Seguir o O MINHO

Região

Sondagem: PS ganha em Braga, CDS desaparece em Viana

Estudo da Eurosondagem para o Porto Canal

em

Foto: DR / Arquivo

Com a campanha eleitoral das eleições legislativas a terminar, são várias as sondagens divulgadas nos diferentes órgãos de comunicação social. Para o caso particular da região do Minho, há, contudo, uma que assume particular relevo.

Num estudo de opinião realizado pela a Eurosondagem, para o Porto Canal, são apresentadas as intenções de voto para os distritos de Braga e de Viana do Castelo.

Na sondagem, divulgada esta quinta-feira, as duas principais conclusões são as de que o PS deverá vencer no distrito de Braga (9 mandatos contra 7 do PSD) e o CDS deverá perder o deputado que mantém, desde 1999, no distrito de Viana do Castelo.

Braga. Imagem: Porto Canal

Em Braga, caso se confirmem as projeções da Eurosondagem, o Partido Socialista, encabeçado por Sónia Fertuzinhos, irá subir dos atuais sete deputados para nove. Serão, assim, eleitos, para além desta: José Mendes, Maria Begonha (líder da JS Nacional), Joaquim Barreto (líder da Federação Distrital de Braga), Hugo Pires, Palmira Maciel, Luís Soares, Nuno Sá e Ana Maria Silva (Pompeu Martins, de Fafe, fica à porta).

O PSD, que em 2015 elegeu oito deputados (dos 10 da coligação com o CDS-PP), perde um deputado e passa a ter sete deputados eleitos por Braga. A saber: André Coelho Lima, Firmino Marques, Clara Marques Mendes, Carlos Reis, Jorge Paulo Oliveira, Maria Gabriela Baptista e Emídio Guerreiro. O vila-verdense Rui Silva, atual deputado, oitavo da lista, fica de fora.

Por sua vez, o CDS elege apenas Telmo Correia, cabeça de lista, perdendo o segundo deputado. De acordo com o estudo, os restantes dois lugares serão repartidos por Bloco de Esquerda e CDU: os dois para os bloquistas (José Manuel Cardoso e Alexandra Vieira) e ou um para cada um (José Manuel Cardoso – BE – e Carla Cruz – CDU). O PAN não elege ninguém.

Viana do Castelo. Imagem: Porto Canal

Em Viana do Castelo, as contas são mais diretas. Se, há quatro anos, o PSD elegeu três deputados, o PS dois e o CDS-PP um, os centristas, que mantêm assento parlamentar de há 20 anos para cá, quando o histórico Daniel Campelo foi eleito, não irão eleger Anacoreta Correia, escolha de Assunção Cristas para o distrito. O lugar perdido pelo CDS, de acordo com a mesma sondagem, é transferido para o PS, sendo, então, eleitos deputados: Tiago Brandão Rodrigues, Marina Gonçalves e Anabela Rodrigues, pelos socialistas, Jorge Mendes, Emília Cerqueira e Eduardo Teixeira, pelo PSD.

No Alto Minho, como é habitual, CDU, Bloco de Esquerda e PAN também não elegem nenhum deputado.

País. Imagem: Porto Canal

A nível nacional, a mesma sondagem dá a vitória do PS, com 38,8% dos votos.

As eleições legislativas realizam-se no próximo domingo, 06 de outubro. As urnas encerram às 19:00 horas, sendo as primeiras projeções avançadas a partir das 20:00.

Ficha Técnica [sondagem Eurosondagem]

“Estudo de Opinião efetuado pela Eurosondagem para o jornal O SOL, Porto Canal, Diário de Notícias da Madeira, Diário Insular dos Açores, Açoreano Oriental, Aurora de Lima, Gazeta das Caldas, Jornal da Bairrada, Linha de Elvas, Postal do Algarve, Reconquista, Região de Leiria, O Setubalense e Voz de Trás dos Montes, com o patrocínio da Associação Mutualista Montepio, de 25 de Setembro a 1 de Outubro de 2019.

Entrevistas telefónicas, realizadas por entrevistadores selecionados e supervisionados, para telemóveis e telefones da rede fixa.

O Universo é a população com 18 anos ou mais, residente em Portugal Continental e Regiões Autónomas.

Foram efetuadas 2319 tentativas de entrevistas e, destas, 248 (10,7%) não aceitaram colaborar no Estudo de Opinião.
O erro máximo da Amostra é de 2,15%, para um grau de probabilidade de 95,0%.

Um exemplar deste Estudo de Opinião está depositado na Entidade Reguladora para a Comunicação Social.”

Populares