Seguir o O MINHO

Guimarães

Túnel não ‘desatou o nó’. Continuam as filas na rotunda de Silvares, em Guimarães

Câmara promete solução dentro de dois anos

em

Foto: Rui Dias / O MINHO

O túnel para desnivelamento da rotunda de Silvares, em Guimarães, há muito esperado, só resolveu os problemas de trânsito naquele ponto parcialmente. Os acessos da cidade à autoestrada e em sentido inverso, com os carros a não terem que contornar a rotunda, são agora mais rápidos, mas quem segue noutras direções arrisca-se a ficar parado numa fila.

O “falso túnel”, a céu aberto, foi inaugurado no dia 9 de fevereiro. Um investimento de 3,6 milhões de euros, assumidos a 85% pela Infraestruturas de Portugal que pretendia resolver os crónicos problemas de transito naquele ponto e melhorar o principal acesso da cidade de Guimarães à A11.

Se é uma realidade que a fluidez do trânsito que entra e sai do concelho, pela autoestrada, aumentou, também verdade é que quem segue na direção da EN206 (Guimarães-Famalicão), ou quem pretende contornar a rotunda para seguir em direção a Pevidém, ou para aceder à zona comercial, fica com frequência retido numa fila que, em hora de ponta, se alonga pela variante de Creixomil.

Há duas causas apontadas pelos automobilistas para este problema: o facto de a via bifurcar no acesso ao túnel, ficando com apenas uma faixa para acesso a rotunda, o que provoca um afunilamento naquele lugar; e a altura do muro de proteção do túnel que dificulta a visibilidade e obriga todos os condutores a pararem, antes de entrarem na rotunda, mesmo que não haja trânsito.

“E mesmo na rotunda tem um muro que impede de vermos se estão a circular carros. Assim, temos mesmo de parar quando não seria necessário se víssemos mais cedo se podemos avançar”, afirma Ronaldo Freitas.

Duas semanas depois da inauguração a oposição estava no local com filas em pano de fundo

Duas semanas depois da inauguração do túnel de desnivelamento que prometia resolver os problemas de trânsito nesta zona, o candidato a presidente da Câmara pela coligação PSD/CDS deslocou-se ao local para, com a fila em pano de fundo, acusar a Domingos Bragança de “gozar com a inteligência dos vimaranenses”.

Nas redes sociais automobilistas dão conta do problema

“Foi aqui realizada uma obra muito importante, classificada até como a obra do mandato. O que assistimos aqui, na rotunda de Silvares, num dos principais acessos de entrada e saída da nossa cidade, é que o problema de base se mantém. Quem vem da cidade para aceder à rotunda de Silvares continua a ter que parar, um dos problemas de acessibilidade do concelho, persiste”, afirma Bruno Fernandes.

Domingos Bragança promete resolver dentro de dois anos

O próprio presidente da Câmara Municipal, Domingos Bragança, já veio reconhecer que os problemas de engarrafamento só ficarão resolvidos com a ligação da variante de Creixomil à EN206. Domingos Bragança anunciou a abertura de uma negociação com a Infraestruturas de Portugal nesse sentido e apontou o prazo de dois anos como provável para a definitiva resolução do problema.

Populares