Seguir o O MINHO

Futebol

“Se passarmos na Taça vamos jogar sempre de 72 em 72 horas até março e isso é terrível”

Carlos Carvalhal

em

Declarações após o jogo da 15.ª jornada da I Liga de futebol entre SC Braga e Gil Vicente (1-0), que hoje decorreu em Braga:

Carlos Carvalhal (treinador do SC Braga): “Estou muito satisfeito e orgulhoso da equipa e do grupo, temos tido desafios muito difíceis, jogámos com o Benfica [na meia-final da Taça da Liga] num lamaçal, passados três dias a final com o Sporting e, na segunda parte, tivemos a predominância do jogo quando se esperava que fosse o contrário e hoje já fizemos outro e daqui a três dias outro, a resposta foi espetacular.

Fizemos o que tínhamos que fazer, oito alterações, e a resposta foi muito boa frente a um adversário muito incómodo, muito bem organizado defensivamente e a espreitar o contra-ataque. Tivemos o penálti e o jogo podia ter sido diferente em vantagem mais cedo, mas não aconteceu e fomos à procura do golo, são três pontos que sabem muito bem.

Tenho uma tarefa em mãos que nunca tive e acho que nenhum treinador teve em Portugal. Em Inglaterra, jogávamos à terça e ao sábado [duas vezes por semana, mas com mais um dia de descanso para o segundo jogo], mas aqui não, se passarmos às meias-finais da Taça de Portugal vamos jogar sempre de 72 em 72 horas até março e isso é terrível. Nenhum jogador recupera totalmente em três dias e o risco de lesões e quebras aumenta exponencialmente. Fomos nós que criámos este desafio, mas é terrível, mas, por ser difícil, é que estamos aqui nós. Não vamos atirar a toalha ao chão em nenhuma das competições, mas é uma tarefa que não me lembro de ver uma situação destas em Portugal, desde que ando no futebol que não me lembro, acho que é inédito no futebol português”.

Populares