Seguir o O MINHO

Futebol

Vitória vence na Alemanha e despede-se da Liga Europa com reviravolta épica

Frente ao Eintracht Frankfurt,

em

O Vitória SC despediu-se hoje da Liga Europa de futebol com um triunfo na Alemanha, diante do Eintracht Frankfurt (3-2), graças a uma reviravolta consumada em dois minutos, na reta final.


Depois de se terem adiantado no marcador por Rochinha, aos oito minutos, e de terem concedido a reviravolta ainda na primeira parte, após golos de Danny da Costa (31) e de Daichi Kamada (38), os vimaranenses continuaram a lutar pelo primeiro triunfo no grupo F e foram ‘felizes’, graças aos tentos de Al Musrati (85) e de Marcus Edwards (87).

Os minhotos venceram uma equipa germânica pela primeira vez na sua história e terminaram a prova com cinco pontos, no último lugar do grupo, ao passo que o Eintracht aguentou a segunda posição (nove pontos) e apurou-se à mesma para os 16 avos de final, atrás do Arsenal, de Inglaterra, que empatou na Bélgica com o Standard de Liège (2-2).

Já arredados da fase seguinte da Liga Europa, os vitorianos apareceram em Frankfurt com um ‘onze’ renovado face ao triunfo sobre o Portimonense, na I Liga (2-0) – apenas Pedro Henrique e Pepê continuaram a titulares – e tentaram aproveitar, desde cedo, o balanceamento ofensivo do adversário para criarem perigo em contra-ataque.

Essa estratégia resultou em cheio logo aos oito minutos de jogo, quando Dénis Poha iniciou um contra-ataque com uma bola recuperada no meio-campo e isolou Rochinha, que ‘disparou’ rasteiro e cruzado para bater Frederik Ronnow.

A partir daí, os vimaranenses recuaram e preocuparam-se mais em fechar os espaços para a construção ofensiva do Eintracht, que se apresentou em campo com os avançados portugueses Gonçalo Paciência e André Silva.

Intensa fisicamente, mas ‘desastrada’ no passe, a formação treinada por Adi Hütter só criou a primeira oportunidade aos 30 minutos, quando Gonçalo Paciência cabeceou para defesa de Miguel Silva, mas chegou ao empate logo no minuto seguinte.

Na sequência de um canto, a bola sobrou para a entrada da área, onde apareceu Danny da Costa a cabecear uma bola que Miguel Silva parecia agarrar facilmente, mais deixou escapar entre as mãos.

Os vimaranenses perderam confiança e não resistiram à pressão germânica até ao intervalo: Daichi Kamada fez a reviravolta, na conclusão a um cruzamento de Filip Kostic, ao minuto 38, e o terceiro golo poderia ter surgido em tentativas de Hinteregger (41) e de André Silva (45+1).

A toada da partida mudou na segunda parte, com os alemães a recuarem e a darem a iniciativa ofensiva ao Vitória, equipa que assumiu uma ‘face’ mais ofensiva na segunda parte e quase empatou aos 55 minutos, num remate de longe de Florent à barra.

Apesar das dificuldades em penetrar na área contrária, os vimaranenses mantiveram a postura ofensiva até ao apito final e, ao contrário de outros jogos do grupo, foram recompensados, mesmo com ‘sorte’ à mistura: Al Musrati empatou num remate desviado por Gonçalo Paciência e, dois minutos volvidos, Marcus Edwards bateu Ronnow de fora da área, com um ‘disparo’ que embateu em Gelson Fernandes.

O Arsenal, que empatou 2-2 no reduto do Standard Liège, ganhou o Grupo F, com 11 pontos, contra nove dos alemães, também qualificados, oito dos belgas e cinco dos portugueses, vencedores pela primeira vez de um jogo fora numa fase de grupos.

Ficha de Jogo

Jogo no Estádio Commerzbank, em Frankfurt.

Eintracht Frankfurt – Vitória de Guimarães, 2-3.

Ao intervalo: 2-1.

Marcadores:

0-1, Rochinha, 08 minutos.

1-1, Danny da Costa, 31.

2-1, Daichi Kamada, 38.

2-2, Al Musrati, 85.

2-3, Marcus Edwards, 87.

Equipas:

– Eintracht Frankfurt: Frederik Ronnow, Makoto Hasebe, Martin Hinteregger, David Abraham, Danny da Costa, Sebastian Rode (Gelson Fernandes, 78), Djibril Sow, Daichi Kamada, Filip Kostic, Gonçalo Paciência e André Silva (Mijat Gacinovic, 73).

(Suplentes: Jan Zimmermann, Almamy Touré, Evan N’Dicka, Erik Durm, Gelson Fernandes, Dominik Kohr e Mijat Gacinovic).

Treinador: Adi Hütter.

– Vitória de Guimarães: Miguel Silva, Victor Garcia, Frederico Venâncio, Pedro Henrique, Florent, Al Musrati, Pepê, Dénis Poha (Bruno Duarte, 82), Rochinha (Marcus Edwards, 70), Davidson e André Pereira (Léo Bonatini, 66).

