ao Moreirense, derrota (2-1) em Alvalade e empate (1-1) com o Gil Vicente.

Voltou a jogar na sexta jornada, mas foi substituído ao intervalo, no empate (2-2) caseiro do Braga frente ao Marítimo. Na jornada seguinte entrou aos 71 minutos, na vitória (1-0) em casa frente ao Portimonense.

Cumpriu 17 minutos na Taça da Liga, na vitória (2-1) frente ao Marítimo e fez o último jogo pelo Braga a 19 de outubro de 2019, na vitória (3-1) frente ao Leça, para a Taça de Portugal, jogando os 90 minutos.

O contrato com os turcos é válido para uma época e meia.

“Muito feliz por este novo desafio e motivos em poder jogar nesta grande equipa. Agradeço a todos pelo carinho e principalmente a Deus por me dar mais essa alegria”, escreveu na rede social Instagram.

Natural do estado da Baía, iniciou a carreira na formação do Palmeiras, imigrando para a Holanda aos 19 anos, o que lhe garantiu dupla nacionalidade, enquanto alinhou no Vitesse, por duas temporadas e meia, marcando dez golos em oitenta jogos.

Jogou ainda no Copenhaga FC (Dinamarca), durante quatro épocas e meia, três temporadas no Clube Bruge (Bélgica) e cumpriu uma temporada no Al-Ahli (Arábia Saudita), antes de rumar a Braga, em 2018.

Continuar a ler

Populares