Seguir o O MINHO

Braga

Verão do gnration recheado de cinema, música e artes visuais

em

Foto: Divulgação

A programação do gnration, em Braga, para julho, agosto e setembro, tem cinema, música e artes visuais, com nomes como Dead Combo, Spectrum, Rizan Said, Norberto Lobo, Bateu Matou, Bruno Pernadas “e muito mais”, anunciou hoje aquele centro cultural.

Em comunicado enviado à Lusa, o gnration destaca ainda um palco gratuito para “o maior evento da cidade” (a Noite Branca), um ciclo de jazz, outro de cinema e a nova instalação audiovisual na galeria INL – Laboratório Ibérico Internacional de Nanotecnologia, ao abrigo programa Scale Travels, iniciativa que alia arte e nanotecnologia, a cargo de Matthew Biederman, que apresentará “All The Way Down”, de 13 julho a 06 de outubro.

O programa começa com a quarta edição do Julho é Jazz, ciclo que apresenta “algumas das melhores figuras do jazz contemporâneo internacional e nacional”. Os primeiros a apresentarem-se serão os norte-americanos The Bad Plus (12 julho), seguidos de Pulverize The Sound – Peter Evenas, Tim Dahl, Mike Pride (13 julho).

Segue-se o quarteto português do compositor e multi-instrumentalista Bruno Pernadas e ainda o trio The Rite of Trio.

O trompetista Peter Evans, membro integrante do trio Pulverize The Sound, dará ainda uma ‘masterclass’ focada no improviso como método de composição.

Durante todo o ciclo, o gnration dará a conhecer a instalação musical interativa “My Jazz Band”, de Rui Dias, que permitirá ao público tocar como uma banda virtual de jazz, utilizando para isso um interface gráfico num ecrã ‘multi-toque’.

Também em julho, João Martinho Moura, artista ‘media’ português com reconhecimento internacional, apresenta “VV” em estreia mundial na galeria gnration (de 21 de julho a 13 de outubro).

Em agosto, terá lugar a terceira edição do Cinema no Pátio, com sessões ao ar livre, feito em parceria com os festivais internacionais de cinema de Clermont-Ferrand, Curtas Vila do Conde e Porto / Post / Doc, com as sessões a terem lugar a 03, 19, 17 e 24 de agosto, sendo a entrada livre.

Pelo palco [email protected] Noite Branca de Braga, que este ano será na praça do gnration, vão passar nomes como os portugueses Dead Combo (01 de setembro), que vão dar a conhecer o mais recente disco, “Odeon Hotel”, o sírio Rizan Said, ex-teclista do enigmático Omar Souleyman, Bateu Matou, grupo português formado pelos bateristas Quim Albergaria (PAUS), Ivo Costa (Batida, Sara Tavares) e RIOT (Buraka Som Sistema), e o saxofonista e compositor de jazz, português, João Mortágua, que apresentará o seu mais recente projeto, Axes.

Durante a tarde, o guitarrista português Norberto Lobo apresentará o último disco, “Estrela”, acompanhado em palco por Yaw Tembe, Marco Franco e Ricardo Jacinto, e o dj CelesteMariposa vai encerrar a noite com “velhas pérolas da lusofonia africana”.

A 02 de setembro, o palco do [email protected] Noite Branca receberá “Bits em Palco – O Espetáculo Primeiros Bits”, um original criado a partir do ciclo “Primeiros Bits”, iniciativa do serviço educativo do gnration, protagonizado pela Digitópia/Casa da Música, que expõe crianças e jovens da cidade de Braga às novas tecnologias aplicadas à arte.

De seguida, os bracarenses Bruma apresentam o disco de estreia, num concerto resultante do Trabalho da Casa do gnration, ação que coloca artistas locais em residência artística e posterior apresentação pública. Ambos os espetáculo decorrerão durante a tarde.

O programa cultural do próximo semestre encerra em 21 de setembro, com o arranque da edição de 2018 dos Encontros da Imagem, festival de fotografia que vai para a sua 28.ª edição, e com um concerto pelo músico britânico Pete Kember, um dos fundadores da icónica banda Spacemen 3, que se apresentará como Spectrum.

Anúncio

Braga

Gabriela Monteiro vai a sepultar este sábado em Braga

Funeral realiza-se em Real, Braga

em

Foto: DR

Gabriela Monteiro, mulher que perdeu a vida às mãos do companheiro na passada quarta-feira, na via pública, em Braga, vai a sepultar este sábado, em Real, concelho de Braga, pelas 17:00 horas.

A quarta mulher vítima mortal de violência doméstica deixa dois filhos e uma grande onda de consternação na cidade de Braga que se alastrou um pouco por todo o país, face ao cenário de horror em que perdeu a vida.

Em nota da agência responsável pelos serviços funerários, é indicado que o corpo da falecida ficará em câmara ardente a partir das 10:00 de sábado, a Igreja Paroquial de Real, com a missa de corpo presente a realizar-se pelas 17:00.

Gabriela foi a quarta mulher a perder a vida no distrito de Braga durante o ano de 2019, e a vigésima primeira a nível nacional.

Paulo Fernandes, autor das facadas que vitimaram Gabriela, está em prisão preventiva enquanto aguarda julgamento, depois de se ter apresentado no posto da PSP de Santa Tecla poucos minutos após ter cometido o bárbaro crime.

A morte de Gabriela, de 46 anos, e funcionária no Theatro Circo, em Braga, causou uma grande onde de pesar na cidade, que lhe prestou homenagem na noite desta quinta-feira, com mais de 500 pessoas em vigília silenciosa às portas do local onde trabalhava, em pleno centro histórico da cidade.

Continuar a ler

Braga

M1lhão saiu no distrito de Braga

Jogos Santa Casa

em

Foto: DR / Arquivo

O código vencedor do concurso 038/2019 do M1lhão, sorteado hoje, é DXS 18908, informou o Departamento de Jogos da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa.

O prémio, no valor de um milhão de euros, saiu a uma aposta registada no distrito de Braga.

Continuar a ler

Braga

Ministra anuncia 35 horas semanais para todo o SNS, menos no Hospital de Braga

Os profissionais de saúde do Hospital de Braga não serão ainda abrangidos por este alargamento enquanto estiverem em análise as diferentes situações contratuais

em

Foto: DR

A passagem do horário normal de trabalho das 40 para as 35 horas semanais para todas as classes profissionais do Serviço Nacional de Saúde (SNS) foi hoje concluída pelo Ministério da Saúde.

A medida deixa, no entanto, de fora os profissionais do Hospital de Braga.

Em comunicado, o Ministério da Saúde (MS) adianta que o período normal de trabalho de 35 horas semanais já tinha sido atribuído à generalidade dos profissionais, com exceção dos que ainda não dispunham de um acordo específico – técnicos superiores de saúde, informáticos, docentes, administradores hospitalares e capelães.

“Para cumprir este objetivo, foi apresentada uma proposta de acordo que foi hoje assinada por duas estruturas sindicais – Federação dos Sindicatos da Administração Pública (FESAP) e Sindicato dos Quadros Técnicos do Estado (STE), que abrange cerca de 2200 profissionais – mas não pela Federação Nacional dos Sindicatos dos Trabalhadores em Funções Públicas e Sociais, que considerou imperativo incluir os profissionais do Hospital de Braga”.

Assim, esclarece o MS, os profissionais de saúde do Hospital de Braga não serão ainda abrangidos por este alargamento enquanto estiverem em análise as diferentes situações contratuais.

A gestão do Hospital de Braga transitou da esfera privada para a esfera pública em 01 de setembro.

Continuar a ler

Populares