Seguir o O MINHO

Futebol

SC Braga vence FC Porto no Dragão

15 anos depois

em

O SC Braga venceu hoje o FC Porto, por 2-1, em pleno Estádio do Dragão, em jogo da 17.ª jornada da I Liga portuguesa de futebol.

Os golos dos bracarenses foram marcados por Fransérgio, logo aos 5 minutos, e Paulinho, aos 75. Tiquinho Soares marcou o golo do FC Porto, aos 65.

Com este triunfo no reduto ‘azul e branco’, algo que não acontecia há 15 anos, o SC Braga passou a somar 27 pontos, conseguindo o terceiro triunfo em três jogos sob o comando de Rúben Amorim, seguindo no quinto lugar do campeonato.

Já o FC Porto, que não perdia no seu reduto, para o campeonato, desde março de 2019, mantêm-se no segundo lugar da I Liga, com 41 pontos, mas poderá ver a desvantagem para a liderança do Benfica aumentar para sete pontos, dependendo do que os ‘encarnados’ fizerem hoje no dérbi lisboeta com o Sporting.

As dificuldades para os ‘dragões’ começaram logo aos cinco minutos, quando no primeiro lance de perigo do desafio, os minhotos, numa recuperação de bola, se colocarem em vantagem, num remate de Fransérgio.

O tento até foi inicialmente invalidado pelo árbitro Carlos Xistra, por um eventual fora de jogo de Raul Silva, mas depois de ver as imagens do VAR, o juiz de Castelo Branco, acabou por dar o lance como legal.

Com a madrugadora desvantagem, o FC Porto teve de forçar o ritmo de jogo, e até conseguiu reagir ao inicial revés, instalando-se no meio campo adversário e ameaçando o empate em lances protagonizados por Manafá e Marcano, este com um cabeceamento à barra da baliza do guardião Matheus.

O guarda-redes brasileiro do SC Braga voltou a sentir um calafrio já perto da meia hora, quando o companheiro Bruno Viana fez um atraso arriscado, com a bola a sair perto da baliza bracarense.

Apesar de insistência e do ritmo frenético colocado no jogo, o FC Porto fechou a primeira parte com queixas próprias, pois, aos 44 minutos, desperdiçou uma grande penalidade, quando na sequência de uma falta de Raul Silva sobre Corona, Alex Telles assumiu a responsabilidade de cobrar o castigo, mas permitiu que Matheus defendesse o remate com os pés.

No regresso do descanso, o FC Porto conseguiu repetir o embalo da etapa inicial, voltando a revelar-se mais ambicioso nas tarefas ofensivas, perante um SC Braga que perdeu alguma coesão defensiva com a saída do central Raul Silva e a entrada do jovem David Carmo.

O estreante defesa acabou por claudicar aos 54 minutos, rasteirando na sua área Otávio, numa falta para grande penalidade, desta feita cobrada por Soares, mas também desperdiçada, com o remate a levar a bola ao poste esquerdo.

O avançado brasileiro dos ‘azuis e brancos’ acabaria por se ‘redimir’ do desperdício, aos 58 minutos, conseguindo o golo do empate, num desvio a um passe de Marega.

O Sporting de Braga não se intimidou com a reação do FC Porto, e passou a aventurar-se mais nas saídas para o contra-ataque, criando o seu primeiro lance de perigo na segunda parte numa arrancada de Paulinho a que Marchesin, guardião dos locais, se impôs com uma saída corajosa.

Só que, desse lance, resultaria um canto, em que Paulinho, deste feita, revelou-se letal, com um desvio de cabeça, que devolveu a vantagem aos bracarenses, aos 75 minutos.

Este segundo golo dos minhotos foi um golpe demasiado duro para os ‘dragões’ recuperarem, e, embora continuando a insistir, a equipa de Sérgio Conceição já não teve a força anímica, e sobretudo a lucidez, para minimizar os ‘estragos’, e o melhor que conseguiu foi um cabeceamento de Soares, aos 84 minutos, que Matheus segurou.

No final do encontro, o público do Dragão mostrou a insatisfação com a prestação da equipa ‘azul e branca’, com um forte coro de assobios na saída do conjunto portista do relvado.

