Seguir o O MINHO

Braga

Três perguntas a Altino Bessa: “Coligação Juntos por Braga tem ainda muito para dar aos bracarenses”

Entrevista

em

Foto: Divulgação / CM Braga (Arquivo)

Altino Bessa, vereador do CDS/PP na Câmara de Braga, com os pelouros do Ambiente, da Proteção Civil e do Turismo, diz que o Município foi o primeiro a reagir à pandemia, com medidas de confinamento e de apoio às empresas. O autarca faz o balanço da sua atividade e diz que a coligação PSD/CDS/PPM tem, ainda, muito a dar aos bracarenses, “porque o trabalho nunca acaba”

O ano de 2020 foi complicado para todo o país e também para os Municípios. Como valora o CDS/Braga a gestão municipal no ano transato e no que vai de mandato?

O último ano provou que tudo é realmente efémero. Fomos postos à prova diariamente. Diria que a nossa capacidade de reação foi testada a cada dia. Não tenho memória de ter vivido um ano tão coletivamente sufocante.

Considero que a pandemia tomou conta das nossas preocupações e impediu-nos de realizar muitas daquelas que eram prioridades até então, impondo que centrássemos o foco da atuação municipal em eixos de emergência civil e social. Modéstia à parte, votado a uma conjuntura de adversidades, o executivo soube agir e reagir de forma exemplar, sendo o primeiro município a antecipar medidas de confinamento três dias antes do governo acionar o estado de emergência. Estivemos na linha da frente nos testes realizados em lares. Quando o governo prometia testes a todos os residentes destas valências, nós já estávamos em pleno terreno a testar utentes e funcionários. Reagimos de imediato no que à desinfeção de espaços diz respeito, sendo também os primeiros a iniciar a desinfeção nos equipamentos de lar de terceira idade com equipas dos Bombeiros Sapadores. Salientar que foi criada, a partir da Proteção Civil, uma subcomissão com as várias entidades de resposta à pandemia: Aces Braga, Unidade de Saúde Pública, Hospital de Braga e Segurança Social. Uma subcomissão de apoio permanente para fazer face às dificuldades provocadas pelo contexto pandémico, com grande incidência no apoio e/ou acompanhamento a lares residenciais.

Desinfeção de espaços é assegurada pelos Bombeiros Sapadores de Braga. Fotos: Paulo Jorge Magalhães / O MINHO

UNIDADE DE RETAGUARDA

Nesta sequência de medidas de combate à covid-19, foi alavancada a unidade de retaguarda, no Sameiro, com resposta às instituições que não dispõem de condições para albergar os utentes que, apesar de infetados, não necessitam de tratamento em contexto hospitalar, assim como aos hospitais que careçam de alargar a sua capacidade de resposta, direcionando para este espaço pessoas que também não têm condições no domicílio para dar continuidade ao seu tratamento. À imagem desta unidade foi também formalizada uma zona de acolhimento para sem abrigo, no pavilhão da EB 2/3 de Nogueira. De ressaltar que distribuímos milhares de Equipamentos de Proteção Individual (EPI´s) às IPSS com lares residenciais, a diversas instituições, à corporação dos Bombeiros Voluntários, entre outros.

Cruz Vermelha de Braga assegura recolhimento para os sem-abrigo. Foto: DR

No rol de um conjunto alargado de medidas que visam ajudar as empresas e as famílias bracarenses a combater os efeitos da crise provocada pela covid-19, podemos salientar a isenção de taxas para detentores de esplanadas, possibilitando o alargamento destas ou a sua criação; a isenção das taxas municipais; a atribuição de isenções e flexibilização de pagamentos por parte da AGERE; a BragaHabit implementou uma moratória extraordinária; a InvestBraga permitiu o adiamento dos alugueres que já estavam pagos; entre outras estratégias adotadas para minorar a escala de prejuízo dos bracarenses.

DESAFIOS CONTÍNUOS

Julgo que o presente ano será de contínuos desafios na esfera pandémica. 2021 chega com o termo “vacina” a impor-se, sendo que, no efetivo, o plano de vacinação já se encontra em execução e, neste âmbito, tenho que realçar o empenho do ACES Braga, da Unidade de Saúde Pública, juntamente com o Município no bom desenrolar do cumprimento do referido plano. Acabamos de vacinar, com a primeira toma, todos os idosos e funcionários dos lares de terceira idade. Não obstante, este processo de vacinação promete decorrer durante todo o ano até que consigamos vacinar toda a população.

