Surto na comunidade brasileira em Braga com 15 infetados

Covid-19
Foto: Associação UAI

Há um surto “crescente” na comunidade brasileira em Braga que já conta com 15 pessoas infetadas.

A informação foi comunicada pela delegada de saúde local da ARS-Norte à Associação UAI – União, Apoio e Integração, que já está a desenvolver uma campanha de prevenção.

“O surto foi detetado na comunidade brasileira, justamente, porque num curto período de tempo alastrou muito rápido e num grupo específico de brasileiros”, explica a O MINHO Alexandra Gomide, presidente da Associação UAI.

Os infetados “são pessoas que frequentam o mesmo ambiente”, sem referir qual, mas a campanha é direcionada para toda a comunidade brasileira, porque esta, “por natureza, se relaciona muito” e a preocupação das autoridades de saúde é que o contágio “não se alastre mais”.

Os infetados estão em isolamento, manifestando sintomas ligeiros ou mesmo assintomáticos.

A Associação está a “pedir que evitem os convívios que a gente sabe que estão acontecendo, e não só na comunidade brasileira, mas de uma forma geral” com o desconfinamento, realça Alexandra Gomide.

As estimativas apontavam para que a comunidade brasileira no concelho de Braga fosse de 15 mil pessoas antes da pandemia – “depois muitos voltaram e poucos chegaram”.

Como até agora, não tinha havido infetados na comunidade e o número foi registado num curto período de tempo, as autoridades de saúde contactaram a Associação UAI “para evitar que cresça, porque o contágio de covid é muito rápido”, salienta a responsável.

A campanha de prevenção conta com apoio de figuras públicas, como Alan e Matheus, do SC Braga.

“Estamos tentando chegar às lideranças, das igrejas católica e evangélica, para nos ajudarem na campanha. Estamos a pedir às lideranças em geral para nos apoiarem. Vão-nos enviado vídeos e nós vamos publicando-os durante a semana”, explica Alexandra Gomide, acrescentando que também já está agendada para dia 9 uma palestra com a delegada de saúde.

“O mais importante é deixar claro que o alerta é uma medida de prevenção. É para a comunidade se proteger, não é uma acusação”, conclui a responsável.

Segundo os dados mais recentes, de fonte local do setor da saúde, o concelho de Braga tem 33 casos ativos.

O total de pessoas infetadas no concelho é 1.448, sendo que 1.341 já recuperaram e houve registo de 74 óbitos.

 
Total
0
Partilhas
Artigo Anterior

Cooperativa de Famalicão desinfetada após caso positivo de covid

Próximo Artigo

Três despistes no espaço de 400 metros na variante de Fafe

Artigos Relacionados
x