(Suplentes: Miguel Oliveira, Bondarenko, Rafa Soares, Mikel Agu, Marcus Edwards, Bruno Duarte e Léo Bonatini).

Treinador: Ivo Vieira.

Árbitro: Gediminas Mazeika (Lituânia).

Ação disciplinar: cartão amarelo para Martin Hinteregger (18), Al Musrati (35), Dénis Poha (52), Sebastien Röde (76) e Makoto Hasebe (82).

Assistência: cerca de 50.000 espetadores.

Anúncio

Futebol

Famalicão contrata extremo brasileiro ao Grêmio

Jhonata Robert

em

Foto: DR

O Famalicão, da I Liga portuguesa futebol, anunciou hoje a contratação do brasileiro Jhonata Robert para a temporada de 2020/2021.

O extremo brasileiro, de 20 anos, prepara-se para se estrear no futebol europeu, depois de se ter destacado no Grêmio.

Após ter iniciado o percurso futebolístico numa escolinha de futebol em Pernambuco e no Barra Futebol Clube, o jovem mudou-se para Porto Alegre, onde viria a ganhar notoriedade e a ter a oportunidade de jogar no Brasileirão com apenas 20 anos com a camisola do Grêmio.

Este ano, Jhonata Robert esteve cedido ao Cruzeiro.

“Ter a oportunidade de jogar na Europa era um desejo e poder fazê-lo no FC Famalicão é, claramente, uma escolha acertada. É um clube que permite aos jovens explanar as suas qualidades, pois adota um estilo de jogo bastante positivo”, referiu o reforço.

Continuar a ler

Futebol

Douglas acaba carreira de guarda-redes e integra estrutura do Vitória SC

I Liga

em

Foto: DR

Douglas, guarda-redes do Vitória SC, vai acabar a carreira de jogador e passa a integrar a estrutura do clube, adianta o Grupo Santiago.

O guardião de 37 anos, com 235 jogos pelo emblema de Guimarães, terá aceitado o convite de Miguel Pinto Lisboa e Carlos Freitas para desempenhar novas funções como coordenador da formação de guarda-redes.

A opção de Douglas e da SAD do Vitória será oficializada até ao final da semana, antes do arranque dos trabalhos de pré-temporada, que acontece na próxima segunda-feira.

Douglas é o segundo guarda-redes com mais jogos com a camisola do Vitória, só atrás de António Jesus, que esteve em 240 partidas pelo Vitória.

Natural de Ribeirão Preto, no Brasil, Douglas está em Portugal desde 2010, tendo representado sempre o Vitória SC
Recorde-se que o Vitória SC já anunciou a contratação de dois guarda-redes: Matous Trmal, internacional sub-21 pela República Checa contratado ao FC Slovacko, e Nicolas Tié, internacional sub-23 pela Costa do Marfim que representava o Chelsea.

Continuar a ler

Futebol

Liga dos Campeões: António Costa espera grande momento desportivo em Lisboa

Futebol

em

António Costa. Foto: Twitter

O primeiro-ministro António Costa saudou as equipas presentes na inédita ‘final a oito’ da Liga dos Campeões de futebol, entre hoje e 23 de agosto, esperando que se concretize num grande momento desportivo em Lisboa.

“Gostaria de dirigir uma mensagem de boas-vindas às oito equipas que vão disputar em Portugal a ‘final a oito’ da Liga dos Campeões, no fim desta época 2019/20, tão especial e tão diferente de anos anteriores. Temos em Lisboa as oito melhores equipas de futebol da Europa e quero que este torneio seja um grande momento desportivo”, afirmou António Costa.

A fase final da principal competição continental de clubes arranca hoje, às 20:00, em Lisboa, com o embate entre os italianos da Atalanta e os franceses do Paris Saint-Germain, no Estádio da Luz, para os quartos de final.

Seguem-se, até sábado, os restantes embates desta fase, disputada a um só jogo e sem público, e as meias-finais, nas próximas terça e quarta-feira, nos estádios José Alvalade e da Luz, que vai acolher a final, em 23 de agosto.

Este foi o formato encontrado para fazer face à pandemia de covid-19, que levou à suspensão de quase todos os campeonatos, tendo a UEFA escolhido a capital portuguesa para receber esta inédita fase final, que tinha o embate decisivo marcado para Istambul.

“É uma grande honra podermos receber este evento, que, por um lado demonstra a extraordinária capacidade organizativa de Portugal e da Federação Portuguesa de Futebol (FPF), demonstrada desde o Euro2004 (…), mas é também uma forma de reconhecimento da UEFA como o local mais seguro para receber a competição”, prosseguiu Costa.

Na mensagem de boas-vindas, a primeiro-ministro reconheceu a frustração pela ausência de público nos estádios, deixando, mesmo assim, um convite à visita ao país.

“Quem quer que venha, seja para a competição, ou para férias, ou por outra razão, é muito bem-vindo a Portugal e poderá estar em segurança em Portugal”, rematou Costa.

Continuar a ler

Populares