A gestão municipal face à pandemia é exemplo do trabalho firmado no compromisso que o executivo tem assumido nos últimos sete anos. Um percurso dedicado aos bracarenses que é reconhecido por canais internacionais como a revista Forbes e a Comissão Europeia, evidenciando-se que o bem-estar dos bracarenses é o cerne desta gestão municipal.

AÇÃO DOS PELOUROS

Especificamente no que concerne aos pelouros do Ambiente, do Turismo e da Proteção Civil, o que foi feito em 2020 e o que irá fazer-se em 2021?

No que se prende com os pelouros supramencionados, importa referir que no Ambiente é de sublinhar a distinção com o galardão Bandeira Verde ECOXXI. Braga atingiu um índice de 80,9% nos indicadores avaliados, sendo reconhecido como um dos municípios mais sustentáveis do país, reafirmando, assim, o compromisso para com a sustentabilidade. Observo que se trata de um elemento fundamental para garantir a qualidade de vida às populações, sendo um marco do trabalho que temos desenvolvido nesta área de atuação. Como aludi no início do primeiro mandato, “o Ambiente agora conta em Braga”. Atribuir também especial ênfase à construção do Parque Ambiental das Camélias que será inaugurado em 2021 e à abertura, também no presente ano, das Praias Fluviais de Navarra e do Cavadinho. A potenciação da “Braga Natural” para bom usufruto da população continuará a ser um dos nossos propósitos.

Maquete do Parque Urbano das Camélias. Foto: Divulgação / Greenarq

TURISMO

No que concerne ao Turismo, após números recorde de dormidas, dá-se uma quebra acentuada em 2020. Analisando os números, podemos constatar que tivemos 640.000 dormidas em 2019. No mesmo ano, de proveitos, foram mais de 27 milhões de euros. No ano transato o setor turístico sofreu um gigante retrocesso que se irá prolongar em 2021. Todavia, almejo que os meses da primavera e verão tragam mais visitantes a Braga. O facto de, à imagem de 2019, Braga estar nomeada para Melhor Destino Europeu do ano pode figurar como um imput ao fomento turístico na cidade, revelando-se um alento para a retoma do setor. Em 2021 Braga é a única cidade portuguesa nomeada, sendo, assim, um reconhecimento superior do trabalho que todos temos feito para levar a cidade aos quatro cantos do mundo. Hoje Braga é e sente-se ao nível das grandes cidades europeias. A participação em feiras internacionais permitiu-nos transportar Braga para fora de portas, despertando curiosidade na descoberta da identidade material e imaterial da cidade.

PROTEÇÃO CIVIL

No âmbito da Proteção Civil, foram já elencados os principais eixos de atuação no ano transato e que se prendem, fundamentalmente, com o combate à pandemia. Temos equipas totalmente dedicadas à sensibilização e proteção da população no âmbito pandémico, mas não só. O inverno tem-se mostrado meteorologicamente agressivo, provocando alguns contratempos que foram sendo mitigados pelas forças da Proteção Civil. Todos os dias se verificam situações que carecem da intervenção das nossas equipas e a resposta é sempre célere e competente. Também temos desenvolvido um trabalho de terreno, em parceria com a Cruz Vermelha, junto das pessoas em situação de sem abrigo. Neste sentido, não posso deixar de fazer referência ao acompanhamento dedicado e exemplar que a equipa da Cruz Vermelha realiza neste campo. A prioridade da Proteção Civil é a segurança da população, nas várias conjunturas espaciais. Estou certo de que em 2021 o foco continuará a ser o apoio na contenda da covid-19.

ELEIÇÕES EM 2021

O ano que agora começa será de eleições autárquicas. Pensa que a maioria PSD/CDS tem condições políticas para as vencer? Que há (de novo) a propor ao eleitorado?