“Foi um resultado histórico, mas não é mais importante que o Moreirense”

Ficha de Jogo

Jogo no Estádio do Dragão, no Porto.

FC Porto – SC Braga, 1-2.

Ao intervalo: 1-0.

Marcadores:

0-1, Fransérgio, 05 minutos.

1-1, Soares, 58.

1-2, Paulinho, 75.

Equipas:

– FC Porto: Marchesín, Manafá, Mbemba, Marcano, Alex Telles, Danilo (Sérgio Oliveira, 90+1), Uribe (Luis Díaz, 76), Otávio, Corona, Soares e Marega (Aboubakar, 78).

(Suplentes: Diogo Costa, Diogo Leite, Luis Díaz, Aboubakar, Sérgio Oliveira, Fábio Silva e Vítor Ferreira).

Treinador: Sérgio Conceição.

– SC Braga: Matheus, Tormena, Raul Silva (David Carmo, 46), Bruno Viana, Ricardo Esgaio, Fransérgio, Palhinha, Sequeira, Trincão (Galeno, 61), Paulinho e Wilson Eduardo (Ricardo Horta, 53).

(Suplentes: Tiago Sá, André Horta, João Novais, Rui Fonte, Ricardo Horta, Galeno e David Carmo).

Treinador: Rúben Amorim.

Árbitro: Carlos Xistra (AF Castelo Branco).

Ação disciplinar: cartão amarelo para Fransérgio (06), Alex Telles (09), Raúl Silva (43), Ricardo Esgaio (65), Ricardo Horta (65), João Palhinha (68), Otávio (69), Soares (73), Marega (77), Marcano (82) e Matheus (83).

Assistência: 35.611 espetadores.

(notícia atualizada às 22h14)

Anúncio

Futebol

SC Braga procura ‘dar a volta’ ao Rangers e apurar-se para ‘oitavos’

Liga Europa

em

Foto: DR / Arquivo

SC Braga procura hoje qualificar-se para os oitavos de final da Liga Europa de futebol, na receção aos escoceses do Rangers, precisando de recuperar da derrota por 3-2 sofrida no jogo da primeira mão.

Os arsenalistas recebem o conjunto escocês em jogo antecipado dos 16 avos de final, motivados pela vitória caseira (3-1) sobre o Vitória de Setúbal, na 22.ª jornada da I Liga, em contraponto com o Rangers, que ‘tropeçou’ no campeonato do seu país, no reduto do St. Johnstone (2-2).

Na primeira mão, na Escócia, os ‘arsenalistas’ estiveram a vencer por 2-0, mas permitiram a reviravolta ao Rangers, naquela que foi a única derrota do treinador Ruben Amorim, em 11 encontros.

Finalista em 2011 – derrotado pelo FC Porto -, o Braga procura chegar pela terceira vez aos oitavos de final desde que a segunda prova de clubes passou a denominar-se Liga Europa.

Bracarenses e escoceses defrontam-se no Estádio Municipal de Braga, a partir das 17:00, em jogo dirigido pelo sueco Andreas Ekberg.

Na quinta-feira, o Benfica e o FC Porto procuram, em casa, recuperar de desvantagens de 2-1 frente a Shakhtar Donetsk e Bayer Leverkusen, respetivamente, enquanto o Sporting visita os turcos do Basaksehir com uma vantagem de 3-1 alcançada na primeira mão.

Continuar a ler

Futebol

Vantagem mínima não dá favoritismo ao Rangers, diz Steven Gerrard

Liga Europa

em

Foto: DR / Arquivo

O treinador Steven Gerrard recusou hoje o favoritismo do Rangers para seguir para os oitavos de final da Liga Europa de futebol, depois do triunfo sobre o SC Braga, por 3-2, na primeira mão dos 16 avos.

Questionado sobre se a vantagem mínima trazida de Glasgow dá favoritismo à sua equipa, Steven Gerrard notou que sabe que o Rangers vai “ter pela frente 90 minutos muito difíceis: temos uma pequena vantagem, mas não nos consideramos favoritos”, disse.

O técnico do Rangers disse ter “muito respeito” pelo SC Braga.

