Seguir o O MINHO

Região

Universidade do Minho reflete sobre cidadania e dignidade pessoal

em

A Comissão de Ética da Universidade do Minho (CEUM) organiza esta sexta-feira, dia 7, às 15:00 horas, no auditório B2 do campus de Gualtar, em Braga, o fórum “Cidadania e Dignidade Pessoal”. Serão debatidos temas como a prevenção do bullying e da violência em contexto universitário, entre outros. A entrada é livre.

O evento inicia com as intervenções do reitor António Cunha e do presidente da CEUM, Licínio Chainho Pereira, que vai apresentar o tema desta quarta edição do fórum. Segue-se a palestra “Dignidade, diversidade e tolerância no campus”, proferida por João Cardoso Rosas, presidente do Instituto de Letras e Ciências Humanas. Pelas 15:45 horas é a vez de Helena Sousa, presidente do Instituto de Ciências Sociais, relacionar a questão da dignidade e da comunicação, realçando os paradoxos e desafios do mundo digital. Destaca-se, ainda, a exposição do tema “Estratégias de prevenção da violência e do bullying no campus”, a cargo de Beatriz Pereira, professora do Instituto de Educação e uma das principias especialistas da área no país.

A partir das 16;15 horas decorre um debate alargado, com moderação dos presidentes das subcomissões de Ética para as Ciências da Vida e da Saúde e para as Ciências Sociais e Humanas, Cecília Leão e Paulo Machado, respetivamente, além de Bruno Alcaide, presidente da Associação Académica da UMinho. A iniciativa encerra uma hora depois com o discurso da vice-reitora para a Qualidade e Avaliação, Graciete Dias.

O fórum tem como objetivo promover a análise e a reflexão com os docentes/investigadores, estudantes e pessoal não docente e não investigador sobre o papel da ética na UMinho, com especial enfoque na promoção de condutas éticas nos projetos e atividades de interação da universidade com a sociedade. Pretende-se igualmente esclarecer os interessados sobre o funcionamento e a missão das Subcomissões de Ética da CEUM.

Anúncio

Guimarães

Homem de 35 anos em estado grave após colisão em Guimarães

Em Creixomil

em

Um homem, com 35 anos, sofreu ferimentos graves na sequência de uma colisão frontal, ao início da noite deste domingo, na cidade de Guimarães.

A colisão ocorreu na Rua da Pisca, em Creixomil, provocando ainda ferimentos ligeiros num outro interveniente, um homem com 67 anos.

“Houve necessidade de desencarcerar a vítima mais nova”, disse a O MINHO fonte dos bombeiros.

No local, estiveram os Bombeiros de Guimarães com três viaturas e oito operacionais.

A equipa médica da VMER de Guimarães fez acompanhamento clínico do ferido grave até ao hospital local, para onde ambas as vítimas foram transportadas.

A PSP registou a ocorrência.

Continuar a ler

Ponte de Lima

Governo suspende negociações com família de militar de Ponte de Lima morto nos Comandos

em

A negociação sobre o valor de indemnização entre o Governo e os familiares dos dois militares que morreram durante o curso de Comandos, está interrompida, avança este domingo o Jornal de Notícias.

A suspensão da tentativa de acordo para pagar as indemnizações pedidas pelos pais dos recrutas terá sido uma ordem direta do Governo aos advogados do Estado, até que exista uma decisão em tribunal sobre se houve ou não negligência e se os acusados são condenados.

O julgamento decorre há cerca de um ano, com vários elementos do 127.º curso de Comandos como intervenientes. Acusados estão 19 militares pertencentes aos Comandos, que respondem por abuso de autoridade e ofensa à integridade física, nunca por homicídio involuntário.

Comandos: Recruta de Ponte de Lima morreu há três anos e ainda ninguém foi condenado

De acordo com Ricardo Sá Fernandes, advogado das vítimas, a decisão do Estado em suspender as negociações para uma indemnização é “lamentável”.

“Noutras situações que conhecemos desta natureza – como [os fogos de] Pedrógão -, o Estado sempre avançou, independentemente da responsabilidade criminal, por entender que, mesmo que não haja responsabilidade criminal, há o funcionamento do sistema em geral que falha”, disse o causídico.

Pais de Dylan da Silva contam agressões relatadas pelo filho antes do curso de Comandos

Dylan da Silva, natural de Gemieira, Ponte de Lima, morreu por falência de órgãos na sequência da denominada Prova Zero, em 2016, que decorreu na região de Alcochete, distrito de Setúbal.

À data com 20 anos, não resistiu às lesões graves que, em conjunto com outros dez instruendos, terá sofrido durante aquela prova de esforço. Hugo Gomes, colega na instrução, foi a segunda vítima mortal.

Continuar a ler

Ave

Tenta burlar casal de Famalicão no MBWay mas é apanhado

Burla

em

Foto: Divulgação

Um casal de Famalicão apresentou queixa na GNR, contra desconhecidos, por uma alegada tentativa de burla no valor de 350 euros através da aplicação MBWay.

De acordo com a Cidade Hoje, o casal colocou à venda um aparelho de ginástica na plataforma digital OLX, sendo contactado por um individuo que manifestou interesse na compra pelo preço de 20 euros.

O alegado burlão pediu para transferir o dinheiro através da aplicação MBWay, utilizada para efetuar pagamentos por via digital, intenção a que o casal terá acedido, mesmo sem conhecer a funcionalidade em questão.

Seguindo as instruções do comprador, a mulher dirigiu-se a uma caixa multibanco para ativar o serviço, criando um código para o efeito, com o valor total de 350 euros.

Um erro num dos dígitos no código fornecido acabou por evitar que a burla fosse consumada. O homem entrou em contacto com o casal, apontando essa falha.

Entretanto, um familiar do casal, utilizador da plataforma, explicou o funcionamento da mesma, revelando que se tratava de uma tentativa de burla.

A tentativa para levantar o dinheiro foi efetuada numa caixa de multibanco de Estremoz, em Évora.

A GNR, em posse do contacto telefónico do burlão, está a efetuar diligências para encontrar o mesmo e apurar os factos.

Continuar a ler

Populares