A perceção que tenho é que os bracarenses atribuem nota muito positiva à gestão municipal da maioria PSD/CDS/PPM. Esta maioria irá manter a aposta no incremento da cidade, tendo bem presente o eixo central da sua atuação: Braga e os seus cidadãos. O último ano foi tudo menos fácil. Porém, localmente tem sido feito um trabalho direcionado para a solução.

Coligação Juntos por Braga. Foto: DR

Os últimos anos têm sido marcados por um investimento que há muito Braga queria ver concretizado. A gestão municipal tem sido pautada por uma enorme responsabilidade orçamental, estruturada e assente nas prioridades comunitárias. Prioridades que resultaram em investimentos há muito ansiados. Tomemos como exemplo a requalificação do Fórum Braga, o Parque Desportivo da Rodovia, a Pousada da Juventude, o renovado Mercado Municipal e outras melhorias que se apresentarão ao público nos próximos tempos. Tratam-se de intervenções que mudam o curso da cidade e que são centro potenciador da nossa economia e turismo. Por tudo isto e pelo que ainda está por vir, a maioria PSD/CDS/PPM tem sabido cumprir o seu plano na base do rigor orçamental, arrogando como principal apanágio a aposta na qualidade de vida dos cidadãos, comprometendo-nos com o nosso território, com as nossas Juntas de Freguesia, com a nossa população, com as nossas instituições, com as nossas empresas.

REDE DE PRAIAS E ECOVIA DO CÁVADO

O que há de novo para propor ao eleitorado? Costumo dizer que “o trabalho nunca acaba”. Para o futuro a proposta desse “novo” continuará a ser o trabalho de sempre por Braga e pelos bracarenses. Porque o interesse comum é a essência desta gestão municipal e a prioridade de todos os dias.

Neste compromisso de trabalho teremos o Ambiente e Qualidade de Vida dos bracarenses como uma das principais preocupações. Projetamos concluir a Rede de Praias; a Ecovia do Cávado; a Ciclovia do Este que se prolonga até Celeirós, cumprindo uma rede ciclável na cidade.

Ciclovia em Braga. Foto: DR

A obra do Nó de Infias continuará a merecer todo o empenho e ação na sua concretização. De realçar que continuaremos a pressionar as forças governativas para a conclusão da variante do Cávado na ligação até Ferreiros. Os projetos elencados vigoram como fundamentais para a melhoria do tráfego da cidade de Braga e até de Municípios vizinhos. Destaco também o projeto de requalificação da Avenida da Liberdade e área envolvente que significará um grande impacto paisagístico e de maior qualidade de espaço para a comunidade.

Destaco a aposta contínua no investimento nas freguesias, contribuindo para a diminuição de assimetrias e otimizando os seus recursos. Analogamente manter-se-á a melhoria e renovação do parque escolar como uma das prioridades, valorizando o papel preponderante da Educação no Município.

BRAGA ROMANA

Outro dos desideratos passa pela contínua aposta na cultura, assumindo a Braga Romana como uma das “bandeiras” identitárias e atribuindo-lhe dimensão e projeção internacional. Faço ainda referência à candidatura de Braga a Capital Europeia da Cultura 2027, a par da Estratégia Cultural de Braga 2020-2030, que se verifica como um desígnio de todos e tem já na coligação o seu grande mentor e obreiro. Também a requalificação do Cine-Teatro São Geraldo figurará como referência cultural na cidade, permitindo, na sua especificidade de Media Arts e em coabitação com o Theatro Circo e o gnration, um superior fomento da cultura nos seus mais diversos domínios.

Foto: Divulgação / CM Braga (Arquivo)

Continuaremos a apoiar a nossa indústria; o Turismo; a criação de emprego, estimulando o investimento empresarial e tecnológico por via da cooperação com o INL e a InvestBraga nas esferas da inovação, tecnologia e setor empresarial. De salutar as parcerias firmadas com as várias instituições da cidade: Universidade do Minho, Hospital de Braga, Arquidiocese de Braga, Santa Casa da Misericórdia, Cruz Vermelha, entre outras que permitem um trabalho sinérgico e profícuo. Esta colaboração institucional mostra-se cada vez mais firme, permitindo-nos olhar Braga através das suas principais estruturas de ação contribuindo, assim, para um trabalho de cooperação que resulta numa abrangência de toda a comunidade. Porque (reitero) “o trabalho nunca acaba”.

Populares