“Vamos jogar contra uma equipa fantástica, que está em excelente forma, temos de estar prontos para jogar. Vamos tentar ser coesos defensivamente e também um perigo constante para o Braga, não vamos jogar na expectativa. No primeiro jogo, tivemos alguns problemas, mas depois organizámo-nos e retificámos algumas situações, fomos uma equipa combativa, criámos ocasiões e marcámos”, disse.

Na passada quinta-feira, o Rangers recuperou de uma desvantagem de dois golos e, com três golos em 15 minutos, bateu os minhotos por 3-2.

“A este nível, os erros pagam-se caro, mas os golos do Braga não resultaram de erros individuais, o primeiro foi um excelente golo e o segundo foi uma ótima jogada coletiva. Não os culpo, mas penso que podíamos ter feito um melhor trabalho defensivo”, disse.

Do jogo da primeira mão, para Steven Gerrard, “surpreendente foi só ter havido cinco golos, podia ter sido um 5-4, um 4-3 ou 5-5, ambas as equipas tiveram muitas oportunidades para marcar e estiveram muito fortes ofensivamente”.

O antigo internacional inglês considerou que “o nível de pressão é o mesmo para as duas equipas, ambas vão querer passar e estar nas últimas 16 equipas da prova”.

“Qual a estratégia para amanhã [quarta-feira]? Não seria muito inteligente falar da minha estratégia para o jogo, vão ver depois”, disse.

Steven Gerard revelou que Borna Barisic já treinou na segunda-feira e está disponível para o jogo, ao contrário do avançado colombiano Morelos, habitual titular, mas que está castigado e é baixa certa nos escoceses.

Sentado ao lado do treinador, o guarda-redes Alan McGregor disse esperar um jogo difícil e destacou a “organização” como fator chave para o sucesso.

“A organização é um fator muito importante, primordial, temos o nosso plano para implementar em 90 minutos. Temos de estar atentos durante todo o jogo para sermos eficazes e vamos ter em contra o resultado da primeira mão para conseguirmos o apuramento”, disse.

O veterano guardião escocês (38 anos) frisou a “capacidade” do Rangers de virar o resultado na primeira mão, depois de ter estado a perder por 2-0.

“Apesar do resultado não ser de feição, as coisas não estavam a correr bem, mas continuámos a acreditar e as coisas surgiram”, disse.

Os minhotos recebem o Rangers no Estádio Municipal de Braga, na segunda mão dos 16 avos de final da Liga Europa, a partir das 17:00 de quarta-feira, num jogo que vai ser arbitrado pelo sueco Andreas Ekberg.

Continuar a ler

Futebol

Tormena de regresso no SC Braga após um mês de ausência

Convocatória

em

Foto: DR / Arquivo

O treinador Rúben Amorim convocou hoje Tormena, Esgaio, Raul Silva e Palhinha para a receção do SC Braga ao Rangers, na quarta-feira, da segunda mão dos 16 avos de final da Liga Europa de futebol.

Tormena está de regresso precisamente um mês depois de se ter lesionado frente ao FC Porto, na final da Taça da Liga (vitória por 1-0), tal como Esgaio, Raul Silva e Palhinha, que cumpriram castigo diante do Vitória de Setúbal, no domingo, na 22.ª jornada da I Liga (triunfo por 3-1).

O defesa Sequeira recuperou do ‘toque’ que sofreu diante dos sadinos, que o obrigou a sair ainda durante a primeira parte, e também integra a lista de 20 convocados.

Bruno Wilson não está inscrito na prova europeia e fica de fora, tal como Anthony e os lesionados Eduardo e Wallace.

O SC Braga perdeu na primeira mão, em Glasgow, por 3-2, e recebe o Rangers a partir das 17:00 de quarta-feira, no Estádio Municipal de Braga, num jogo que vai ser arbitrado pelo sueco Andreas Ekberg.

A lista dos 20 convocados:

Guarda-redes: Matheus e Tiago Sá.

Defesas: Pedro Amador, Tormena, David Carmo, Bruno Viana, Sequeira, Esgaio, Raul Silva e Diogo Viana.

Médios: Fransérgio, João Novais, Palhinha e André Horta.

Avançados: Abel Ruiz, Ricardo Horta, Paulinho, Trincão, Rui Fonte e Galeno.

Continuar a ler

Populares