“Tenho manos em Darque que te fazem a folha tipo Bruxo de Fafe”. Chico da Tina, ‘trapstar’ de Viana, tem disco novo

Foto: DR

Chico de Tina, ‘trapstar’ de Viana do Castelo, lançou hoje mais três canções do seu novo disco e fechou a apresentação do mais recente trabalho feita a ‘conta gotas’. O sucessor a “Minho Trapstar”, editado em 2019, é “Tina Dance Mixtape (Sabor 2000)”.

“Francisco da Concertina” lança 10 músicas e conta com convidados especiais, como Fredo da Tina, TT, Raissa e David Bruno. Este último, músico de Vila Nova de Gaia, colabora na canção “Viana Gaia”, e lança versos como: “Tenho manos em Darque que te fazem a folha tipo Bruxo de Fafe”.

Conta ainda com temas como “Ronaldo 2009” ou “Trio no Hotel”, que trazem sonoridades dos primeiros anos do século e uma imagem de capa a lembrar o ‘rapper’ norte-americano 50 Cent.

A música “Armário”, com participação especial de Fredo da Tina, de Caminha, tem um videoclipe gravado na final do Campeonato de Portugal que contou com a presença do SC Vianense, no Estádio do Jamor.

O novo lançamento “Tina Dance Mixtape (Sabor 2000)” é um disco “escaldante e libidinoso”, “cheio de pecado”, “atrevimento” e “provocação”.

“É um projeto que me tem vindo a ocupar a cabeça durante estes últimos anos e sem o qual não se poderia com rigor afirmar que a minha obra estivesse inteiramente completa”, referiu Chico da Tina, numa publicação no Instagram.

Quatro anos de “Trapalhadas”

Chico da Tina estreou-se com o EP “Trapalhadas” em 2019 e no mesmo ano lançou o primeiro longa-duração “Minho Trapstar”. Os seus videoclipes no YouTube contam com centenas de milhares de visualizações, que fazem dele um dos maiores sucessos da música emergente.

O músico minhoto ganhou maior visibilidade após ganhar o Prémio de música realizado pelo festival Mimo de Amarante, em 2019.

Fortemente influenciado pelos sons e vivências do Minho, criou uma combinação inédita entre o trap (subgénero do rap), a concertina e as gírias regionais, unindo a tradição e a modernidade.

 
Total
0
Partilhas
Artigo Anterior

Estava a passar na A28, viu fumo em zona industrial de Viana e alertou para incêndio. Foi falso alarme

Próximo Artigo

Auditoria ao INEM aponta falhas no armazenamento de medicamentos

Artigos Relacionados
x