Seguir o O MINHO

Ave

Vizela realiza análises em lares a todos os idosos e colaboradores

Covid-19

em

Foto: Divulgação

A Câmara de Vizela vai realizar análises de Covid-19 em todos os idosos e colaboradores das instituições de solidariedade, prevendo-se que o processo abranja cerca de 450 idosos, disse hoje à Lusa o presidente da autarquia.


Segundo Vítor Hugo Salgado, as análises vão começar a ser efetuadas na sexta-feira e prosseguirão na segunda-feira, a cargo de um laboratório contratado pelo município.

Além dos idosos, todo o pessoal auxiliar e de saúde dos lares será abrangido pela medida.

O autarca acrescentou que, na próxima semana, avançarão também análises junto dos agentes da proteção civil, incluindo bombeiros do corpo efetivo da cidade, militares da GNR e profissionais (médicos e enfermeiros) que trabalham nas duas unidades de saúde familiar daquele concelho do distrito de Braga.

Prevê-se que esta ação de grande envergadura alcance cerca de 600 pessoas, representando um investimento de 50 mil euros, assegurado pela câmara municipal.

O trabalho vai ser articulado com as autoridades locais e nacionais de saúde, assinalou, referindo que os dados serão comunicados pelos canais indicados pela tutela.

Vítor Hugo Salgado disse à Lusa esperar que esta campanha no concelho ajude a prevenir o contágio de Covid-19, nomeadamente junto dos escalões etários mais vulneráveis, como os idosos, e as pessoas que têm de contactar com situações de risco, como os profissionais de saúde e os agentes de proteção civil.

Neste momento, disse o autarca, o concelho tem quatro pessoas infetadas por Covid-19.

Em Portugal, a pandemia de Covid-19 já causou 43 mortes, mais 10 do que na véspera (+30,3%), e há 2.995 infeções confirmadas, segundo o balanço feito hoje pela Direção-Geral da Saúde, que regista 633 novos casos em relação a terça-feira (+26,8%).

Dos infetados, 276 estão internados, 61 dos quais em unidades de cuidados intensivos, e há 22 doentes que já recuperaram.

Anúncio

Ave

Descartada possibilidade de surto em freguesia de Vizela

Covid-19

em

Foto: DR / Arquivo

A Câmara de Vizela afasta, para já, a possibilidade de um surto de covid-19 na freguesia de Tagilde, onde foi encerrada uma escola, na qual decorria ATL com dez crianças, após uma funcionária ter acusado positivo.

Questionada por O MINHO, a autarquia adianta que todos os envolvidos no ATL já foram testados. Conhecidos os resultados, apenas uma criança e a auxiliar acusaram positivo e, “até à presente data”, não há registo de familiares destes que tenham sido infetados.

Escola encerrada em Vizela após caso positivo numa funcionária

“Neste momento e pelos dados que temos, não se coloca a possibilidade de um surto. Contudo, será uma freguesia que merecerá a nossa atenção redobrada”, sublinha a Câmara, que chegou a aventar essa hipótese, tendo mesmo cancelado a cerimónia de inauguração da requalificação do largo da igreja de Tagilde, que estava marcada para o passado sábado.

Noutro comunicado em que apelava à população para não participar no programa da RTP “Aqui Portugal” nem se deslocar a São Bento, a Câmara referia, com base em informação da delegada de saúde local, que tinham sido “já detetadas mais de uma criança infetadas”.

Câmara assume “possibilidade de um surto” em freguesia de Vizela

Confirma-se, agora, concluídos todos os testes, que se trata de uma criança e uma auxiliar.

“Perante os resultados, a Câmara irá manter a escola encerrada até ao dia 20 de julho, sendo que irá continuar, junto com as autoridades de saúde, a acompanhar e monitorizar a situação”, conclui a autarquia na resposta enviada a O MINHO.

De acordo com o boletim da Direção-Geral de Saúde (DGS), registaram-se em Portugal até hoje 46.818 casos de infeção confirmados e 1.662 mortes.

Em relação a domingo, Portugal regista hoje mais duas mortes e 306 novos casos de infeção por covid-19 em relação a domingo, 254 dos quais na Região de Lisboa e Vale do Tejo, segundo o boletim diário da Direção-Geral de Saúde (DGS).

Continuar a ler

Guimarães

Câmara de Guimarães entrega habitação social partilhada

Solidariedade

em

Foto: Divulgação / CM Guimarães

A Coordenação de Âmbito Social e Financeiro das Habitações do Município de Guimarães (CASFIG) procedeu à entrega de uma habitação social partilhada, iniciativa que beneficia famílias unipessoais, refere um comunicado camarário divulgado hoje.

Em causa está uma residência partilhada, um projeto que segue o modelo de distribuição espacial permitindo a ocupação individual da habitação, de modo totalmente independente, com quarto, casa de banho e cozinha.

“Reconhecendo a importância desta modalidade alternativa ao alojamento convencional, a CASFIG tem vindo ao longo dos anos a aperfeiçoar o seu modelo de implementação e funcionamento, procurando sempre melhorar a sua funcionalidade e garantir maior privacidade individual a cada residente. Nesta linha de atuação foi criada mais uma residência partilhada, com um modelo inovador que permite conferir ainda mais privacidade aos seus residentes, bem como um melhor funcionamento das dinâmicas de convivência diária”, descreve a Câmara de Guimarães.

Até hoje foram entregues 12 residências masculinas partilhadas e seis residências femininas partilhadas, que resulta no apoio total a 45 famílias unipessoais.

Continuar a ler

Ave

Mulher em estado grave após despiste de mota em Famalicão

EN 206

em

Foto: DR / Arquivo

Uma mulher de 37 anos sofreu ferimentos graves na sequência de um despiste de mota na EN 206, esta tarde de sábado, em Famalicão, disse a O MINHO fonte dos bombeiros. O acidente também causou ferimentos no condutor do motociclo.

O sinistro, com causas ainda por apurar, ocorreu cerca das 15:30 horas na Avenida de São Silvestre, em Requião, mobilizando as duas corporações de bombeiros daquela cidade.

O condutor do motociclo, um homem de 38 anos, acabou por sofrer ferimentos considerados “ligeiros”.

As vítimas foram transportadas para o Hospital de Famalicão.

A GNR registou a ocorrência.

Continuar a ler

Populares