Seguir o O MINHO

Braga

Vila Verde lança selo que valoriza emprego para pessoas com deficiência

Ação social

em

Foto: CM Vila Verde

Sensibilizar e, sobretudo, “incentivar” empresas e instituições a “fazer mais” pelo acesso a oportunidades de emprego para pessoas com deficiência é o objetivo do selo municipal lançado hoje em Vila Verde, numa cerimónia que juntou empresários, utentes e dirigentes de instituições sociais.

A presidente da Câmara Municipal, Júlia Fernandes, citada em comunicado enviado a O MINHO, sublinhou o impacto da iniciativa e a “conjugação de esforços para construir uma sociedade melhor, mais solidária e inclusiva”, promovendo “maior igualdade e justiça para todas as cidadãs e todos os cidadãos, independentemente das diferenças que os possam caraterizar”.

“Estamos a trabalhar para que Vila Verde seja um concelho sempre mais inclusivo e justo para todos”, frisou Júlia Fernandes, destacando “a importância e necessidade de incluir as pessoas com deficiência no mercado de trabalho para garantir a sua plena cidadania e independência económica”.

Numa cerimónia em que pessoas com dificuldades ou deficiências testemunham em vídeo as suas experiências, histórias e expectativas de vida familiar e profissional, a presidente da autarquia desafiou que “só com a intervenção de todos os parceiros do concelho é possível concretizar esta estratégia de plena inclusão”.

Responsáveis das associações empresarias de Braga, Rui Mares, e do Vale do Homem, José Manuel Lopes, assim como da União Distrital das IPSS, Jorge Pereira, participaram no evento, destacando “a crescente sensibilização das empresas para a contratação de pessoas com deficiências”.

“Acrescem os incentivos apresentados na sessão pela Instituto de Emprego e Formação Profissional (IEFP) para “estágios de inserção” e “emprego apoiado em mercado aberto”, com apoios que podem chegar a 80% e 95%. Foi ainda adiantado que nos próximos anos serão afixadas quotas de contratação das empresas para pessoas com deficiência”, refere a mesma nota de imprensa.

Simbolismo de um trevo especial

O selo municipal “Empresas e Instituições Inclusivas” foi apresentado por Júlia Fernandes, que explicou o simbolismo do trevo multicolor com cinco folhas, que apontou como “um símbolo que expressa diferença, inclusão e diversidade”.

“Geralmente, associamos ao trevo de quatro folhas a sorte. São raros, o que os torna especiais. Por analogia, podemos fazer corresponder os trevos de três folhas à maioria das pessoas e os de quatro folhas àquelas que se destacam pelas suas competências, capacidades, sucessos e méritos diversos. Mas também existem os trevos de 5 folhas, mais raros ainda. E ninguém fica indiferente à sua diferença. Esse é o nosso trevo”, referiu a presidente da Câmara de Vila Verde.

E prosseguiu: “Se um trevo de quatro folhas é especial, um de cinco será ainda mais. Por isso, o trevo do novo selo municipal tem cinco folhas: quatro em formato de coração (símbolo de afeto, carinho e amor), das quais três se encontram perfeitamente alinhadas relativamente ao eixo simétrico e uma em posição invertida relativamente ao centro. A quinta folha não é perfeita quando comparada às restantes. Apesar da assimetria das duas folhas diferentes (as duas que incluem a cor azul), este símbolo “imperfeito” continua a servir o propósito de representar um trevo, tal como a pessoa com deficiência na sociedade”.

“A diferença não impede o exercício de uma função. O trevo é colorido, o que mostra diversidade, e as cores de cada folha criam pontos de interseção, aludindo ao conceito de inclusão”, avançou Júlia Fernandes, elogiando o envolvimento dos diferentes parceiros neste projeto, nomeadamente o CLDS, a APPACDM, a Santa Casa da Misericórdia e a Escola Secundária de Vila Verde, assim como o serviço da Ação Social do Município.

A candidatura ao selo municipal “Empresas e Instituições Inclusivas”, por parte de empresas e instituições, ocorrerá durante o próximo mês de maio – o mês europeu para a diversidade –, com apresentação do regulamento e respetiva ficha de candidatura. A atribuição do prémio será realizada na primeira semana de dezembro, no âmbito da comemoração do Dia Internacional da Pessoa com Deficiência.

Populares